Seguir o O MINHO

Braga

Torcato Ribeiro e Carlos Almeida lideram listas da CDU no círculo de Braga

Eleições legislativas

em

Foto: CDU Braga

Os antigos vereadores Torcato Ribeiro, de Guimarães, e Carlos Almeida, de Braga, são os cabeças-de-lista da CDU às próximas legislativas pelo distrito de Braga. A apresentação decorreu esta quinta-feira no Café Vianna, no centro histórico de Braga. Para além dos rostos principais, foram apresentados outros seis candidatos que vão ocupar as listas do círculo eleitoral distrital da coligação de esquerda.

O cabeça-de-lista é Torcato Ribeiro, 63 anos. eletricista de profissão, que integra os órgãos sociais da Sociedade Martins Sarmento e da Associação Familiar Vimaranense.

Foi vereador pela CDU na Câmara Municipal de Guimarães e é eleito na Assembleia Municipal. Foi dirigente do Centro Infantil e Cultural Popular, em Guimarães e é membro da Comissão Concelhia de Guimarães e da Direção da Organização Regional de Braga do PCP.

Em segundo lugar surge Carlos Almeida, 39 anos, consultor licenciado em Ciências da Comunicação e pós-graduado em Comunicação, Arte e Cultura pela Universidade do Minho.

Foi vice-presidente da Associação de Pais da EB 2, 3 André Soares, membro do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas André Soares e membro da direção da PAVAC.

Foi vereador da CDU na Câmara de Braga, eleito na Assembleia de Freguesia de S. Vicente e eleito na Assembleia Municipal de Braga e na Assembleia Intermunicipal do Cávado. É membro da Comissão Concelhia de Braga e da Direção da Organização Regional de Braga do PCP.

Em terceiro surge Tânia Silva, 33 anos, educadora de infância e professora do 1º ciclo.
É dirigente do Movimento Democrático de Mulheres, sendo responsável na zona Norte pelo desenvolvimento do Projeto “Para Além do Amor”, sob a temática da Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica. É treinadora e atleta federada pelo Liberdade Futebol Clube, de Vila Nova de Famalicão. É membro da Assembleia Municipal de Famalicão. É membro Comissão Concelhia de Famalicão e da Direção da Organização Regional de Braga do PCP.

Em quarto está Carmo Cunha, 50 anos de idade, Oficial de Justiça, eleita na Assembleia Municipal de Fafe. Delegada sindical do Sindicato dos Funcionários Judiciais. Membro da Comissão Concelhia de Fafe e da Direcção da Organização Regional de Braga do PCP.

No quinto lugar da lista, a CDU apresenta Filipe Gomes, de 40 anos. Cumpriu o seu percurso escolar nas escolas André Soares e Alberto Sampaio, concluindo o seu ensino secundário na Esprominho, com o curso de Gestão de PME’s e Cooperativas. Terminou com sucesso um CET em Maquinação e Programação em CNC, no Centro de Formação Profissional de Braga (Mazagão). Exerce a profissão de operador/programador de máquinas CNC. É eleito na Assembleia da União das Freguesias de S. José de S. Lázaro e S. João do Souto. É dirigente do Partido Ecologista Os Verdes e membro do seu Conselho Nacional.

Em sexto, a vereadora Bárbara Barros, 33 anos, Assessora de Comunicação. Licenciada em Ciências da Comunicação e Pós Graduada em Crime, Diferença e Desigualdade. É Vereadora na Câmara Municipal de Braga. Foi eleita na Assembleia Municipal de Braga e na Assembleia da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães. É dirigente da Associação “A Bogalha”, em Braga. É membro da Comissão Concelhia de Braga e da Direcção da Organização Regional de Braga do PCP.

Em sétimo surge Mário Figueiredo, 48 anos, Técnico Oficial de Contas e presidente da Direção da BARCA – Associação Amigos do Cávado. É eleito na Assembleia Municipal de Barcelos e membro da Comissão de Concelhia de Barcelos e da Direção da Organização Regional de Braga do PCP.

Por fim, a CDU apresenta Rosa Guimarães, 52 anos, professora e delegada sindical do Sindicato dos Professores do Norte / CGTP-IN. Foi eleita em diversos mandatos nas listas da CDU na Assembleia Municipal de Guimarães e na Assembleia de Freguesia de Costa. É membro da Comissão Concelhia de Guimarães do PCP.

Na sua intervenção, Torcato Ribeiro, 1º candidato, a partir do lema regional da candidatura – Devolver a voz à Região -, deixou um desafio à população do distrito: “Nas próximas eleições permitam que a CDU volte a eleger pelo distrito de Braga! Como é sabido, nas eleições de 2019, por escassas centenas de voto, a CDU não consegui manter a deputada que tinha. E que falta que faz!”

E afirmou: “A única deputada pela CDU na legislatura de 2015 a 2019 endereçou 396 perguntas, apresentou 24 projectos de resolução e dois projectos de lei especificos sobre o distrito de Braga. Um trabalho destacado e ímpar! De longe, fez mais trabalho do que qualquer outro candidato. Esta voz activa da região na Assembleia da República faz muita falta!”

O candidato concluiu: “Voltar a eleger Deputados da CDU por Braga é uma garantia que a população do distrito tem que na Assembleia da República haverá uma voz que dirá o mesmo em Lisboa que diz em Braga, coisa que hoje não acontece, nomeadamente com deputados do PS, do PSD e do CDS!”

Populares