Seguir o O MINHO

Valença

Valença cria 23 hectares de faixas de contenção de incêndios florestais

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Valença informou esta sexta-feira ter criado faixas de contenção de incêndios florestais em 23 hectares do concelho, num investimento superior a 71 mil euros.

Segundo aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo, a rede de defesa da floresta “estende-se sobretudo pelas freguesias de São Pedro da Torre, Gandra e Ganfei”.

“Na área envolvente à zona industrial de São Pedro da Torre foi criada uma área de contenção de 20 hectares. No parque empresarial, em Gandra, à área de proteção abrange cinco hectares. No monte do Faro, na área envolvente à estrada do Faro foi criada uma faixa de contenção de sete hectares”, especificou o município em nota enviada à imprensa.

O município liderado pelo social-democrata Jorge Mendes adiantou que as faixas de contenção foram criadas ao abrigo do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

A autarquia adiantou também “estar-se a substituir aos proprietários privados, em conformidade com a legislação em vigor, na limpeza de terrenos florestais”.

“Mediante informação do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SPNA) da GNR, que atuou na fiscalização ao território, foram realizadas intervenções na Quinta das Pretas, na Urgeira e nos lotes industriais no parque empresarial de Valença”, destacou.

De acordo com números revelados no início do mês pela Guarda Nacional Republicana (GNR), até 31 de maio foram levantados 1.946 autos de contraordenação por falta de limpeza dos terrenos florestais, “dos quais 535 foram já anulados”.

Até 30 de junho, o número de autos registados pela GNR aumentou para 3.390, distribuídos pela rede viária (176), rede ferroviária (21), rede de transporte de energia elétrica (51) e rede de transporte de gás natural (3).

A fiscalização da GNR resultou ainda em processos de contraordenação relacionados com queimadas (274) e queima de sobrantes e realização de fogueiras (132).

Anúncio

Alto Minho

Feira dos Santos de Cerdal leva 400 feirantes a Valença: “Vendem de tudo”

A última grande feira romaria do calendário anual do Noroeste Peninsular

em

Foto: DR / Arquivo

A Feira dos Santos de Cerdal, em Valença, considerada a última grande feira romaria do calendário anual do Noroeste Peninsular, vai voltar a realizar-se nos dias 01 e 02 de novembro, informou hoje a Câmara local.

A feira secular de Valença, “que aparece documentada em 1758 como ponto de confluência de portugueses e galegos, atrai todos os anos “milhares de visitantes das duas regiões vizinhas”.

Cerca de 400 expositores “vendem de tudo, desde vestuário, louças, calçado, gado, produtos do campo, maquinarias agrícolas, sendo que a feira dispõe ainda das tradicionais tasquinhas, parques de diversões entre outras iniciativas.

No dia 01 de novembro realiza-se a feira dos Santos e no dia 02 a feira das Trocas, que como o nome indica permite trocar os produtos adquiridos na véspera que por alguma razão não serviram.

Manda a tradição que nas noites de 31 de outubro e 01 de novembro, a feira dos Santos seja o destino para provar os vinhos novos e saborear os petiscos locais. Nas tasquinhas animam-se as noites, ao som das concertinas e as cantigas de desgarrada.

Continuar a ler

Valença

Banda Sinfónica do Exército atua sexta-feira em Tui

No âmbito da eurocidade Tui e Valença

em

Foto: DR/Arquivo

A Banda Sinfónica do Exército Português atua na sexta-feira, pelas 21:30, no teatro municipal de Tui, em Espanha, num concerto de homenagem ao maestro Sousa Morais.

O espetáculo, com entrada gratuita, “realiza-se pela primeira vez, no âmbito da eurocidade Tui e Valença num concerto com a principal banda do Exército português, evocativa de tantas memórias das bandas militares e músicos que, ao longo de séculos, fizeram o seu percurso, também, na Praça-Forte de Valença”.

A atuação da Banda Sinfónica do Exército “abre um ciclo de concertos, em Valença e Tui, de homenagem ao maestro Sousa Morais, um dos principais compositores portugueses de sempre, com mais de 300 obras”.

“O percurso do maestro Sousa Morais começou em 1872, no Batalhão de Caçadores N.º 7, aquartelado na Praça-Forte de Valença, tendo percorrido Portugal sempre ligado à música, como músico, maestro, professor e compositor”, especifica o município minhoto.

Continuar a ler

Valença

Viagens de autocarro em Valença grátis à quarta-feira para ligar freguesias à cidade

Programa de Apoio à Redução Tarifária

em

A Câmara de Valença informou hoje que os transportes rodoviários (serviços de carreira) vão ser gratuitos à quarta-feira, entre as freguesias e a cidade.

A medida, segundo aquele município, enquadra-se no Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) e vai ser implementada a partir de quinta-feira e até 15 de dezembro.

A iniciativa “pretende, sobretudo, beneficiar a população que se desloca, à quarta-feira à feira semanal e abrange todos os residentes no concelho de Valença, de qualquer idade.

Os interessados deverão formular o pedido por escrito (formulário disponível nas juntas de freguesia, e associações sociais), para beneficiar do transporte gratuito.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares