Seguir o O MINHO

Braga

UMinho debate esta quarta-feira os incêndios em Portugal

em

O Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho, em Braga, recebe esta quarta-feira, às 17:00, a conferência-debate “Fogo Cruzado: incêndios, gestão do território e responsabilidade social”. O evento sucede um mês depois daquele que foi considerado o pior dia do ano em matéria de incêndios, causando mais de 500 ocorrências e 45 mortos. A iniciativa – adiantou a Reitoria – junta investigadores, jornalistas e profissionais para refletir sobre o fenómeno de forma integrada. A entrada é livre.


A sessão de abertura conta com o pró-reitor para Novos Projetos de Ensino, Filipe Vaz, a presidente do ICS, Helena Sousa, o presidente da Escola de Engenharia, João Monteiro, a diretora do Departamento de Geografia, Paula Remoaldo, e o diretor do Departamento de Engenharia Civil, José Teixeira.

Seguem-se as palestras “O jornalismo em momentos de trauma – O caso de Pedrogão Grande”, pelo fotojornalista Adriano Miranda, do jornal “Público”, “Incêndios Florestais em Portugal Continental em 2017: Crónica de uma tragédia anunciada”, pelo professor António Bento Gonçalves, da UMinho, e “O papel da proteção civil municipal em grandes operações”, pelo chefe de divisão municipal da Proteção Civil de Braga, Vítor Azevedo.

Às 19:00 vai ser apresentada a licenciatura em Proteção Civil e Gestão do Território da UMinho, pelo professor António Vieira. O curso está aprovado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e destaca-se pelo seu caráter multidisciplinar, envolvendo sete Escolas/Institutos da academia (Ciências Sociais, Engenharia, Ciências, Direito, Psicologia, Enfermagem, Educação).

O programa inclui ainda, às 19:30, um debate aberto ao público. O evento é organizado pelo ICS, com apoio do Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território e do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade.

Anúncio

Braga

Mercado Municipal de Braga reabriu hoje com longas filas à porta

em

Amigos de S. Vicente

O novo Mercado Municipal de Braga foi inaugurado este sábado, pelas 11:00, numa cerimónia que contou com a presença do presidente da Câmara, Ricardo Rio.

A nova ‘Praça’ resulta da requalificação integral do Mercado Municipal, num investimento de 6 milhões de euros, aos quais se juntam 500 mil em equipamentos.

Trata-se de um dos projetos considerados “prioritários para a cidade” pelo executivo.

Continuar a ler

Braga

Igreja celebra hoje o dia de S. Geraldo, padroeiro da cidade de Braga

Religião

em

Foto: DR

A 05 de dezembro a diocese de Braga celebra a festa litúrgica de São Geraldo, antigo bispos de Braga que hoje é considerado santo pela instituição. São Geraldo é, ainda, o padroeiro da cidade, que por este dia ornamentava a capela em sua honra com frutas para uma celebração apoiada pelas escolas do concelho.

Ficou na história por ser dos dois primeiros arcebispos de Braga, em conjunto com Pedro de Braga, controlando dioceses desde o topo da Galiza até Viseu. De acordo com a nota biográfica da Arquidiocese de Braga, efetuou um conjunto de reformas a nível eclesiástico, moral e administrativo, reorganizando a escola da catedral e o cabido, continuando as obras da Sé, recuperando bens eclesiásticos usurpados e reformando o culto e a liturgia com a introdução do rito romano, conseguindo ultrapassar os focos de resistência anti-romana na sua diocese.Morreu em 1108.

Neste dia, e embora não seja celebrado pela diocese, mas sim no resto do país, celebra-se ainda Frutuoso de Dume, São Frutuoso, monge e bispo do século VII (sete), que até hoje é venerado como santo. Em 1102, o seu corpo terá sido roubado, enquanto relíquia, da freguesia de Dume, e levado para a catedral de Santiago, onde foi enterrado na cripta com uma cerimónia solene. Esse momento ainda é celebrado pela catedral de Compostela a 16 de dezembro. No entanto, as relíquias de S. Frutuoso regressaram a Braga em 1966, cerca de 864 anos depois de terem sido levadas.

Continuar a ler

Braga

Concelho de Braga com mais 152 casos e três mortos em 24 horas

Dados locais

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O concelho de Braga regista hoje 8.064 casos acumulados desde o início da pandemia, mais 152 desde ontem.

Estes números foram apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde atualizados às 17:00 desta sexta-feira.

Hoje não nos foi possível apurar o número de casos ativos uma vez que o número de casos recuperados ainda se encontrava em atualização.

Há 110 óbitos a lamentar, mais três do que na quinta-feira.

Também não foi possível divulgar o número de pessoas em isolamento.

Continuar a ler

Populares