Seguir o O MINHO

Futebol

Treinador do Famalicão quer trazer pontos de Alvalade

I Liga

em

Foto: Arquivo

O treinador Rui Pedro Silva mostrou hoje a intenção do Famalicão em trazer pontos da deslocação ao terreno do Sporting, domingo, da 21.ª jornada da I Liga de futebol, frisando a importância de não sofrer golos.

Apenas com um triunfo nas últimas nove rondas, o Famalicão ocupa a antepenúltima posição e vai defrontar um Sporting moralizado pela recente conquista da Taça da Liga e pela vitória sólida da última jornada, quarta-feira, com o Belenenses SAD (4-1), no Estádio Nacional.

“A perspetiva é igual a todos os outros jogos, entrar para competir e conquistar os três pontos, sabendo, obviamente, que vamos defrontar uma excelente equipa”, disse o técnico dos minhotos na antevisão da partida.

Rui Pedro Silva considero que o Sporting “será a equipa com o jogo mais padronizado” da I Liga, o que sendo “simples de identificá-lo, torna a equipa do Sporting mais forte”.

O treinador elogiou ainda a “liderança” do técnico Rúben Amorim, considerando que a equipa ‘leonina’ está “unida em prol de um objetivo”, o que “torna o jogo muito difícil, mas também muito aliciante”.

Rui Pedro Silva quer “contrariar os pontos fortes do Sporting” e “tentar explorar” um jogo mais consolidado da sua equipa.

“Há uma correção que vamos tentar fazer: manter-nos o mais possível dentro do jogo e ter mais posse de bola”, referiu.

O Famalicão tem mais vitórias fora (duas) do que em casa (uma) e quase mais três vezes os golos marcados (17/6) e o treinador admite que, “às vezes, torna-se mais fácil jogar fora”.

“A estatística assim o diz. O Famalicão está em crescendo, o primeiro objetivo da nossa parte foi estabilizar a equipa, torná-la mais sólida e compacta e isso é visível nos últimos jogos. Às vezes torna-se mais fácil jogar fora, pelo jogo mais aberto das duas equipas, mas queremos ser uma equipa que saiba jogar o jogo em casa ou fora e queremos ser mais fortes em casa porque temos o apoio dos nossos adeptos”, disse.

Apesar de ser antepenúltimo classificado, Rui Pedro Silva disse não sentir a equipa pressionada por causa da necessidade de somar pontos – “sinto-a confiante e preparada para discutir o jogo” -, frisando que “uma equipa que não sofre golos está mais perto de ganhar”.

Pêpê Rodrigues está de regresso após ter cumprido castigo e os mais recentes reforços Diogo Queirós, João Carlos Teixeira, Junior Kadile e Jhonder Cádiz estão disponíveis para serem opção para o técnico, mas Ivan Dolcek, infetado pelo coronavírus, está de fora, tal como o ponta-de-lança Pedro Marques, emprestado pelo Sporting.

Rui Pedro Silva referiu que os reforços “chegaram muito bem todos e estão prontos para jogar”.

Famalicão, 16.º classificado, com 17 pontos, e Sporting, segundo, com 50, defrontam-se a partir das 20:30 de domingo, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

EM FOCO

Populares