Valença já começou a requalificar ecopista

Foi danificada pelas cheias
Foto: CM Valença

Valença já começou a recuperar a ecopista do rio Minho, danificada com as cheias e inundações ocorridas em janeiro de 2023, num investimento de cerca de 300 mil euros, revelou hoje a autarquia.

Em comunicado, aquela câmara afirma que foi iniciada a obra entre Chamosinhos e Cristelo-Covo.

A empreitada implica “a recuperação do troço da ecopista em toda a frente ribeirinha da freguesia de São Pedro da Torre, numa extensão de 2,5 quilómetros, entre a ponte romana da Veiga da Mira e o regato em Chamosinhos”.

Os trabalhos implicam a “estabilização dos taludes entre a ecopista e o rio, com a implantação de elementos suporte de reforço, bem como a correção do piso em todos os locais danificados”.

A intervenção vai respeitar o traçado original da ecopista, pretendendo-se ainda “garantir a sua estabilização em situações futuras de cheias através de enrocamento nas zonas mais sensíveis”.

De acordo com o município, a obra vai ser financiada pelo contrato programa que a Câmara Municipal assinou com a Direção Geral das Autarquias Locais – DGAL e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte – CCDRN relativo à reparação dos danos provocados pelas cheias e inundações ocorridas em janeiro de 2023.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Folclore de Barcelos brilhou em direto na televisão norte-americana

Próximo Artigo

Vai ser apresentado em Braga livro que ajuda empresas a dar "o próximo passo"

Artigos Relacionados
x