Seguir o O MINHO

II Liga

Um pé e meio na I Liga: Famalicão vence e pode confirmar subida já hoje

31.ª jornada da II Liga

em

Foto: Divulgação/Famalicão FC

O FC Famalicão venceu este domingo na receção ao Vitória SC B por 4-1, em jogo da 31.ª jornada da II Liga, e o regresso à I Liga 25 anos depois está praticamente sentenciado. Luís Rocha, Fabrício Simões (bis) e Ashley Seal apontaram os golos dos famalicenses, e Edmond Tapsoba marcou para os vitorianos.

Se o Estoril não vencer o Penafiel este domingo, em jogo que decorre pelas 16:00, o FC Famalicão já terá o acesso garantido. Caso contrário, os minhotos terão três partidas para conquistar apenas um ponto e regressar à I Liga.

Luís Rocha (11 minutos), Fabrício (aos 19 de grande penalidade e aos 43) e Ashley-Seal nos (90+3) fizeram os golos do Famalicão, enquanto Tapsoba marcou o único tento do Vitória, aos 14.

O Famalicão conquistou a quinta vitória consecutiva e, beneficiando do empate (1-1) de sábado da Académica em casa, deu um passo ‘gigante’ para a subida de divisão, meta que ainda pode festejar hoje se o Estoril Praia perder pontos em casa do Penafiel.

Já a formação B do Vitória SC deu um passo atrás na luta pela manutenção e é cada vez mais última, somando cinco jogos sem ganhar.

Os famalicenses estiveram sempre mais organizados, com mais qualidade, e ofensivamente mais determinados, mas os vitorianos chegaram a resistir nos primeiros minutos e apresentaram-se com um futebol aberto e, a espaços, inspirado.

Aziz, com um remate para fora, tentou o golo. A resposta veio com Luís Rocha a subir ao terceiro andar e de cabeça a fazer o primeiro após um pontapé de canto batido por Feliz (11 minutos).

A primeira vantagem do Famalicão só durou três minutos, graças a uma excelente resposta do conjunto orientado por Alex que empatou aos 14 com assinatura de Tapsoba, numa recarga a um bom remate de Romani.

Mas o defesa do Burkina Faso haveria de estar no melhor e no pior do Vitória de Guimarães B uma vez que, aos 18, por mão, ‘ofereceu’ uma grande penalidade ao adversário que Fabrício não desperdiçou (19 minutos). O ‘matador’ brasileiro do Famalicão viria a ?bisar’ a dois minutos do intervalo com um cabeceamento perfeito após passe, outra vez, de Feliz.

Na segunda parte, o primeiro lance de perigo pertenceu à equipa da casa: Walterson rematou ao lado aos 50. Mas o lance mais flagrante foi dos visitantes: Reisinho cabeceou, Defendi fez uma grande defesa e Aziz ainda rematou ao poste (51).

A vencer por 3-1 a equipa de Carlos Pinto, que só soma vitórias desde que chegou ao comando técnico, adormeceu um pouco na reta final, mas só dentro de campo já que nas bancadas completamente cheias, a cinco minutos do fim, só se ouvia “é para a primeira”.

O apoio surtiu efeito e o Famalicão ainda fez o 4-1 a segundos do apito final por Ashley-Seal após passe de Walterson.

Anúncio

I Liga

Equipas das I e II ligas ficam hoje a conhecer calendário para 2019/20

E também das primeiras fases da Taça da Liga

em

Foto: DR/Arquivo

O sorteio das I e II ligas de futebol, que se realiza hoje no Porto, vai definir o calendário das divisões profissionais para 2019/20 e também das primeiras fases da Taça da Liga.

O campeão nacional Benfica vai ficar a saber com quem inicia e termina a época, sabendo desde já que não pode jogar, na mesma ronda, em casa se o ‘rival’ e vizinho Sporting também o fizer.

Esta é uma das condicionantes ao sorteio, marcado para as 21:00 no Palácio da Bolsa, e definido pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), uma medida que se aplica também a FC Porto e Boavista, SC Braga e Vitória SC e Gil Vicente e Famalicão.

Os famalicenses são uma de três novas equipas na I Liga, em comparação com 2018/19, a par do campeão da II Liga Paços de Ferreira e do Gil Vicente, após a conclusão do caso judicial ‘Mateus’.

Entre as condicionantes definidas pela LPFP estão várias medidas para tentar ‘nivelar’ o campeonato, com uma alínea para impedir jogos consecutivos com os cinco melhores clubes por média de pontos nos últimos três anos: Benfica, FC Porto, Sporting, SC Braga e Vitória SC.

