Seguir o O MINHO

Legislativas 2022

Ventura recusa ideia de Rui Rio de política de “negociação à vista”

Política

em

Foto: Chega

O presidente do Chega criticou hoje a proposta do líder do PSD de conversações com aquele partido de extrema-direita no parlamento, “à vista de toda a gente”, recusando a ideia de uma política de “negociação à vista”.

Confrontado com as declarações de Rui Rio de hoje, que admitiu apenas conversar com o Chega sobre orçamentos “no debate parlamentar normal à vista de toda a gente”, André Ventura criticou a postura do presidente dos sociais democratas, referindo que aquele líder partidário “tem dito uma coisa e o seu contrário”.

O presidente do Chega falava aos jornalistas durante uma curta arruada no centro de Sines, com cerca de 20 militantes, onde houve muito pouco contacto com a população.

Ventura referiu que Rui Rio “já admite uma negociação parlamentar, mas à vista de todos”.

“Isto é política de navegação à vista, de depois logo se vê. Isto não se faz. Temos que ser responsáveis”, afirmou o líder partidário, que nos últimos dias de campanha tem, por várias vezes, procurado pressionar o PSD a não excluir o Chega de um possível Governo de direita.

“A dois ou três dias das eleições [Rui Rio] diz que votar no Chega é votar no PS, mas ninguém acredita. É conversa para adormecer. Rui Rio deveria agora assumir aquilo que sempre disse, que não queria fazer oposição, que queria uma colaboração com o PS e agora é que se lembrou que é preciso fazer oposição”, asseverou.

Populares