Seguir o O MINHO

Alto Minho

Valença e Ponte de Lima com novas ambulâncias INEM

Postos de Emergência Médica

em

Foto: Divulgação

O INEM vai renovar 75 ambulâncias afetas a postos de emergência médica, que funcionam em corporações de bombeiros ou delegações da Cruz Vermelha, num investimento acima de 3,7 milhões de euros. Valença, Ponte de Lima e Paredes de Coura são as coporações do distrito de Viana do Castelo que recebem as novas viaturas.

Hoje, em Torres Novas, distrito de Santarém, decorre a assinatura dos protocolos para a renovação das ambulâncias, numa cerimónia que vai ser presidida pela ministra da Saúde, Marta Temido.

O processo de compra destas novas ambulâncias chegou a estar comprometido, depois de o Ministério das Finanças não ter autorizado numa primeira fase a utilização da verba necessária, mas que, entretanto, foi desbloqueada, depois de uma notícia divulgada em agosto pela agência Lusa.

Segundo um comunicado do Instituto Nacional de Emergência Médica, esta renovação de ambulância corresponde a um investimento superior a 3,7 milhões de euros e visa “melhorar as condições de operacionalidade” do sistema de emergência e reforçar a capacidade de resposta aos pedidos de ajuda.

A verba destina-se a comprar ambulâncias novas, uma vez que as antigas necessitavam de substituição. O INEM tem atualmente 340 postos de emergência médica em corpos de bombeiros e em delegações da Cruz Vermelha Portuguesa.

Em finais de agosto, a agência Lusa noticiou que o INEM previa comprar este ano 75 novas ambulâncias para equipar os postos de emergência médica, mas o Ministério das Finanças não autorizou o uso do dinheiro necessário, apesar de a verba ser do próprio instituto.

Para a renovação das viaturas, o INEM tinha apresentado em 2017 à tutela um plano plurianual – entre 2018 e 2021, tendo invocado a “absoluta necessidade de renovação” das ambulâncias, devido à idade elevada das viaturas, muitas delas com mais de 12 anos, e a indisponibilidade em que ficam por motivos de avaria mecânica.

O INEM previa adquirir este ano mais 75 ambulâncias e teve de submeter ao Ministério das Finanças um pedido de autorização para recorrer aos saldos de gerência do instituto de anos anteriores, num montante a rondar os cinco milhões de euros.

Numa fase inicial, as Finanças apenas autorizaram um milhão de euros. Cerca de uma semana após o caso ter sido noticiado, as verbas necessárias acabaram por ser autorizadas.

Anúncio

Alto Minho

Presidente da Câmara de Paredes de Coura recebe medalha da Liga dos Bombeiros Portugueses

Mérito

em

Foto: Emília Pereira

O presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira, recebeu no sábado a Medalha de Serviços Distintos – Grau Ouro pela Liga dos Bombeiros Portugueses, anunciou a Liga.

A distinção foi entregue naquele concelho do distrito de Viana do Castelo, durante a cerimónia do 93.º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura.

A distribuição foi conferida “pela prática de serviços distintos que contribuíram com notável evidência para o engrandecimento e prestígio das instituições de socorrismo”, lê-se no comunicado da Liga.

Paredes de Coura acolheu recentemente cerca de 100 especialistas dos Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, Chile, Espanha e Portugal para debater o tema do uso do fogo como forma de gestão e prevenção de incêndios florestais.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Estudante de Viana vence prémio nacional “Jovem Talento em Gastronomia”

Com o prato “Tradição com Arroz Bom Sucesso”

em

Foto: Divulgação

André Rodrigues, aluno finalista do curso de Gestão e Produção de Cozinha, na Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, venceu o concurso nacional “Jovem Talento em Gasronomia”, que decorreu entre 04 e 05 de dezembro, em Fátima.

O jovem estudante de Viana do Castelo passou por três etapas regionais, disputando a final da oitava edição destes prémios, que decorreu na Escola de Hotelaria de Fátima.

“Tradição com Arroz Bom Sucesso” foi o prato confecionado pelo jovem chef, com “Arroz de Miúdos, Robalo em Sous-vide, Emulsão de Gordura de Frango/Cristas de Galo e Crocante de Coentros”.

