Seguir o O MINHO

Região

UMinho coordena iniciativa que junta 13 instituições de ensino universitário e politécnico

Ensino superior

em

Foto: DR / Arquivo

A Universidade do Minho (UMinho) coordena a 3.ª edição das Jornadas Interinstitucionais de Desenvolvimento Pedagógico, uma iniciativa que junta, a partir de sexta-feira, 13 instituições de ensino universitário e politécnico comprometidas com a capacitação pedagógica dos seus docentes. O Gabinete de Comunicação da Reitoria adiantou que, “as jornadas apostam, uma vez mais, na colaboração e partilha de recursos das instituições, com a realização de 19 sessões e uma webinar internacional de desenvolvimento pedagógico”.

O programa desenvolve-se inteiramente online e disponibiliza 750 vagas para docentes das instituições participantes que poderão usufruir de formações desenvolvidas por todas as instituições. Neste momento estão contabilizados 427 inscritos que resultam em 3779 inscrições nas 19 sessões disponíveis.

Esta terceira edição volta a versar sobre diversas temáticas do ensino. Serão abordados vários temas, como a acessibilidade em contexto online, transformação das competências e das práticas, «design thinking challenge based learning», motivação dos estudantes, assim como os desafios e pontos de viragem na orientação de teses de doutoramento e os testes online, entre outros.

No programa, o destaque vai para o primeiro webinar internacional da iniciativa, por Phillip Dawson, diretor e professor do Centre for Research in Assessment and Digital Learning, na Universidade de Deakin, na Austrália, que irá partilhar as suas experiências numa sessão intitulada “Defending assessment against e-Cheating: design and standards”. Não há necessidade de inscrição para assistir a este «webinar» que será transmitido no canal de YouTube do Docência+.

INICIATIVA DA UMINHO E DA UAVEIRO

Na opinião de Manuel João Costa, pró-reitor da UMinho para os Assuntos Estudantis e Inovação Pedagógica, “várias instituições de ensino superior têm procurado criar oportunidades de formação e desenvolvimento pedagógico dos docentes com o objetivo de melhorar as aprendizagens dos estudantes e prepará-los para dar contributos relevantes para lidar com as incertezas do mundo contemporâneo”.

Assim, garante o responsável, nestas Jornadas, “esse esforço torna-se colaborativo, abrindo-se as portas para uma troca de experiências e, mais importante, possibilitando que essa troca aconteça entre os docentes das diferentes instituições.
Manuel João Costa sublinhou ainda o crescimento da plataforma que na sua primeira edição juntou nove instituições de ensino superior, passando para 11 na segunda edição, congregando agora o trabalho de 13 universidades e institutos politécnicos.

Participam na terceira edição, para além da UMinho, as universidades de Aveiro, Porto, Nova de Lisboa e Trás-os-Montes e Alto Douro e os institutos politécnicos do Cávado e do Ave, do Porto, de Leiria e de Setúbal e ainda o Iscte – Instituto Universitário de Lisboa e o Instituto Superior Técnico de Lisboa e ainda a Universidade da Beira Interior e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo que se juntaram recentemente à iniciativa.

Populares