Seguir o O MINHO

Braga

Tribunal rejeita ouvir novas testemunhas de Mesquita e de Salvador acusados de prevaricação

em

Foto: DR

O Tribunal de Instrução de Braga aceitou os pedidos de instrução do processo em que o ex-presidente da Câmara de Braga, Mesquita Machado e o empresário António Salvador, estão acusados pelo Ministério Público de Braga da prática do crime de prevaricação por causa da concessão, em 2013, da exploração do estacionamento à superfície.


A juíza titular do processo rejeitou, no entanto, a audição de novas testemunhas e a reinquirição de duas outras já ouvidas na fase de inquérito, o jurista da Câmara, Pedro Miguel Guimarães (indicado pelo ex-autarca) e o empresário Gaspar Borges, testemunha de Salvador.

A magistrada explica a recusa com o facto de a fase de instrução não visar “a realização de julgamentos antecipados da causa”, mas, tão só, “comprovar a decisão de arquivar ou acusar” tomada pelo Ministério Público.

O Tribunal vai, agora, consultar a agenda e marcar a sessão instrutória. Ao que soubemos, nos requerimentos de instrução, os dois arguidos voltam a dizer-se inocentes.

A acusação afirma que o ex-autarca e o empresário gizaram um plano para alargar, “sem fundamento legal”, a concessão a mais 27 ruas, apenas um dia antes da assinatura do contrato entre as partes. O que aumentou a concessão para 2319 lugares de estacionamento, mais 1147 do que os previstos no concurso público.

“O arguido, ao decidir favoravelmente o alargamento da concessão de estacionamento, em violação dos deveres decorrentes do exercício das suas funções, acautelou, protegeu e beneficiou os interesses da concessionária e de António Salvador”, afirma o MP.

O MP sustenta que o alargamento não foi precedido de nenhum estudo técnico sobre mobilidade ou trânsito que o fundamentasse.

Em janeiro de 2013, e após um concurso público em que participaram outras três empresas, a Câmara decidiu entregar o estacionamento à Britalar. Dias depois, procedeu ao alargamento da concessão. Em outubro, o novo presidente da Câmara, Ricardo Rio, revogou o alargamento, mas a firma ESSE, a quem a Britalar passou a concessão, pediu, no Tribunal Administrativo a reversão da decisão ou o pagamento de uma indemnização de 66 milhões de euros. O julgamento recomeça no verão.

Anúncio

Braga

Cão salva mulher de incêndio em Braga mas acaba por morrer

Cabreiros

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Uma mulher de 57 anos foi alertada esta noite, pelo cão, de um incêndio que deflagrou na cozinha da habitação, em Cabreiros, concelho de Braga, enquanto esta dormia na divisão ao lado.

A vítima, que vivia sozinha, conseguiu sair de interior da casa, mas o cão acabou por morrer por inalação de fumo, tendo ficado à espera que a dona acordasse e saísse da habitação. O incêndio ficou confinado à cozinha, com teto de madeira.

Os Bombeiros Sapadores de Braga acorreram imediatamente ao local após o alerta, dado às 23:10, verificando que a mulher estava aflita também pela inalação de fumos, uma vez que sofria de asma.

No local esteve ainda a equipa médica da VMER de Braga, que prestou primeira assistência à vítima, que acabou transportada para o hospital local.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Vila Verde acolhe doze crianças de campo de refugiados na Grécia

Em Prado

em

Foto: DR

A Casa Paroquial de Prado, no concelho de Vila Verde, vai acolher doze jovens refugiados, com idades entre os 12 e os 18 anos, provenientes de um campo de refugiados na Grécia. O anúncio foi feito por Armando Osório, presidente da Cruz Vermelha de Braga, à Rádio Universitária do Minho.

Estes jovens vão ter apoio da Cruz Vermelha e integram o grupo de 500 crianças e jovens que Portugal irá receber, nos próximos tempos, provenientes de campos de refugiados.

“O Governo fez um protocolo com a Cruz Vermelha Portuguesa e Braga vai acolher doze jovens, na Casa Paroquial de Prado, cedida pelo pároco”, disse Osório, acrescentando que “primeiro é preciso elevar-lhes a auto-estima, depois ensinar-lhes português e, finalmente, fazer-lhes uma análise para ver o destino que vão ter”.

Continuar a ler

Braga

Condutor escapa ileso após aparatoso capotamento de BMW em Braga

Acidente

em

Foto: DR

Um homem, com cerca de 40 anos, escapou praticamente ileso a um despiste seguido de capotamento, ao início da madrugada deste domingo, na circular cidade de Braga. O homem conduzia uma carrinha BMW que ficou com a frente totalmente destruída.

Ao que apurou O MINHO no local, o condutor terá entrado em despiste, subido a berma ajardinada e regressado à via, no encontro entre a Avenida António Macedo e a Avenida Padre Júlio Fragata, sentido Estação-Hospital, em São Vicente, a poucos metros da ponte aérea do Regimento de Cavalaria n.º 6.

Foto: DR

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foram acionados meios de socorro mas não houve necessidade de intervenção por parte dos bombeiros sapadores, uma vez que o homem saiu pelo próprio pé e não apresentava ferimentos de maior, não sendo necessário o seu transporte para o hospital, a pouco mais de 100 metros do local de despiste.

Uma patrulha da PSP de Braga, com dois agentes, esteve no teatro de operações enquanto chegou o semi-reboque para retirar a viatura da via. O próprio condutor deu a assistência necessária ao rebocador.

O trânsito esteve condicionado na faixa da direita entre as 23:45 e as 00:45.

Continuar a ler

Populares