Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Vaca das Cordas: Touro de 450 quilos chega a Ponte de Lima na terça-feira para tradição secular

Animal, comprado a uma ganadaria em Montemor-o-Velho

em

Foto: DR/Arquivo

Um touro de uma ganadaria de Montemor-o-Velho, Coimbra, com 450 quilos de peso, chega na terça-feira a Ponte de Lima para cumprir a tradição secular de a “Vaca das Cordas”, assegurou hoje à Lusa a organização.

Em declarações à Lusa, o presidente da associação “Amigos da Vaca das Cordas”, Aníbal Varela, que há mais de 35 anos organiza o ritual, adiantou que o animal, comprado à ganadaria João Isidro dos Reis, em Montemor-o-Velho, “chega ao final da manhã de terça-feira e vai ficar na corte instalada no recinto da Expolima”.

Na quarta-feira, é transportado num camião até ao centro histórico da vila para cumprir aquela tradição, que se realiza sempre na véspera do feriado do Corpo de Deus e que “todos os anos arrasta multidões”.

“A única preocupação é a previsão de chuva. A ‘Vaca das Cordas’ é uma festa que arrasta centenas de pessoas”, sendo muito importante “para o comércio, sobretudo para a restauração”, disse Aníbal Varela.

A tradição de a ‘Vaca das Cordas’ obriga a que o animal saia para a rua, na quarta-feira, pelas 18:00, conduzido por cerca de dezena e meia de pessoas e preso por duas cordas.

É levado até à Igreja Matriz e preso à janela de ferro da Torre dos Sinos, sendo-lhe dado um banho de vinho tinto da região, “lombo abaixo, para retemperar forças”, conforme reza o costume local.

Dá depois três voltas à igreja, sempre com percalços e muitos trambolhões à mistura dos populares que ousam enfrentá-lo, após o que é levado para o extenso areal da vila, dando lugar a peripécias, com corridas, sustos, nódoas negras e trambolhões e até pegas de caras amadoras.

Nas ruas do centro histórico irá cumprir-se, madrugada dentro, a confeção dos tapetes floridos, por onde irá passar a procissão do Corpo de Deus.

Na sexta-feira, o animal será abatido no matadouro. A carne será vendida num talho de Ponte de Lima.

A mais antiga referência que se conhece de a “Vaca das Cordas” remonta a 1646, quando um código de posturas obrigava os moleiros do concelho (ministros de função) a conduzir, presa por cordas, uma vaca brava, sob condenação de 200 reis pagos na cadeia.

Mais tarde, segundo o Código de Posturas de 1720, a pena agravava-se para 480 réis. Diz a lenda que a Igreja Matriz, da primitiva vila, era um tempo pagão dedicado a uma deusa, simbolizada por uma vaca.

Posteriormente, este templo foi transformado em igreja pelos cristãos que retiraram do seu nicho a imagem da “deusa vaca” e com ela deram três voltas à igreja, após o que a arrastaram pelas ruas da vila.

Daí virá o costume de a “Vaca das Cordas”, um ritual que foi interrompido em 1881 pela vereação, tendo reaparecido por volta de 1922, para não mais deixar de se realizar.

Anúncio

Ponte de Lima

Ponte de Lima: 650 mil euros para eliminar plantas invasoras no rio Lima

Espécies exóticas

em

Rio Lima. Foto: Divulgação / Miguel Costa

A Câmara de Ponte de Lima vai investir, em 2020, 650 mil euros na erradicação de espécies exóticas invasoras no rio Lima, para “potenciar” o turismo e os desportos náuticos, divulgou esta terça-feira o presidente Victor Mendes.

Em declarações à agência Lusa, o autarca do CDS-PP explicou que, daquele montante, 450 mil euros são financiados por fundos do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), sendo o valor restante suportado pela Câmara de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo.

