Seguir o O MINHO

Braga

UMinho preocupada com desacatos na zona dos bares pede reforço de policiamento

Situações de violência têm sido frequentes

em

A Universidade do Minho está preocupada com os desacatos que têm ocorrido na zona de bares junto da academia e pediu à PSP um reforço da vigilância no local.

“A Universidade exprimiu já sua preocupação por esta situação junto das autoridades, apelando a um reforço da vigilância”, refere um comunicado do reitor Rui Vieira de Castro hoje enviado à comunidade académica e a que O MINHO teve acesso.

“A PSP, que tem acompanhado este crescimento de violência, comunicou ter em curso um reforço de policiamento, garantindo o cumprimento dos horários de funcionamento dos estabelecimentos e uma vigilância acrescida das ruas”, acrescenta o comunicado.

O reitor refere que “estas lutas têm ocorrido em plena rua, após o fecho dos bares, podendo ter na sua origem disputas entre grupos rivais”.

A situação, salienta Rui Vieira de Castro, “requer especiais cuidados por parte da comunidade estudantil, apelando-se a comportamentos responsáveis e a um compromisso com a segurança de todos”.

O reitor vinca a “importância de serem evitados ajuntamentos nas ruas que possam colocar em risco a saúde e o bem-estar da comunidade”, tendo em conta o aumento de casos de covid-19 em Braga, devido ao qual o concelho se encontra em situação de alerta.

Como O MINHO noticiou, na quarta-feira à noite, dezenas de jovens envolveram-se à pancada na zona dos bares. Seriam dois grupos rivais que, frequentemente, ali têm causado incidentes.

No sábado anterior, também na zona dos bares, um jovem tinha sido baleado com três tiros na sequência de uma “guerra” entre gangues da cidade.

Populares