Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Três motociclistas detidos por condução perigosa na A28

Condução perigosa

em

Foto: Ilustrativa

A PSP do Porto deteve um vigilante, um empregado fabril e um distribuidor, com idades entre os 25 e os 28 anos, por alegada condução perigosa em Vila do Conde, anunciou hoje o Comando Metropolitano.


As detenções ocorreram na quinta-feira, pelas 16:30, na rua Casal do Monte com a avenida General Humberto Delgado, em Vila do Conde, “depois de os três indivíduos terem sido vistos a circular na Autoestrada 28 (A28) em três motociclos, em desobediência a regras e sinais de trânsito, não tomando as devidas precauções de segurança rodoviária para os próprios assim como para os demais utilizadores da via”, refere a nota de imprensa.

Acrescenta a PSP que, na sequência das “diligências policiais desenvolvidas e com o apoio de agentes policiais da referida subunidade policial”, os suspeitos foram “intercetados no cruzamento das artérias supracitadas”.

Os detidos foram notificados para comparecerem, hoje, junto das Autoridades Judiciárias.

Anúncio

Aqui Perto

ASAE apreende artigos têxteis falsificados no valor de 100 mil euros em Vila do Conde

Contrafação

em

Foto: DR

A ASAE anunciou hoje que apreendeu 61.954 artigos têxteis, avaliados em cerca de 100 mil euros, numa unidade industrial em Vila do Conde licenciada para armazenamento de têxteis, mas que também operava como unidade de confeção e de embalamento.

Em comunicado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) informou que a apreensão resultou de uma investigação para apuramento da existência de crimes de fraude sobre mercadorias e de contrafação, realizada através da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal da ASAE, e que os visados são “suspeitos de violarem os direitos de propriedade industrial dos titulares das marcas e de enganarem intencionalmente os consumidores na autenticidade do produto”.

Desta investigação, a ASAE “apurou que, como ‘modus operandi’, os visados recebiam os artigos têxteis provenientes de fábricas nacionais, como calças, camisolas ou blusões, vindo a maioria em ‘cru’ (sem qualquer marca aposta ou, consoante as peças, apenas com bordados exteriores), sendo colocadas nos artigos, naquelas instalações, as etiquetas de tecido de marcas protegidas falsificadas”, explica o comunicado.

Os visados da investigação “procediam, ainda, ao seu embalamento individual e colocavam já as respetivas etiquetas de preços de cartão exteriores, com um ‘layout’ idêntico ao original”, precisa a ASAE.

“Os preços apresentados nas etiquetas exteriores corresponderiam aos valores dos produtos autênticos, entrando fraudulentamente no circuito comercial (nacional e estrangeiro) e criando intencionalmente o erro no consumidor de que se tratava de produtos originais”, adianta a ASAE.

A ASAE afirma ainda que a “investigação vai prosseguir, visando o apuramento integral da rede de comércio destes produtos, em prol da sã e leal concorrência, da defesa dos consumidores e da proteção dos direitos de propriedade industrial”.

Continuar a ler

Aqui Perto

Ruas vazias no primeiro dia de recolher obrigatório na Galiza

Pandemia

em

Foto: César Toimil / La Voz de Galícia

As ruas de todas as cidades da Galiza encontraram-se desertas, na segunda-feira, a partir das 23:00, primeiro dia do recolher obrigatório imposto pelo governo espanhol para conter a propagação da pandemia de covid-19.

As fotografias do jornal La Voz de Galícia mostram uma região completamente deserta durante a noite, mostrando que os galegos acataram as novas regras.

Foto: César Quian / La Voz de Galícia

Foto: César Quian / La Voz de Galícia

Foto: César Quian / La Voz de Galícia

Foto: Marcos Creo / La Voz de Galícia

Foto: Monica Irago / La Voz de Galícia

Foto: Xoan Carlos Gil / La Voz de Galícia

Foto: Xoan Carlos Gil / La Voz de Galícia

O Governo espanhol decretou que todas as regiões autónomas de Espanha passam a estar em Estado de Emergência, com obrigação de recolher obrigatório entre as 23:00 e as 06:00 horas, ao longo dos próximos 15 dias.

Este novo estado foi aprovado em Conselho de Ministros extraordinário e a intenção será prolongar o mesmo até ao próximo mês de abril.

Este novo decreto surge depois de um aumento de casos de contágio pela covid-19 ao longo das últimas semanas, nesta que já foi identificada como sendo a segunda vaga da doença.

Espanha já registou mais de um milhão de casos de covid-19 desde o início da pandemia, entre os quais à volta de 35 mil mortes.

Continuar a ler

Aqui Perto

Morreu idoso de lar da Misericórida da Trofa que soma 39 infetados

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Um idoso de 95 anos de um lar da Trofa morreu infetado pela covid-19 e fizeram testes positivos ao novo coronavírus 18 funcionários e 21 utentes, disse hoje a diretora técnica da Santa Casa da Misericórdia local.

O óbito do utente do lar Alfredo Carriço, segundo disse à Lusa Zélia Reis, “ocorreu no sábado depois de o utente ter sido hospitalizado e testado positivo à covid-19”.

Naquele lar, o surto de covid-19 fez subir o número de cuidadores infetados de dois para 18, ao passo que os utentes com teste positivo subiram de quatro para 21 após ter sido feito um “segundo rastreamento, na quinta-feira”, disse.

“Os restantes 25 idosos testaram negativo”, confirmou a responsável, observando que “entre os idosos infetados há um ou outro com sintomas ligeiros”.

Zélia Reis referiu que os idosos infetados “foram transferidos para um espaço criado pela Santa Casa, onde cumprem o isolamento profilático”, enquanto as cuidadoras “se mantêm em casa na mesma situação”.

No lar Imaculada Conceição, também da Santa Casa da Misericórdia da Trofa, uma funcionária “testou positivo no rastreio feito a 20 de outubro”, o que levou a instituição a testar “todas as demais cuidadoras e utentes, também na quinta-feira”.

“Deram todos negativos”, disse Zélia Reis.

A responsável esclareceu que, no lar Imaculada Conceição se registou a “morte de um idoso” mas que “nada teve que ver com a covid-19”.

O novo coronavírus surgiu também na “creche da instituição”, revelou à Lusa a diretora técnica, revelando que está infetada “uma criança de quatro anos, assintomática e desde terça-feira em casa”.

“Foram testadas as outras 21 crianças e os dois adultos que as acompanham e deram todos [resultado] negativo”, afirmou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 43 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.343 pessoas dos 121.133 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares