Seguir o O MINHO

Ave

Três dias de luto municipal pela morte do presidente da Assembleia de Celorico de Basto

Óbito de Marinho Gomes

em

Foto: Divulgação CM Celorico de Basto

O presidente da Câmara de Celorico de Basto decretou esta segunda-feira três dias de luto municipal pela morte do presidente da Assembleia Municipal e antigo comandante dos bombeiros da localidade, Marinho Gomes


“Decreto três dias de luto municipal, caracterizado no hastear da bandeira do município a meia haste em todos os edifícios públicos municipais em que a mesma seja ou deva ser hasteada, recomendando ademais às freguesias do município, através das respetivas juntas, que procedam de igual modo relativamente às suas bandeiras próprias”, lê-se num despacho assinado por Joaquim Mota e Silva, enviado hoje à agência Lusa.

No documento, o presidente da câmara acrescenta: “É com profundo pesar e grande consternação que o município de Celorico de Basto tomou conhecimento do falecimento do senhor António Manuel Marinho Gomes, que exerceu, durante 12 anos, neste município, as funções de vereador do pelouro do Ambiente e Urbanismo, exerceu nos últimos 10 anos as funções de presidente da Assembleia Municipal e foi durante várias décadas comandante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Celorico de Basto”.

No documento, destaca-se “a natureza das funções desempenhadas, a nobreza de carácter, a forma afável, abnegada, leal e íntegra como tão insigne filho de Celorico de Basto defendeu os interesses do Município de Celorico de Basto”.

O funeral de Marinho Gomes está marcado para as 18:00 de terça-feira, na igreja matriz de São Pedro de Britelo.

Anúncio

Ave

Carro arde na A7 em Famalicão

Incêndio rodoviário

em

Foto: Sara Lafuente

Uma viatura ficou destruída pelas chamas de um incêndio rodoviário que deflagrou ao final da tarde desta quarta-feira, na A7, em Famalicão.

Para o local, ao quilómetro 31, em Oliveira Santa Maria, foram mobilizados cinco operacionais dos Bombeiros de Riba de Ave apoiados por uma viatura.

Apesar da pronta chegada dos bombeiros, o incêndio acabou por tomar o veículo, deixando-o totalmente destruído.

Desconhece-se o motivo da ignição das chamas.

O destacamento de trânsito da GNR registou a ocorrência.

O trânsito esteve condicionado no sentido Guimarães-Famalicão.

O alerta foi dado às 19:32.

Continuar a ler

Ave

Um ferido após despiste em Fafe. Carro ficou na iminência de tombar

Em Travassós

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Uma pessoa ficou ferida na sequência de um despiste em Fafe, ao início da noite desta terça-feira. O carro esteve prestes a tombar numa pequena ravina, valendo o trabalho dos bombeiros.

O acidente ocorreu na Rua do Arieiro, em Travassós, com alerta a ser dado às 22:33. Por motivos ainda não apurados, a viatura entrou em despiste acabando por tombar num pequeno barranco que dava para outra estrada inferior.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

No local estiveram sete operacionais e duas viaturas dos Bombeiros de Fafe, uma ambulância Suporte Imediato de Vida do INEM e militares da GNR.

Fonte dos bombeiros disse que o ferido já estava fora do veículo à chegada da emergência, não sendo necessário desencarceramento.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

A vítima foi transportada para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, com ferimentos considerados ligeiros.

Testemunha no local disse a O MINHO que os bombeiros efetuaram “um grande trabalho” pela forma como “escoraram e estabilizaram a viatura”, impendindo que a mesma tombasse para o acesso inferior.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Guimarães

Aluimento de muro faz tombar camião a um campo em Guimarães

Junto às pedreiras de Gondomar

em

Foto: António Cardoso / O MINHO

Um camião de transporte de brita tombou a um campo de cultivo, na tarde de segunda-feira, em Guimarães, provocando avultados danos na zona da cabine.

Ao que apurou O MINHO junto de testemunhas, a viatura procedia a manobras na Estrada Municipal 538, em Gondomar, em frente aos acessos da pedreira Nicolau de Macedo, explorada pelo grupo barcelense ABB, e a quem pertence a viatura, quando um muro terá aluído, provocando um deslizamento de terra e consequente tombo do camião.

Foto: António Cardoso / O MINHO

Foto: António Cardoso / O MINHO

Foto: António Cardoso / O MINHO

Fonte daquela pedreira disse a O MINHO que o muro estava já bastante danificado naquela zona, onde estava a ser feita a pavimentação da via pública.

A mesma fonte indica que o local já tinha vestígios de aluimentos anteriores, mas nada tão grave como o que aconteceu na segunda-feira.

“Felizmente, do acidente não resultou qualquer ferido, apenas danos avultados ao nível da cabine do camião”, disse a fonte.

Foto: António Cardoso / O MINHO

Foto: António Cardoso / O MINHO

Foto: António Cardoso / O MINHO

Ao que apurou o nosso jornal junto de fonte da empresa, há a possibilidade da pedreira pedir uma indemnização à Câmara Municipal, que é a gestora daquela estrada. “Estamos a avaliar essa situação”, disse.

A GNR de Guimarães esteve no local e registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares