Tribunal Europeu iliba justiça portuguesa face a queixa dos pais de Maddie McCann

Queixa apresentada pelos pais
Foto: DR / Arquivo

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) ilibou hoje Portugal na queixa apresentada pelos pais de Maddie McCann contra a justiça portuguesa, na sequência da absolvição do ex-inspetor da Polícia Judiciária Gonçalo Amaral de indemnizar Kate e Gerry McCann.

Em causa no tribunal sediado em Estrasburgo estava a queixa contra a justiça portuguesa por ter absolvido Gonçalo Amaral de indemnizar os pais da menina britânica – que desapareceu em Lagos, em maio de 2007 – após alegações feitas pelo antigo inspetor da Polícia Judiciária num livro e num programa de televisão.

Os pais de Maddie tinham apresentado uma queixa contra Portugal e o TEDH entendeu que não houve violação do direito à vida privada.

Para Kate e Gerry McCann, as palavras do líder da investigação ao desaparecimento da menina, então com três anos de idade, representaram uma violação do seu direito ao respeito pela vida privada e o direito à presunção de inocência.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Mais de 20.300 infrações durante a campanha de segurança rodoviária "Cinto-me vivo"

Próximo Artigo

Portugal concentra-se sem o retirado Rafa

Artigos Relacionados
x