“Vamos ter alívio nas restrições”

Será “progressivo, gradual, cauteloso”

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde disse, esta terça-feira, que é de esperar “alívio nas restrições” impostas pela pandemia de covid-19, mas que esse alívio será “progressivo, gradual, cauteloso”.

À saída de uma sessão no Infarmed, em Lisboa, António Lacerda Sales notou que os indicadores, “quer ao nível da incidência, quer ao nível do índice de transmissibilidade, quer ao nível da pressão sobre os serviços de saúde, são bons”.

“São bons indicadores, que nos dão algum otimismo, alguma confiança, alguma tranquilidade, para podermos acreditar que, sim, vamos ter alívio nas restrições”, reconheceu, frisando que há que “ouvir os peritos” na quarta-feira.

Simultaneamente, assinalou, ainda há “alguns indicadores” que “preocupam, nomeadamente o número de mortes por milhão de habitantes”, e que impõem “uma ponderação”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Aberto autoagendamento de crianças dos 5 aos 11 anos

Próximo Artigo

Braga: DST está a recrutar eletricistas, mecânicos e engenheiros, entre outras áreas

Artigos Relacionados
x