Seguir o O MINHO

Braga

Trabalhadores de call center em greve entoam cânticos em Braga

Durante esta terça-feira

em

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Dezenas de trabalhadores de call center em greve durante esta terça-feira, entoam cânticos de protesto, junto ao edifício da Estação Ferroviária de Braga, onde funciona a empresa Concentrix, protestando contra as condições de trabalho.

A greve, que foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Call Center, está “contra a transferência arbitrária de trabalhadores entre linhas”, denunciando o caso atual de 25 trabalhadores deslocados de linhas “como se de peças num tabuleiro se tratassem”.

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Com a palavra de ordem “não somos números, somos gente, só queremos respeito”, estes trabalhadores estão concentrados desde manhã cedo à porta da Estação da CP de Braga, onde se irão manter até ao princípio da noite desta terça-feira, prometendo que “nós não deixaremos ninguém para trás”.

Sobre as razões do descontentamento referido, Nuno Geraldes apontou “vários fatores”: “Há trabalhadores com salários em atraso, com prémios em atraso, as regras internas do edifício não são cumpridas, por exemplo, não deixam os sindicalistas entrar para fazer a sua função, ligam aos fins de semana a mudar escalas, há perseguições e abusos de vários tipos”, enumerou.

Segundo explicou, o que levou os trabalhadores a optarem pela greve “foi a transferência arbitrária de 25 trabalhadores e a forma” como foi feita.

“Digamos que esta transferência foi a gota de água num local já de si cheio de problemas e irregularidades, tendo a greve sido aprovada por unanimidade em duas assembleias feitas com os trabalhadores”, apontou.

Os trabalhadores vão estar concentrados em frente ao edifício do ‘call center’ da Concetrix, na Rua da Estação, até às 13:00.

EM FOCO

Populares