Seguir o O MINHO

Região

UMinho debate impacto da pandemia na saúde mental dos portugueses

Saúde mental

em

Foto: DR

A plataforma Communitas do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho realiza este sábado, Dia Mundial da Saúde Mental, um debate online sobre os efeitos da pandemia na saúde mental, sobre iniciativas na área e sobre o papel dos média neste tema.


A sessão decorre das 18:00 às 19:00, no facebook do Communitas e do CECS, contando com Sofia Branco, presidente do Sindicato de Jornalistas e jornalista da Agência Lusa, a socióloga Alice Delerue Matos, que é coordenadora nacional do projeto SHARE – Survey of Health, Ageing and Retirement in Europe, investigadora do CECS e professora do Instituto de Ciências Sociais da UMinho, e o médico Pedro Morgado, que é psiquiatra do Hospital de Braga, investigador do ICVS e docente e vice-presidente da Escola de Medicina da UMinho.

O think tank Communitas visa promover a reflexão e a discussão sobre diferentes temáticas no âmbito das Ciências da Comunicação, procurando seguir os ritmos das agendas sociais e políticas. Busca ser um espaço de diálogo com a comunidade, estando todos convidados a participar.

Anúncio

Ave

Famalicão já ligou as luzes de Natal

Natal

em

Foto: CM Famalicão

Famalicão iluminou-se para o Natal ao final da tarde desta sexta-feira, após ligação da iluminação natalícia no centro da cidade.

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

O investimento ronda os 100 mil euros, segundo apurou O MINHO junto de fonte do gabinete do presidente da Câmara, que destacou “a importância da atratividade destas instalações para chamar pessoas para junto do comércio local”.

Em declarações ao jornal Opinião Pública, Paulo Cunha, edil, referiu que o investimento abrange todas as freguesias do concelho e pretende “criar uma atmosfera positiva, alegre e repleta de esperança em melhores dias do que os que vivemos atualmente”.

“Tem sido um ano tão difícil e atípico para todos, mas não podemos baixar os braços. Viver o Natal na medida do possível é uma forma de nos mantermos positivos”, disse o autarca social-democrata.

Continuar a ler

Braga

Prisão preventiva para suspeito de tráfico de droga em Braga

Crime

em

Foto: DR

O Tribunal de Braga aplicou prisão preventiva a um homem de 30 anos detido pela GNR, naquele concelho, por tráfico de estupefacientes, divulgou hoje aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que o suspeito foi encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Vale do Sousa.

O homem foi detido na terça-feira, numa operação em que foram ainda constituídos mais dois arguidos, igualmente por tráfico.

A GNR deu cumprimento a quatro mandados de busca domiciliária e três buscas em veículos, que resultaram na apreensão de 52 doses de haxixe, 13 telemóveis, uma televisão, um computador portátil, uma consola de jogos e um disco externo.

Continuar a ler

Braga

Futebolista e agente julgados em Braga por falsificação da idade do jogador

Crime

em

Foto: DR

Um juiz de instrução criminal no Tribunal de Braga decidiu levar a julgamento um futebolista cabo-verdiano e o seu agente, por alegadamente terem forjado documentos que “cortaram” na idade do jogador, permitindo-lhe atuar num campeonato de juniores.

Segundo uma nota hoje divulgada pela Procuradoria-Geral Distrital do Porto na sua página na Internet, o futebolista está ainda acusado de um crime de falsas declarações e o agente de um crime de auxílio à imigração ilegal.

A acusação do Ministério Público, agora corroborada pelo juiz de instrução, considera indicado que os arguidos obtiveram documentos falsos, concretamente um passaporte e um certificado do registo criminal, ambos da República de Cabo Verde.

Com esses documentos, terão conseguido que o futebolista celebrasse, em janeiro de 2014, um contrato de formação desportiva com um clube de futebol português e fosse admitido a participar no campeonato da época de 2013/14, na categoria de júnior A, “apesar de já não ter idade para tal”.

Ainda segundo o Ministério Público, o arguido futebolista instruiu, com os mesmos passaporte e certificado de registo criminal falsos, um pedido de obtenção de visto e autorização de residência em território nacional, que apresentou na Delegação Regional de Braga do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Continuar a ler

Populares