“Os trabalhos de prevenção, controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras começam em 2020. É uma necessidade urgente avançar com a limpeza do rio Lima quer de invasoras aquáticas, permitindo a aposta no turismo e desportos náuticos, quer de invasoras nas margens e em ilhas no leito do rio, permitindo a melhoria no escoamento das águas, evitando fenómenos de erosão em vários troços do Lima”, explicou Victor Mendes.

Em comunicado, o município explicou que o investimento resulta de uma candidatura apresentada, em agosto, e já aprovada, “com o objetivo geral da restauração ecológica dos espaços alvo da intervenção proposta e da criação de condições para a instalação/recuperação das comunidades autóctones”.

A candidatura vai permitir “a continuidade e consolidação dos trabalhos desenvolvidos no rio Lima, classificado como Sítio de Importância Comunitária (SIC), em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente, para controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras terrestres, e, por outro lado, ampliar a área de atuação dos trabalhos anteriormente referidos à totalidade da extensão do SIC Rio Lima, inserida nos limites administrativos do concelho de Ponte de Lima”.

Segundo a autarquia, a “nova candidatura, vai permitir a realização de importantes ações de controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras aquáticas, nomeadamente ‘Myriophyllum aquaticum’ e ‘Egeria densa’, no rio Lima”.

“As ações irão ainda permitir avaliar a eficácia dos métodos aplicados e do impacto real ou potencial sobre espécies e ‘habitats’, bem como definir as condições para a realização de ações de controlo de continuidade e criar/adotar soluções inovadoras de monitorização de espécies exóticas invasoras com vista à prevenção e deteção precoce de focos de dispersão destas espécies no SIC Rio Lima”, sustenta a nota.

A candidatura “integra, também, a realização de atividades sensibilização dos diversos públicos-alvo e divulgação da problemática das espécies exóticas invasoras”.

O rio Lima nasce a 975 metros de altitude, na província de Ourense, na Galiza. Entra no Alto Minho, próximo do Lindoso e de Soajo, e passa por Ponte da Barca e Ponte de Lima, desaguando no oceano Atlântico, em Viana do Castelo, após percorrer um total de 135 quilómetros.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Desabamento de estrutura faz um ferido grave em Ponte de Lima

Em Calvelo

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem, com cerca de 50 anos, sofreu ferimentos graves durante a tarde desta segunda-feira na sequência do desabamento de uma estrutura que estava a ser montada numa vacaria, em Calvelo, Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A vítima sofreu lesões ao nível do tórax, sendo assistido e imobilizado no local pela equipa médica da ambulância de Suporte Imediato de Vida de Ponte de Lima, que efetuou o transporte direto do homem para o Hospital de Braga.

Outros dois jovens, de 23 e 26 anos, sofreram ferimentos considerados ligeiros na sequência da queda que estava a ser instalada durante esta tarde. Os Bombeiros de Ponte de Lima transportaram os dois feridos leves para o Hospital de Viana do Castelo.

A GNR registou a ocorrência que teve alerta pelas 15:24, para a Rua de Vilela, freguesia de Calvelo, concelho de Ponte de Lima. A Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Viana também prestou auxílio médico na ocorrência.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Homem ferido em acidente de trator em Ponte de Lima

Em Arcozelo

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem ficou hoje ferido devido a um acidente com o trator que conduzia pelas 09:15, em Arcozelo, concelho de Ponte de Lima, disseram à Lusa fontes da Proteção Civil e dos bombeiros.

De acordo com os Bombeiros de Ponte de Lima, que estiveram no local, na origem do acidente esteve o “capotamento” do trator onde seguia um homem de 35 anos, que ficou ferido e foi transportado ao hospital de Viana do Castelo, estando ainda por apurar a gravidade do seu estado de saúde.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo disse à Lusa que um acidente com um trator provocou um ferido em Ponte de Lima e que o mesmo foi assistido por 14 homens, incluindo a equipa de uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

No local estiveram ainda duas viaturas e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida dos bombeiros de Ponte de Lima e a GNR.

Continuar a ler

Populares