Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Vêm de todo o país para praticar Tai Chi e Chi Kung em Viana

Retiro anual da Chinarte

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Decorre em Viana, por estes dias, o 15.º Retiro de Tai Chi e Chi Kung, organizado pela escola Chinarte, com a participação de cerca de 50 pessoas oriundas de todos os cantos de Portugal, incluíndo do arquipélago da Madeira.

Associado às artes da saúde para desenvolver corpo e mente, este retiro dura sete dias e pretende proporcionar aos praticantes das modalidades uma experiência pacífica, junto às praias de Viana do Castelo, Vila Praia de Âncora e Caminha.

Nelson Barroso, mestre de Tai Chi e Chi Kung, explica a O MINHO que o evento resume-se à prática destes modalidades para “desenvolver corpo e mente”.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Enquanto o Chi Kung é mais baseada no conceito da medicina tradicional chinesa, na terapêutica de autocura através da visualização dos meridianos, o Tai Chi é inspirado em movimentos marciais executados de forma lenta. Nesta modalidade o objetivo não é de autocura, mas de fortalecimento do sistema imunitário.

“As modalidades complementam-se, é como o andebol e o basquetebol, são modalidades diferentes, mas ambas têm um objetivo que é o desenvolvimento da energia e o relaxamento”, começa por contextualizar o também professor de educação física, que lecionou durante vários anos na Escola Dona Maria II, em Braga.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

E os praticantes aderem ao retiro no Alto Minho: “A grande maioria das pessoas vem da zona de Lisboa, mas temos gente que vem de Portimão, Alentejo, Leiria, Coimbra, Porto, daqui de Viana, de Braga e até do Funchal”.

O retiro realiza-se, sempre, no Alto Minho, porque a Associação Portuguesa de Wushu, que fundou, tem sede precisamente no Alto Minho.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

“A primeira associação de Tai Chi e Chi Kung é do Alto Minho, tem sede Vila Praia de Ancora (Caminha) e foi constituída em 1987”, enfatiza o mestre, destacando também a entretanto criada escola de formação profissional Chinarte – que organiza o retiro anual.

O Tai Chi em Portugal começa nos anos 80, finais dos anos 70, no Alto Minho, mais precisamente em Cerveira e Viana do Castelo, conta Nelson Barroso, revelando que foi ele quem trouxe a prática da modalidade a partir de Espanha, uma vez que era atleta de Kung Fu e já por lá se praticavam estas formas diferentes de encarar os movimentos marciais.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Saliente-se que Nelson Barroso deu aulas extra-curriculares de Kung Fu na Escola Alberto Sampaio, em Braga, chegando a ter mais de 50 alunos.

Conhecido por “meditação em movimento”, o Tai Chi Chuan tem suas raízes na China, mas é uma modalidade praticada um pouco por todo o mundo, graças à sua relação com as práticas de meditação e de promoção de saúde.

Por sua vez, o Chi Kung tem raízes na época da Dinastia Han (206 aC – 220 dC), também na China, mas resulta de milhares de anos de experiências da população chinesa na busca pela circulação da energia no corpo, para efeitos de saúde e longevidade.

EM FOCO

Populares