Seguir o O MINHO

Futebol

Treinador do Rio Ave lamenta que estádio não possa encher com Vitória

Jornada em atraso da I Liga

em

Carlos Carvalhal. Foto: Arquivo

O treinador do Rio Ave lamentou este sábado que o estádio do clube não possa encher no desafio de domingo, com o Vitória SC, no jogo em atraso da I jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O recinto dos vila-condenses tem problemas estruturais numa das bancadas, que teve de ser interditada ao público, reduzindo, significativamente, a capacidade de acolher adeptos das equipas visitantes, algo que Carlos Carvalhal admite deixar “o espetáculo mais pobre”.

“Lamento não termos o estádio cheio, porque dá gosto ver os adeptos do Vitória a vibrar com a equipa. Nós profissionais gostamos de ter gente nos jogos, mas infelizmente houve este incidente a que somos alheios, e que fará com que a bancada não esteja disponível para a época. Será assim para todos os clubes que nos visitem”, lamentou o treinador do Rio Ave.

Para este desafio com os vimaranenses, o Rio Ave, tal como o adversário, não vai poder contar com alguns elementos que se têm destacado no ‘onze’, nomeadamente o iraniano Taremi, que está ao serviço da seleção dos seu país, assim como o central Aderllan Santos, que ainda não tinha sido inscrito na data em que o jogo deveria ter sido realizado, na ronda inaugural da Liga.

“Não podemos valorizar essas ausências. Temos de jogar e encontrar soluções. Estamos focados na nossa identidade e, independentemente do adversário, estamos a preparar uma dinâmica. Temos apresentado um bom futebol em casa, ganhámos 6-1 à Oliveirense [Taça da Liga] e 5-1 ao Aves [campeonato] e queremos dar continuidade”, disse Carlos Carvalhal.

Apesar da ambição de “somar mais três pontos”, o treinador do Rio Ave antecipou “um jogo difícil”, deixando elogios ao trabalho desenvolvido pelo Vitória neste início de época.

“É uma equipa bem organizada, que o Ivo [Vieira] preparou bem. Tem uma identidade bem vincada, um futebol que não fácil contrariar, com uma boa dinâmica ofensiva. Mas estamos prontos para as dificuldades do jogo, e com olhos postos nos três pontos”, garantiu o treinador do Rio Ave.

Na última jornada, os vila-condenses arrancaram uma vitória por 3-2, no reduto do Sporting, mas Carlos Carvalhal não considera que a sua equipa já tenha conquistado um estatuto de equipa “temível” para os adversários.

“Estamos no início do campeonato, e ainda não temos um estatuto. Acredito que o vamos ter perante, mas o nosso propósito é teremos uma dinâmica que levem os adversários a ter de subjugar a sua identidade em função da estratégia”, disse o treinador do Rio Ave.

Na sequência dessa derrota infligida ao Sporting, o treinador dos ?leões’ Marcel Keizer, acabou despedido, algo que Carlos Carvalhal lamentou.

“Não quero emitir opinião sob casos individuais, mas, na generalidade, acho muito mau para qualquer clube despedir um treinador há quarta jornada. Custa-me entender. Mas são os tempos que correm, em que nós treinadores temos de ser, muitas vezes, o escape de erros que muitas vezes não são nossos”, desabafou Carvalhal.

Para este jogo com os vimaranenses, o treinador do Rio Ave convocou todos os disponíveis do plantel, ficando de fora Taremi, ao serviço da seleção do Irão, Nadjack, lesionado, e os reforços Aderllan Santos, Diogo Figueiras e Lucas Piazon, que na altura em que jogo estava inicialmente agendado, ainda não tinham sido inscritos.

O Rio Ave, mesmo com menos um jogo, ocupa atualmente o sétimo lugar na tabela classificativa, com seis pontos, enquanto que o Vitória é 16.º, com dois.

A partida deste domingo entre ambos, está agendado para as 15:00, no estádio dos Arcos, em Vila do Conde.

Anúncio

Futebol

Braga perde com Sporting no jogo de estreia da Liga de futebol feminino

Frente ao Sporting

em

Foto: SC Braga (Arquivo)

O Sporting entrou esta segunda-feira da melhor forma na I Liga portuguesa de futebol feminino, ao bater o Sporting Clube (SC) de Braga por 2-1, em Alcochete, numa partida em que as leoas operaram a reviravolta no último quarto de hora.

Uchendu inaugurou o marcador para as bracarenses logo aos 02 minutos, mas os golos de Diana Silva (75) e Nevena Damjanovic (79) permitiram ao Sporting entrar com o pé direito no campeonato de 2019/20 e somar os primeiros três pontos.

As bracarenses chegaram à vantagem quando ainda nenhuma equipa o havia justificado, aproveitando a velocidade e o oportunismo de Uchendu para inaugurar o marcador logo aos 02 minutos.