O júri foi composto por Andreia Moutinho, Constança Cordeiro, Fernando Cardoso, Fernão Gonçalves, Gabriel Campino, Gonçalo Costa, Jaime Montgomery, Louis Anjos, Luís Gaspar, Mateus Freire, Nicu Iastremschii, Nuno Castro, Paulo Carvalho, Pedro Braga, Samuel Mota, Sara Soares, Vítor Adão, William Melo e Wilson Pires.

Continuar a ler

Alto Minho

Empresa de Cerveira é exemplo a nível nacional pelo aumento de exportações

Empresa de desenvolvimento de airbags e volantes

em

A empresa multinacional Dalphi Metal Portugal, sediada em Vila Nova de Cerveira, venceu o prémio Exportações na segunda edição dos Prémios Expresso Economia CGD, ficando entre o lote restrito das doze empresas que mais se destacaram ao longo do último triénio.

Com capital alemão do grupo ZF, produz componentes e acessórios para automóveis, como airbags e volantes de condutor, exportando grande parte da produção.

Entre 2015 e 2018, o volume de negócios de 115 milhões para 169 milhões de euros, com as vendas no exterior a subirem de 14,3 milhões para os 169 milhões, sendo, segundo dados da consultora Deloitte, uma das principais exportadoras do país.

Explica o jornal Expresso que, nos últimos três anos, o número de empresas que conseguiram crescer em volume de negócios, crescer em valor absoluto de exportações e mantiveram um mínimo de 50 empregados, eram 131.

A Dalphi foi a que mais se destacou por “melhor incorporar o perfil exportador na sua estratégia de crescimento”.

Bosch Braga é das que mais cresce, em volume de negócios, no país

A Bosch Car Multimédia Portugal, com sede em Braga, venceu na categoria principal de Crescimento, por entre as empresas que faturam mais de 100 milhões ao ano.

De igual modo com investimento alemão, a empresa de investigação subiu o volume de negócios de 515,6 milhões em 2015, para 1130,8 milhões em 2018, sendo das que mais cresceu em Portugal, segundo a consultora.

Os prémios Crescimento distinguem as empresas que apresentam o maior crescimento sustentado do seu negócio, através de vendas e prestações de serviços, durante os últimos três anos.

A vimaranense/londrina Farfetch também foi premiada, com a “Conquista Empresarial do Ano”.

Norauto Portugal, M. Cunha & Companhia e Têxteis J.F. Almeida

Outras três empresas minhotas foram distinguidas com prémios importantes, neste evento que decorreu na Culturgest, em Lisboa, e “serve para homenagear quem mais contribui para o crescimento do país”.

A Norauto Portugal (Braga, Guimarães e Viana do Castelo), a Têxteis J.F. Almeida (Moreira de Cónegos, Guimarães) e a M. Cunha & Companhia (Feitosa, Viana do Castelo), foram distinguidas, entre outras 11 empresas, com o prémio Longevidade, por aumentaram consecutivamente o seu volume de negócios nos últimos dez anos.

Antigos gestores do Hospital de Braga distinguidos

Vasco de Mello, o presidente do grupo José de Mello, foi o grande vencedor do prémio Empresário do Ano. A Socitrel (Trofa) e a MyCar Center (Paredes), venceram, em categorias com números inferiores, o mesmo prémio atribuído à Bosch Braga (Crescimento).

Nas exportações, para além da empresa de Cerveira, a Socitrel (Trofa) foi premiada, assim como a AJ. Pinto Leitão (Porto).

A empresa Modelo Continente Hipermercados foi distinguida com o prémio Emprego, com crescimento sustentado do volume de negócios e maior crescimento do emprego nos últimos três anos.

Entre 2015 e 2018, este retalhista sediado em Matosinhos viu o seu volume de negócios expandir de 3.406 milhões para 3.830 mil milhões e o número de empregados subir de 22.272 para 26.857.

As empresas Carvoeiro Golfe e PSAR Portugal venceram o prémio Dimensão, por subirem de escalão no volume de negócios.

A distinção Longevidade foi também atribuída às empresas Pingo Doce, ANA — Aeroportos de Portugal, Teleperformance Portugal, Lusíadas, Aquinos, Sopropé, Savibel, Hospor — Hospitais Portugueses, Damião de Medeiros, Centrauto e Algartalhos.

Alemanha e o município da Maia também foram premiados.

Continuar a ler

Populares