UMinho acolhe em Guimarães escola de verão de apoio à reconstrução da Síria - O MINHO
Redes Sociais

UMinho acolhe em Guimarães escola de verão de apoio à reconstrução da Síria

Foto: DR/Arquivo

Guimarães

UMinho acolhe em Guimarães escola de verão de apoio à reconstrução da Síria

A Escola de Arquitetura da Universidade do Minho junta de 18 a 28 de julho, em Guimarães, uma centena de estudantes, docentes e profissionais de várias áreas disciplinares na Summer School “Rebuilding Syria from Within”. De acordo com a Reitoria, os participantes são convidados a “explorar soluções que possam contribuir para a reconstrução de algumas das cidades sírias mais afetadas pela guerra”. A iniciativa é organizada pela Plataforma Global para Estudantes Sírios, pela UMinho e pela Universidade IUAV de Veneza (Itália), com o apoio da United Nations Economic and Social Commission for Western Asia – National Agenda for Syria”. O período de inscrição decorre até 27 de junho.

Os participantes, ligados à arquitetura, engenharia, planeamento urbano e arquitetura paisagista ou com especial interesse naquela região, “vão dedicar oito horas por dia a trabalhos de atelier, conferências e atividades sobre a cultura síria”. Pretende-se com isso – acrescenta a UMinho – “levá-los a aprofundar e debater os temas complexos que a reconstrução da Síria coloca”. Deseja-se também que os inscritos adquiram conhecimentos relacionados com a respetiva área de especialização e sejam devidamente contextualizados na problemática mais abrangente da reconstrução, para virem a desempenhar um papel ativo no processo. Esta ação procura ainda incentivá-los ao envolvimento em projetos de cariz científico, nomeadamente em teses de mestrado e de doutoramento, entre outros objetivos.

Deste programa destaca-se a realização de um workshop com dez equipas dedicadas a diferentes cidades da Síria, nomeadamente Homs, Daraa, Raqqa e Deir-ez-Zor. Cada grupo terá que desenvolver propostas de reabilitação de determinada área, integrando questões sociais e urbanas, como a estrutura de espaços públicos e infraestruturas coletivas, a reedificação de instalações de saúde e educação, a inclusão da vegetação no ambiente construído, o acesso a transportes públicos e a reciclagem de escombros. Os ateliers serão orientados por uma equipa que integra um professor e dois tutores, um dos quais sírio. Os projetos serão expostos na Escola de Arquitetura da UMinho no final da formação.

A Summer School prevê ainda um programa complementar articulado com a cidade vimaranense, que integra exposições, visitas de estudo, música, poesia, um concurso de fotografia e uma noite de cinema sírio no Largo de Oliveira, localizado no centro de Guimarães.

Mais Guimarães