Seguir o O MINHO

Futebol

Treinador do Vitória assume que jogo com Santa Clara é de “importância capital”

I Liga

em

O treinador do Vitória SC, Pepa, assumiu hoje que o embate de domingo com o Santa Clara, para a 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, é de “importância capital” para a classificação final dos minhotos.

Em caso de regresso aos êxitos, na sequência do empate em Tondela (1-1), o clube vimaranense passa a somar 46 pontos e garante a sexta posição, mantendo-se, ao mesmo tempo, na luta pelo quinto lugar, ocupado pelo Gil Vicente, com 48, pelo que o técnico reconheceu o “peso mais decisivo” do embate com os açorianos.

“Este jogo tem uma importância capital. Vamos encontrar uma equipa com muita qualidade e bem orientada. Em termos matemáticos, podemos fechar o sexto lugar. E isso não quer dizer que não queiramos o quinto. A única forma de chegar lá é ganhar e, ganhando amanhã [domingo], atingimos o sexto”, declarou, na antevisão ao duelo marcado para as 15:30 de domingo.

O ‘timoneiro’ vitoriano rejeitou, contudo, qualquer sentimento de “ansiedade”, num grupo que se espera apresentar mais “forte” no domingo, após ter “dissecado tudo o que fez” em Tondela, inclusive os aspetos em que os beirões foram “superiores”.

“Tivemos pouca atitude competitiva. Temos sido muito sérios e intensos, e faltou-nos essa intensidade. Acabámos por pagar. Ainda fomos a tempo [do empate], mas faltou-nos, com bola, ter mais discernimento e andamento. Isso ficou visível depois do golo sofrido, em que parece que levámos uma ‘chapada na cara’ e fomos atrás [do golo]. Deveríamos ter feito mais desde o primeiro minuto”, observou.

A equipa de Guimarães deseja, por isso, exibir o que “faltou” em Tondela, perante um adversário que ocupa a nona posição e que fez uma “transição muito bem feita” entre os treinadores Tiago Sousa e Mário Silva no final da primeira volta, antes de melhorar o desempenho na segunda – arrecadou 20 dos 36 pontos nessa fase.

“Vamos encontrar uma equipa junta há três anos. Alguns jogadores saíram, mas muitos têm ficado. Há processos do ano passado, e a equipa está muito confortável nesta forma de jogar. O Mário deu estabilidade a uma equipa que perdeu poucos jogos na segunda volta. É uma equipa com jogo positivo, atrativo e forte. Temos de ser o melhor Vitória em termos individuais e coletivos”, perspetivou.

Convencido de que a equipa minhota precisa de “muita gente no estádio”, a “apoiar do primeiro ao último minuto” na busca dos três pontos, Pepa disse ainda que o avançado Bruno Duarte “se sentiu bem” ao recuperar da lesão que o afastou da visita a Tondela e que pode ser “opção”.

O Vitória SC, sexto classificado da I Liga portuguesa, com 43 pontos, recebe o Santa Clara, nono, com 36, em partida agendada para as 15:30 de domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Hugo Silva, da Associação de Futebol de Santarém.

Populares