Seguir o O MINHO

Futebol

“Vencemos com toda a nossa crença”

Carlos Carvalhal

em

Declarações após o jogo Moreirense-SC Braga (2-3), da terceira jornada da I Liga de futebol, disputado na sexta-feira em Moreira de Cónegos:

Carlos Carvalhal (treinador do SC Braga): “No ano passado, o Moreirense perdeu três jogos em casa e um deles foi connosco. Conseguimos vencer num campo difícil e contra um adversário com competência. Entrámos bem, num jogo equilibrado, e penso que com maior agressão nossa à área adversária, ainda que sem grandes chances.

Esperámos o nosso momento, fizemos dois golos e chegámos ao intervalo a vencer justamente. Entrámos bem na segunda parte e o jogo estava controlado. É uma verdade que, depois, baixámos linhas. O Moreirense reagiu, fez pela vida e depois aconteceu aquilo que acontece em todos os campeonatos do mundo: a equipa que joga em casa cresce e chega ao 2-1. Para mim, esse foi o lance capital do jogo. Nasce de uma falta completamente desnecessária, que origina o penálti e acaba por mudar o jogo.

A partir daí, o resultado era complicado para uma equipa que está, no fundo, a renascer. Quanto à equipa que está a perder, mete mais gente na frente e toma muito mais riscos porque quer reverter o resultado. O Moreirense chegou ao 2-2 e até se ajustou, mas conseguimos com muito mérito fazer com que as coisas dependessem para nós.

Tivemos coração, alma e adeptos a puxar por nós. Houve grande entrega e personalidade nos descontos. Ainda tivemos uma grande oportunidade antes de chegar ao golo, assegurando uma vitória que se ajusta, num jogo extremamente difícil. Se, eventualmente, terminasse empatado, estaria a dar os parabéns às duas equipas.

Desde o ano passado que tenho dito que estamos cá para abordar todos os jogos para o vencer. Foi o que fizemos. A forma dramática como a vitória acontece dá uma força anímica muito grande na preparação do próximo jogo [frente ao Vitória de Guimarães].

É uma lição que temos também. Os jogos só terminam no último segundo e há que acreditar até lá. Há muita gente nova na equipa e é evidente que os níveis de coordenação ainda não são os melhores, mas fiquei muito satisfeito com a exibição no Marítimo e frente ao Sporting e acho que hoje demos um passo à frente como equipa.

Gerir a vantagem? Faltou não ter sofrido golos nem ter feito aquela falta do penálti. É um lance determinante. Apesar de o Moreirense ter estado mais perto da nossa baliza, tínhamos o jogo controlado, colocámos jogadores frescos na frente e, no nosso entendimento, fizemos o que tínhamos a fazer. Vencemos com toda a nossa crença.”

Populares