Seguir o O MINHO

Famalicão

Universidade do Minho chega a Famalicão com laboratório de Biologia Alimentar

Protocolo de coloboração foi aprovado em reunião de Câmara

em

Foto: DR/Arquivo

A Universidade do Minho vai criar um laboratório de formação, investigação e conhecimento na área da Biologia Alimentar, em Vila Nova de Famalicão, na antiga Didáxis, local “propicio à partilha de conhecimento e inovação”, adiantou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, a câmara de Famalicão explica que a nova estrutura da academia minhota vai ficar instalado na “no futuro Centro Tecnológico das Carnes” e beneficiara ainda do facto “do concelho ser epicentro de um conjunto de empresas de referência nacional e internacional no setor”.

Segundo explica a autarquia, “até ao final do ano, cerca de 30 investigadores da Universidade do Minho estarão a trabalhar em Vila Nova de Famalicão, mas o objetivo é expandir o laboratório e alargá-lo a outras áreas”

Além dos laboratórios de investigação, o espaço, recentemente adquirido pela autarquia, terá ainda um conjunto de salas para formação e uma incubadora para transferência de conhecimento, sendo os setores a privilegiar o âmbito alimentar (carnes, bolachas e produtos relacionados e laticínios), áreas identificadas como sendo de referência para o município.

“Este espaço é uma mais-valia para o concelho. Vem acrescentar uma nova resposta ao nível do ensino e da investigação”, afirma no texto o presidente da autarquia, Paulo Cunha.

O autarca refere ainda ser “muito gratificante para a câmara municipal constatar o interesse de uma instituição como é o caso da Universidade do Minho, em trazer para Famalicão um centro de investigação de excelência que não só responderá a necessidades locais como a outras dinâmicas de outros âmbitos, nomeadamente empresariais e económicas”.

No texto, a autarquia explica que a Universidade do Minho “reconhece a importância do município de Vila Nova de Famalicão, como parceiro para o desenvolvimento da sua atividade de formação (avançada), investigação e para o reforço da valorização e transferência de conhecimento”.

As duas entidades vão assim assinar um protocolo que “pretende responder à necessidade de reforçar a interação da Universidade do Minho com o município, contribuir para a dinamização da atividade económica, reforçar a atividade cientifica da UMinho em cooperação com o tecido industrial da região, apostar na formação avançada dos quadros das empresas, promover a transferência e valorização de conhecimento gerado e apostar em áreas de atividade económica emergente no concelho”.

Para além da Universidade do Minho, o edifício receberá a partir de setembro um polo do Instituto Politécnico de Cávado e do Ave (IPCA) que se vai juntar ao polo do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) com oferta dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, em várias áreas.

Anúncio

Ave

Famalicão apoia 350 famílias com “redução excecional” de tarifas municipais

Água, saneamento e resíduos sólidos

em

Foto: Arquivo

A câmara de Vila Nova de Famalicão vai apoiar perto de 350 famílias com uma “redução excecional” das tarifas municipais de água, saneamento e resíduos sólidos, deixando de receber anualmente cerca de 65 mil euros, anunciou, esta quarta-feira, a autarquia.

Em comunicado, a Câmara de Famalicão adianta que a medida de “caráter excecional abrange famílias que vivem em situação de carência económica e é atribuída por um período único de um ano, podendo estas situações ser revistas e, ou, revogadas no caso de alteração dos pressupostos”

Segundo a autarquia, todos os meses, o executivo municipal aprova, em reunião de câmara, “inúmeros pedidos de redução excecional da tarifa ambiental” requeridos pelos próprios munícipes junto da Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos, que depois comprova a carência económica das famílias junto da Divisão de Solidariedade Social.

“É mais uma medida de grande alcance social, que apoia as famílias quando elas mais precisam da nossa ajuda”, refere no texto o presidente da câmara, Paulo Cunha.

Segundo o autarca, “são apoios fundamentais em certos momentos difíceis, que ajudam muitas vezes uma família a reerguer-se e a recuperar o equilíbrio financeiro”.

A autarquia salienta ainda que a tabela municipal prevê já uma tarifa social, com valores mais reduzidos para famílias em situação económica desfavorável, assim como uma tarifa familiar para agregados com quatro ou mais pessoas.

Continuar a ler

Ave

Famalicão voltou com a maior noite de Carnaval de Portugal

Festa

em

Foto: Facebook do Município de Famalicão / DR

Famalicão recebeu milhares de foliões para a sua já famosa noite de Carnaval, atraindo mascarados e foliões, não só do concelho, como também, de outras zonas do Norte do país.

A animação ficou a cargo do Grupo Musical Terceira Dimensão e de DJ’s instalados em vários pontos da cidade.

O evento começou a ser organizado, nos anos 80, por um grupo de foliões famalicenses e é já um dos mais notórios carnavais no território nacional.

A festa durou até de manhã mantendo a tradição dos anos anteriores.

Continuar a ler

Ave

Onze ‘foliões’ assistidos por intoxicação alcoólica no Carnaval de Famalicão

Carnaval de Famalicão

em

Foto: Bombeiros Famalicenses

Foram registadas mais de uma dezena de intoxicações alcoólicas durante a véspera de Carnaval, em Famalicão, naquela que é considerada a festa noturna de Entrudo com maior afluência em todo o país.

Só nos registos do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga, foram efetuadas onze assistências devido ao consumo excessivo de álcool, com algumas das vítimas a inspirarem alguns cuidados.

Fonte dos bombeiros disse a O MINHO que os trabalhos de assistência por consumo excessivo de álcool iniciaram cerca das 00:16 horas, culminando na última pessoa assistida, já cerca das 06:30. Pelo meio, foram onze as pessoas assistidas pelas equipas de emergência situadas no local.

Há ainda registo de outros casos de intoxicação, mas onde não houve necessidade de intervenção médica, com os mesmos a serem transportados por amigos para a tenda hospitalar móvel (que ficava a alguns metros do local de folia) ou para o serviço de urgência do Hospital de Famalicão.

Durante a “maior noite do ano” em Famalicão, estiveram presentes mais de 100 elementos para assegurar o bom funcionamento do evento, entre bombeiros, proteção civil municipal, polícia municipal e PSP e ainda elementos do Hospital de Famalicão e dos Serviços Municipais.

A GNR efetuou várias operações de fiscalização rodoviária relativamente ao consumo de álcool, em diversos pontos de saída da cidade de Famalicão.

Há ainda a assinalar alguns pequenos furtos no corso carnavalesco que juntou dezenas de milhares de pessoas no centro da cidade.

Continuar a ler

Populares