Todas as novidades do mercado de transferências no atletismo português

Solange Jesus. Foto: SC Braga

A passagem a individual do quatrocentista João Coelho, que competia pelo Sporting, é a grande novidade do período de transferências do atletismo em Portugal, que decorreu até ao final do mês.

João Coelho é um dos quatro atletas que já conseguiu marca de qualificação direta para os Jogos Olímpicos Paris2024, a par de Isaac Nader (1.500 metros), Auriol Dongo (lançamento do peso) e Ana Cabecinha (20 km marcha).

Com os 44,79 segundos com que bateu o recorde nacional e se sagrou campeão mundial universitário, em Chengdu, na China, no início de agosto, foi mesmo um dos maiores destaques no atletismo luso do ano.

Em sentido oposto, o lançador de peso Tsanko Arnaudov deixa de ser individual e passa a vestir a camisola do Torreense.

Aos 31 anos, o olímpico no Rio2016, recordista nacional, volta a colocar o foco nos Jogos, continuando com o treinador Luis Herédio Costa que já o orientava desde o início do ano, quando ‘bateu com a porta’ em relação ao Benfica, no qual já era um histórico.

O terceiro enfoque de um ‘mercado’ relativamente calmo é a mudança para o SC Braga da fundista Solange Jesus, que esteve na maratona dos Mundiais de Budapeste, este ano, ainda como atleta do Feirense.

O Benfica anunciou mais de duas dezenas de transferências, incluindo a barreirista Fatoumata Diallo, segunda portuguesa de sempre nos 400 metros, e presente nos últimos Mundiais, que chega vinda do CO Pechão.

Os ‘encarnados’ foram ainda recrutar o fundista Paulo Rosário, ao SC Braga, e a marchadora Vitória Oliveira, segunda especialista portuguesa da atualidade, que corria como individual.

Para a lista dos bracarenses, entra a veterana marchadora Vera Santos, que estava sem clube e mais dedicada às funções de treinadora de João Vieira, em ‘contraste’ com a sua contemporânea e conterrânea Inês Henriques, que colocou ponto final na carreira.

O Benfica deixa ainda escapar, entre outros, a fundistas Camila Gomes, para o SC Braga, e o lançador de martelo António Vital e Silva, que passa a individual, após não aceitar uma proposta de renovação com substancial redução do valor.

A aposta do Sporting é essencialmente nos escalões jovens, a pensar no futuro, com a entrada de 18 promissores atletas, além da chegada do velocista Delvis Santos, que vem do Jardim da Serra, da Madeira.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Câmara de Celorico de Basto está a recrutar para 15 vagas em diversas funções

Próximo Artigo

Sporting defende liderança frente a um Benfica em dificuldades

Artigos Relacionados
x