Seguir o O MINHO

Braga

Universidade do Minho representa 10% do sistema científico português

em

Foto: Divulgação

A Universidade do Minho, com mais de 57 mil graduados do seu historial, representa hoje perto de 10% do sistema científico português, um percentual claramente superior ao número de investigadores que proporcionalmente representa em Portugal. 

Em artigo no jornal online UMinho, a instituição sublinha que, “neste fator há uma clara relação com a qualidade da sua investigação, à qual não é alheia a capacidade de angariação e coordenação de grandes projetos europeus, com importantes envelopes financeiros”.

É de resto – acrescenta Pedro Costa, o articulista – uma das instituições portuguesas com maior sucesso na captação de grandes projetos europeus.

A UMinho – diz ainda o online – tem somado referências frequentes e posições destacadas nos principais rankings internacionais, nomeadamente o CWTS Leiden, considerado o principal ao nível da investigação científica, e o Times Higher Education, quer no seu ranking global como no das universidades com menos de 50 anos.

Em termos do número de publicações científicas, dos outputs científicos e do número de citações obtidas há também um claro destaque no panorama nacional e internacional.

“Alguns dos seus investigadores são considerados «highly cited» – altamente citados -, afirmando-se entre cientistas mundiais reputados. A UMinho “tem sido particularmente competitiva nas áreas da investigação das nanociências, nanotecnologias, materiais e novas tecnologias de produção, das tecnologias de informação e comunicação, para além da agricultura e pescas, alimentação e biotecnologia. Assume ainda particular pioneirismo nos projetos de acesso aberto e destaca-se nas publicações e dados científicos”.

Populares