Seguir o O MINHO

Futebol

Treinador do Famalicão preparado para a estreia na I Liga

Rui Pedro Silva

em

Rui Pedro Silva. Foto: FC Famalicão / Divulgação

O treinador do Famalicão admitiu hoje estar à espera de dificuldades frente ao Sporting de Braga, na jornada 17 da I Liga portuguesa de futebol, e depois de um período com vários jogadores infetados com covid-19.

Rui Pedro Silva estreia-se na I Liga como treinador principal, depois de já ter comandado a equipa na Taça de Portugal, contra o Portimonense, e numa altura em que tinha acabado de chegar ao clube. Agora, o treinador espera que a equipa dê uma boa resposta, depois de ter recuperado os jogadores que estiverem afastados dos treinos devido à covid-19.

“Chegámos ao clube e tivemos logo um jogo da Taça de Portugal. Depois apareceu o surto de covid-19 no clube. Não foi fácil. Tentámos minimizar os problemas, mas agora estamos preparados e tivemos uma boa semana de trabalho. Estamos a trabalhar as nossas ideias, a implementar o nosso processo e vamos ter um jogo bastante importante no sentido de perceber o nosso crescimento e se as nossas ideias estão a ser bem acolhidas”, admitiu.

A indisponibilidade de vários jogadores para treinar, devido à covid-19, não foi, segundo o treinador, benéfico para o processo de adaptação. Ainda assim, garantiu que a equipa está preparada para este jogo.

“Viemos de uma boa semana de trabalho, mas temos a noção que estivemos quase 10 dias parados em casa, com bastantes atletas com covid-19, e nunca é benéfico estar parado em casa, por muito que tentemos minimizar esses problemas. Não podemos chamar uma semana tranquila, porque fizemos muitos testes e estamos sempre receosos que voltemos a ter mais algum atleta positivo e temos de reajustar as ideias. Mas estamos preparados para o jogo de amanhã [domingo]”, garantiu.

Sobre o adversário, Rui Pedro Silva tem a lição bem estudada para a partida, na qual não poderá contar com Heriberto e Diogo Figueiras, devido a lesão.

“O Braga é uma equipa muito forte, tem uma boa estrutura e um treinador que tem uma ideia e um processo de jogo bem implementado, com muitos jovens na equipa principal, o que tem resultado. Espero um Braga muito forte”, admitiu ainda.

O técnico frisou ainda que vai manter “a mesma ideia de jogo” não descartando, no entanto, algumas alterações no onze.

“O jogo com o Portimonense foi de alguém que chegou aqui única e exclusivamente com uma observação externa. Com o Braga já tenho outro tipo de conhecimento interno, tenho outro tipo de relação com os jogadores e sei o que posso esperar deles”, explicou.

O Famalicão, em penúltimo lugar, com 15 jogos e 11 pontos, desloca-se, às 18:00, a casa do Sporting de Braga, no quarto lugar, com mais um jogo e 31 pontos, numa partida da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e que será arbitrada por Fábio Melo, da associação do Porto.

EM FOCO

Populares