Seguir o O MINHO

Braga

UMinho dedica dia à paralisia cerebral

Na próxima quarta-feira

em

Foto: DR

A Universidade do Minho (UMinho) e Universidade de Aveiro (UA) dedicam a próxima quarta-feira ao debate em torno da paralisia cerebral. As duas instituições pretendem promover mudanças com impacto na participação das e dos estudantes com paralisia cerebral nas suas comunidades académicas e promovem duas sessões que pretendem juntar os seus estudantes, docentes e funcionários. Este dia dedicado à paralisia cerebral está inserido no “Inclui-te”, um projeto conjunto da UMinho e UA e suas respetivas associações académicas, que tem o foco na educação inclusiva nas Universidades.

O programa arranca às 15:00 com uma sessão de enquadramento sobre a “Paralisia Cerebral no século XXI em Portugal”, que será apresentado por Joaquim Alvarelhão, professor adjunto da UA, seguida da apresentação sobre “A participação de estudantes com deficiência na Universidade: Dados da Investigação”, a cargo do investigador André Oliveira no âmbito do seu doutoramento em Psicologia Aplicada. Pelas 15:15 terá lugar uma mesa redonda subordinada ao tema “Paralisia Cerebral no Ensino Superior: facilitar a participação para lá da atividade letiva” na qual serão discutidas ideias e soluções emergentes para a promoção de uma participação ativa dos e das estudantes com paralisia cerebral na comunidade académica. Nesta sessão, moderada por Carolina Arezes, estudante do 2.º ano de Direito e José Eduardo, psicólogo e alumnae da UMinho, participarão os estudantes Beatriz Bastião e Wilson Carmo que contribuíram para os resultados do laboratório de ideias. Ambas as sessões decorrerão em ambiente online e ambicionam a participação de estudantes, docentes e funcionários das duas instituições.

A iniciativa responde a um desafio do movimento “World CP Day” que alerta para a existência de 17 milhões de pessoas com paralisia cerebral em todo o Mundo.

O “Inclui-te”, projeto que envolve, para além da UMinho e UA, as associações académicas de ambas as universidades, teve início em abril e tem como objetivo valorizar e promover o conhecimento e a partilha de experiências nos domínios da inclusão. Depois de assinalado o Dia Nacional da Educação de Surdos a 23 de abril e da sessão “O Desenho Universal para a Aprendizagem como Caminho para a Inclusão” a 14 de junho, o “Inclui-te”, para além desta iniciativa que se irá realizar na próxima quarta-feira, irá ainda assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência no próximo dia 3 de dezembro.

A sessão em direto irá contar com tradução e intérpretes de Língua Gestual Portuguesa e poderá ser acompanhada em direto no YouTube.

Populares