As minhotas estavam mais confortáveis na partida e dominavam as operações, especialmente após o intervalo, com a avançada nigeriana a colocar à prova a guarda-redes Patrícia Morais num tiro na pequena área (47) e a acertar na trave um remate de meia distância (58).

Mas o Sporting, que até ao quarto de hora final só teve uma oportunidade flagrante, com Carolina Mendes a atirar por cima (06), igualou a partida aos 75 minutos, por Diana Silva, solicitada na profundidade pela norte-americana Carlyn Baldwin.

A equipa leonina galvanizou-se com o empate e, pouco depois, a defesa central Nevena Damjanovic operou a reviravolta ao cobrar de forma irrepreensível um livre direto em zona frontal, decorria o minuto 79.

O SC Braga não conseguiu recuperar do golpe anímico e o Sporting podia ter ampliado por Hannah Wilkinson (88), enquanto as bracarenses só nos descontos (90+1) voltaram a criar perigo num remate por cima de Francisca Cardoso.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete.

Sporting – Sporting de Braga, 2-1.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadoras:

0-1, Uchendu, 02 minutos.

1-1, Diana Silva, 75.

1-2, Nevena Damjanovic, 79.

Equipas:

– Sporting: Patrícia Morais, Ana Borges (Carlyn Baldwin, 20), Carole Costa, Nevena Damjanovic, Joana Marchão, Tatiana Pinto, Rita Fontemanha, Fátima Pinto, Diana Silva, Raquel Fernandes (Ana Capeta, 59) e Carolina Mendes (Hannah Wilkinson, 59).

(Suplentes: Inês Pereira, Carlyn Baldwin, Mariana de Azevedo, Ana Capeta, Joana Martins, Neuza Besugo e Hannah Wilkinson).

Treinadora: Susana Cova.

– Sporting de Braga: Rute Costa, Pratt, Inês Maia, Diana Gomes (Machia, 88), Ágata Filipa, Denali Murnan, Dolores Silva, Regina Pereira (Laura Luís, 72), Vanessa Marques (Sara Brasil, 88), Keane e Uchendu (Francisca Cardoso, 65).

(Suplentes: Houriban, Babi, Lau Machado, Laura Luís, Francisca Cardoso, Sara Brasil e Machia).

Treinador: Miguel Santos.

Árbitra: Catarina Campos (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Dolores Silva (26), Tatiana Pinto (38) e Regina Pereira (51).

Assistência: cerca de 400 espetadores.

Continuar a ler

Futebol

Ricardo Horta renova com SC Braga até 2024

Anunciou o clube

em

Foto: SC Braga

O extremo Ricardo Horta renovou contrato com o Sporting Clube (SC) de Braga até 2024, revelou esta segunda-feira o clube da I Liga de futebol.

A cumprir a quarta época nos guerreiros, Ricardo Horta, de 25 anos, já fez 138 jogos e 35 golos, quatro dos quais esta época, pelo SC Braga.

“Esta aposta do clube significa a recompensa do trabalho que tenho vindo a fazer. Foram três grandes anos, agora está a iniciar-se o quarto e espero que corra tão bem como até aqui. É um sentimento de orgulho porque é um prazer enorme jogar aqui e representar este clube”, afirmou à televisão do clube.

O jogador disse ainda que o que o motivou a prolongar a ligação “é continuar a ajudar o clube a crescer”.

“Eu e o presidente temos a mesma ambição e os mesmos objetivos. Sinto que temos muito caminho a percorrer em conjunto e, por essa razão, entendo que faz todo o sentido prolongar a minha ligação ao Braga”, disse.

Para Ricardo Horta, poder estar em Portugal “é bastante confortável” e, no SC Braga, sente-se “completamente em casa”.

“Posso dizer que, aqui, estou na minha zona de conforto, a fazer aquilo de que mais gosto, que é jogar futebol”, disse.

Continuar a ler

Campeonato de Portugal

Rúben Amorim vai treinar o Braga B

Campeonato de Portugal

em

Foto: DR / Arquivo

O antigo futebolista português Rúben Amorim vai assumir o comando técnico da equipa B do SC Braga, avança o Mais Futebol.

De acordo com o jornal digital, o antigo jogador do clube, que também passou pelo Benfica, encontra-se, nesta segunda-feira à tarde, na cidade dos arcebispos, para acertar os últimos pormenores com vista a substituir Rui Santos.

O SC Braga B, que na época passada foi despromovido ao Campeonato de Portugal, soma duas vitórias e duas derrotas na competição, a última das quais na passada sexta-feira, em Guimarães (2-0).

Esta é a segunda experiência de Rúben Amorim à frente de uma equipa, depois de uma curta experiência no Casa Pia.

4.ª Jornada do Campeonato de Portugal

Na próxima jornada, no sábado, os arsenalistas recebem o Cerveira, naquele que deverá ser o jogo de estreia do novo treinador.

Continuar a ler

Populares