Seguir o O MINHO

Futebol

Treinador do Sporting acredita que chave para vencer o Braga está na defesa

I Liga

em

Foto: Arquivo

O treinador do Sporting afirmou hoje conhecer os pontos fortes do SC Braga, adversário na 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e acredita que a vitória vai cair para a equipa que defender melhor.

“Eu nunca vi o Braga a jogar em blocos baixos, escolheu foi o momento certo para pressionar. Já houve jogos em que nos pressionaram muito. Lembro-me no jogo do ano passado, aqui, na primeira volta, onde o Braga nos pressionou muito logo na saída de bola”, recordou Rúben Amorim.

O técnico do Sporting lembrou que, depois, na Supertaça, já “não foi tanto assim” e que, em Braga, “não foi tanto assim também”, porque os bracarenses sabem que os ‘leões’ são perigosos “na profundidade”.

“Penso que vai haver esse jogo, por vezes vai haver pressão alta, por vezes vão esperar mais um momento, vão-nos bloquear certos jogadores, como nós fazemos. Nós também temos de ter atenção à profundidade do Galeno. Portanto, o Braga vai-se adaptar ao jogo, nós também”, explicou o técnico ‘leonino’.

Para Rúben Amorim, existe grande conhecimento entre os dois conjuntos: “Sabemos os pontos fortes do Braga, o Braga também nos conhece bem, e quem estiver mais inspirado, e mais concentrado a defender, perceber melhor o jogo, vai certamente vencer”.

Na conferência de imprensa que antecede o encontro com os minhotos, o treinador do Sporting não quis comentar os rumores que ligam Marcus Edwards, jogador do Vitória de Guimarães, ao clube de Alvalade, como reforço de inverno.

“Quem vier, será a pensar já no futuro, e também, obviamente, para o presente. Estou muito contente com os meus jogadores, são mais do que suficientes para garantir resultados até ao final da temporada e, portanto, quero apenas realçar a qualidade dos meus jogadores”, frisou o treinador do Sporting.

Para a partida com os ‘guerreiros do Minho’, Nuno Santos é uma das ausências, depois ter sido sancionado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol com um jogo de suspensão, devido a incidentes no Vizela-Sporting, da 18.ª jornada da I Liga.

“Eu fiz um reparo ao Nuno Santos. Não o deveria ter feito porque, parece-me a mim, foi utilizado para justificar um castigo [de algo] que nunca aconteceu. Estive a ver as imagens e eu não sabia, na altura em que falei. Estive a ver as imagens e o Nuno Santos lançou água”, lamentou.

Rúbem Amorim prosseguiu: “No relatório vem que ele fez um gesto obsceno. Eu estive a ver as imagens todas para saber todo o lado da história e não vi imagens deste gesto obsceno”.

“Perguntei ao jogador e ele também me disse que não. O Sporting faz muito bem em defender-se e defender um dos nossos”, disse ainda o técnico, deixando claro, quando ao castigo: “Não me parece justo”.

Pedro Porro também vai falhar a partida de Alvalade, enquanto Jovane Cabral regressa aos convocados, depois de dois meses de ausência.

Ausente estará também o treinador do Braga, Carlos Carvalhal, que terá de cumprir castigo, depois de ter sido expulso na derrota caseira com o Marítimo (0-1), a contar para a 18.ª jornada.

“Não nos dá vantagem, mas faz falta o treinador a uma equipa. Se já num treino faz falta, e todos os jogadores o podem dizer, num jogo, obviamente, tem influência. É sempre muito difícil para um treinador, porque já estive nessa posição, no último jogo do ano passado, em Braga, mas não é decisivo”, disse.

O Sporting, segundo classificado, com 47 pontos, recebe o SC Braga, na quarta posição, com 32, em encontro da 19.ª jornada da I Liga de futebol, marcado para as 20:30 de sábado, com arbitragem de Hugo Miguel.

Populares