Outra das situações a evitar é uma equipa defrontar adversários a disputar competições europeias em duas rondas seguidas, assim como duas visitas seguidas às regiões autónomas, a Marítimo (Madeira) e Santa Clara (Açores).

Na II Liga, e com os ‘despromovidos’ Feirense, Nacional e Desportivo de Chaves, o sorteio terá sempre de ditar um confronto entre as equipas B de FC Porto e Benfica para a última jornada de cada volta.

Por seu lado, uma das duas novas equipas, o Casa Pia, não poderá jogar em casa na mesma ronda que o Mafra, numa temporada que a Oliveirense arranca como visitante, pela “partilha de estádios”, e o Vilafranquense se estreia no futebol profissional.

O evento, intitulado ‘Kick Off’, terá ainda o sorteio e calendarização do arranque da Taça da Liga, assim como a entrega dos prémios por desempenho desportivo em 2018/19, quer na I quer na II Liga.

Na corrida ao prémio de jogador do ano estão seis futebolistas do vice-campeão FC Porto, entre eles Yacine Brahimi, com o favoritismo a recair sobre Bruno Fernandes (Sporting) ou João Félix, transferido para o Atlético de Madrid proveniente do Benfica.

O defesa dos ‘encarnados’ Ferro, que acabou por terminar a época do título como titular na equipa principal, é candidato no escalão secundário, pela equipa B, ao lado de seis jogadores do promovido Famalicão, o campeão Luiz Carlos e dois atletas da Académica.

Continuar a ler

Futebol

César Peixoto vai treinar a Académica de Coimbra

Ex-futebolista de Caldas das Taipas vai abraçar a sua segunda experiência como treinador

em

Foto: DR / Arquivo

O antigo futebolista César Peixoto é o novo treinador da Académica, sucedendo a João Alves no comando técnico dos ‘estudantes’, anunciou hoje o clube que integra a II Liga portuguesa.

O técnico de Caldas das Taipas vai ser apresentado às 17:00, em conferência de imprensa, no Estádio Cidade de Coimbra.

César Peixoto, de 39 anos, prepara-se para viver a segunda experiência como treinador, depois de ter orientado o Varzim na fase final da última época, conduzindo o clube poveiro à permanência na II Liga.

Enquanto jogador, o novo treinador dos ‘estudantes’ representou clubes como o SC Braga, Vitória SC, Gil Vicente, FC Porto e Benfica, tendo uma internacionalização por Portugal.

Continuar a ler

II Liga

Paulo Alves vai treinar o Varzim

Ex-Gil Vicente e Vizela

em

Foto: Facebook de Varzim SC

O Varzim, da II Liga portuguesa de futebol, apresentou hoje Paulo Alves como novo treinador da equipa principal para a próxima temporada.

O técnico de 49 anos, que teve a sua última experiência profissional no futebol da Arábia Saudita, na última época, assinou um compromisso válido por uma temporada com o emblema poveiro, falando em “honra de treinar um clube com tanta tradição”.

“Conheço bem a realidade deste clube, quer como treinador quer como jogador vim várias vezes jogar ao estádio do Varzim e lembro-me que nunca foi fácil. É isso que temos de fazer, tornar esta casa algo de muito difícil para os adversários”, disse Paulo Alves.

O treinador não quis prometer objetivos concretos na tabela classificativa, mas garantiu “uma equipa com responsabilidade e ambição”.

“Queremos fazer um grupo que lute em qualquer jogo para ganhar. Será preciso alguma paciência, mas vamos ter uma equipa possa ombrear com qualquer adversário, e que deixe a pele em campo. Esta II Liga é imprevisível, e queremos entrar bem”, completou

Já Pedro Faria, presidente do Varzim, desejou “sorte para o novo timoneiro”, destacando a experiência de Paulo Alves.

“É um treinador com mais de 300 jogos no currículo, que conhece bem a realidade da II Liga e do Varzim. Essa experiência será muito importante para nós”, disse o dirigente.

O líder do Varzim confirmou que o clube tem 13 jogadores sob contrato, incluindo o guarda-redes Serginho, ex-Santa Clara, que é reforço para a nova temporada.

A acompanhar Paulo Alves neste desafio vem o adjunto Ricardo Vaz, que se junta aos técnicos da casa Vitoriano Ramos e Paulo Cunha.

No seu currículo como treinador, Paulo Alves conta com passagens Gil Vicente, no qual conseguiu uma subida à Liga, União de Leiria, Vizela, Olhanense, Beira-Mar, Penafiel e União da Madeira, somando ainda experiências no futebol do Irão e da Arábia Saudita.

Continuar a ler

Populares