Seguir o O MINHO

SC Braga

Cinco finais e recordes pessoais são a meta lusa nos Europeus de piscina curta

Em Glasgow

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO/Arquivo

A presença em cinco finais, dez classificações entre os 16 primeiros e o estabelecimento de recordes pessoais são os objetivos traçados pelo Diretor Técnico Nacional para a participação portuguesa nos Europeus de piscina curta, que começam na quarta-feira.

Tamila Holub e José Paulo Lopes, do SC Braga, estão entre os convocados.

“As expectativas são as de que todos consigam estabelecer os seus recordes pessoais. À partida, se isso acontecer, temos a perspetiva de participar em cinco finais e ter dez classificações dentro dos 16 primeiros”, apontou José Machado, em declarações à agência Lusa.

O Diretor Técnico Nacional acredita que, “de uma maneira geral”, seja possível haver representação lusa nas finais das “provas masculinas de estilos, nas provas femininas de 200 metros mariposa, 400 e 800 livres” dos Europeus de piscina curta, que decorrem entre 04 e 08 de dezembro, no centro internacional de natação Tollcross, em Glasgow, Escócia.

“São aquelas que poderão ter a maior perspetiva de participação nas finais. Poderá haver uma ou outra prova que seja, digamos, uma surpresa, mas à partida é mais pensando nessas provas que pensamos nessa possibilidade”, completou.

José Machado notou ainda que se a grande maioria dos nadadores presentes conseguir estabelecer recordes pessoais, essas marcas vão coincidir, “quase por inerência”, com os recordes nacionais, uma vez que a maioria dos convocados são já os detentores dos mínimos dessas mesmas distâncias.

A pouco mais de sete meses dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o responsável técnico da Federação Portuguesa de Natação considerou os Europeus de Glasgow como o segundo momento mais importante para os nadadores envolvidos na preparação para Tóquio2020.

“Atendendo que o grande objetivo de época são os Jogos Olímpicos, e atendendo ao afastamento entre os dois momentos, acreditamos que é possível que os nadadores portugueses se consigam apresentar num bom momento de forma neste Europeu, sem que isso tenha qualquer implicação com a preparação que têm conduzido para os Jogos”, avaliou.

Segundo José Machado, o mesmo já “não é tão verdade no que refere ao Campeonato da Europa de piscina longa”, devido à sua proximidade com Tóquio2020 – os Europeus são em maio e os Olímpicos em julho.

“Pode acontecer que, para alguns nadadores, o facto de estarem a apontar especificamente para os Jogos Olímpicos possa ter alguma interferência nessa participação [nos Europeus de piscina longa]. Digamos que estes Europeus [de Glasgow] poderão funcionar como uma fase preparatória para Tóquio. Estes aqui não têm qualquer ligação e, por isso, e depois de consultarmos previamente os treinadores dos nadadores que estão nessa situação, foi unânime que iriam fazer o momento de forma normal para esta época de inverno e depois, então, virar as atenções para os Jogos”, detalhou.

Com o momento mais importante da vida de um atleta ao ‘virar da esquina’, o responsável federativo não esconde que a proximidade dos Jogos Olímpicos traz junto “algum acréscimo de ansiedade”, apontando como objetivo primordial conseguir que os nadadores possam focar-se “o mais possível” na preparação e menos “no produto, que neste caso vai ser o resultado” que estes vão obter na capital nipónica.

“A tentativa é que se consiga, na medida do possível, cumprir o processo de preparação desenhado em conjunto com os treinadores dos atletas e, depois, ter esperança que essa preparação decorra dentro da normalidade para que o nadador se consiga apresentar na melhor forma, que esperamos que seja a melhor destes últimos quatro anos. É esse o objetivo até aos Jogos”, pontuou.

Ana Monteiro, Diana Durães, Raquel Gomes Pereira, Tamila Holub, Victoria Kaminskaya, Alexandre Amorim, Aléxis Santos, Diogo Carvalho, Francisco Quintas, José Paulo Lopes e Miguel Nascimento são os nadadores convocados.

Anúncio

SC Braga

À quarta ronda de testes, SC Braga continua livre da covid

Covid-19

em

Foto: Twitter de SC Braga

Os jogadores, equipa técnica e ‘staff’ do SC Braga foram novamente sujeitos a testes de rastreio à covid-19 cujos resultados foram todos negativos, revelou hoje o clube minhoto da I Liga de futebol.

Foi a quarta ronda de testes realizada pelos bracarenses no espaço de um mês e todos eles tiveram resultados negativos.

Antes do início da competição, os ‘arsenalistas’, tal como as restantes equipas, voltarão a ser testados.

Depois da folga de segunda-feira, o plantel voltou hoje aos treinos para preparar o jogo com o Santa Clara, da 25.ª jornada da I Liga, no dia 05 de junho (19:00), que terá lugar na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Escócia, Bélgica e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 03 de junho. A Liga alemã foi retomada em 16 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Quase 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.342 pessoas das 31.007 confirmadas como infetadas, e há 18.096 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

SC Braga

Guarda-redes Rute Costa deixa SC Braga após quatro épocas

Sem adiantar qual o próximo passo na carreira

em

Rute Costa. Foto: SC Braga

A futebolista internacional portuguesa Rute Costa, guarda-redes do campeão SC Braga, informou hoje que deixa as ‘arsenalistas’ após quatro épocas, sem adiantar qual o próximo passo na carreira.

“Fim de um ciclo! Não foram 4 meses, foram 4 anos… Quero agradecer a todas as jogadoras que passaram pelo SC Braga por contribuírem para o meu crescimento desportivo e pessoal”, escreveu a jogadora, de 25 anos, na rede social Facebook.

Rute Costa, que chegou ao SC Braga em 2016/17, na época de criação e estreia da equipa feminina, conquistou o campeonato em 2018/19 e a Supertaça em 2018, num currículo que conta ainda com uma Taça de Portugal com o Boavista, em 2012/13.

No comunicado, Rute Costa deixa ainda um agradecimento ao treinador de guarda-redes e aos adeptos do SC Braga, acrescentando estar “ansiosa por uma nova baliza, onde possa continuar a voar e sonhar”.

A guardiã tem duas internacionalizações em jogos particulares, tendo marcado presença no Europeu de 2017, na Holanda, na estreia de Portugal, competição em que foi suplente de Patrícia Morais, guarda-redes do Sporting.

Em abril, a Federação Portuguesa de Futebol decidiu cancelar as competições não profissionais, devido à pandemia da covid-19, entre as quais o campeonato feminino, então liderado por Benfica, com os mesmos pontos do Sporting.

Continuar a ler

SC Braga

SC Braga apresenta segunda fase da Cidade Desportiva

Futebol

em

Foto: SC Braga / Facebook

O SC Braga apresentou hoje, através de vídeo publicados nas suas redes sociais, o projeto da segunda fase da Cidade Desportiva, cujas obras deverão arrancar em maio.

A segunda fase da Cidade Desportiva contempla um pavilhão multiusos, com 1030 lugares, considerado pelo clube um “equipamento estratégico para o desenvolvimento de todas as modalidades indoor do clube e para a realização de saraus desportivos, culturais, exposições e outros evento”.

Outro destaque é “Estado Centenário”, com 2400 lugares, que tem aquele nome para homenagear “todos aqueles que durante estes cem anos contribuíram para este clube”.

Vai ter ainda área residencial com 49 quartos duplos, restaurante, ginásio e parque de estacionamento com 250 lugares, entre outras novidades.

Continuar a ler

Populares