Seguir o O MINHO

País

Trump ligou a Marcelo e elogiou combate português à pandemia

Diplomacia

em

Foto: DR / Arquivo

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, falou hoje ao telefone com o Presidente norte-americano, Donald Trump, que elogiou o desempenho de Portugal e ofereceu toda a ajuda no combate à pandemia de covid-19.

Esta informação consta de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, segundo a qual “o presidente Donald Trump ligou ao início da tarde ao Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, tendo sido abordados, em tom muito cordial, diversos assuntos de interesse bilateral, em particular de natureza económica e da situação internacional”.

De acordo com a mesma nota, “os dois presidentes partilharam a evolução da pandemia covid-19 e a forma como tem sido afrontada a doença e a sua propagação em cada um dos dois países” e, a este respeito, “o Presidente americano elogiou o desempenho português neste surto pandémico e ofereceu toda a ajuda que fosse considerada útil e necessária, o que o Presidente português agradeceu”.

Marcelo Rebelo de Sousa “sublinhou a importância da cooperação internacional e do quadro multilateral das organizações internacionais para enfrentar os desafios comuns, incluindo a prioridade na luta à pandemia e a importância das lições aprendidas” e “os dois presidentes desejaram os maiores êxitos dos dois povos amigos na ultrapassagem da presente situação”, lê-se no comunicado.

A nota publicada no portal da Presidência da República na Internet menciona ainda que nesta conversa telefónica foi “referida a participação de uma empresa portuguesa nos testes científicos nos Estados Unidos da América, para a produção de um medicamento específico”.

Na quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa divulgou ter recebido em audiência no Palácio de Belém o presidente executivo da Bial, António Portela, na sequência da aprovação pelo regulador do mercado farmacêutico norte-americano de um medicamento para a doença de Parkinson produzido por esta farmacêutica portuguesa, que deverá começar a ser comercializado nos Estados Unidos da América até ao final deste ano.

A pandemia de covid-19 atingiu 195 países e territórios, registando-se mais de 233 mil mortos e mais de 3,2 milhões de pessoas infetadas a nível global, com cerca de 987 mil doentes considerados curados, segundo a agência de notícias AFP.

Em Portugal, morreram 1.007 pessoas num total de 25.351 confirmadas como infetadas, e 1.647 doentes recuperaram, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença covid-19 é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Populares