Seguir o O MINHO

Ave

Têxtil de Famalicão cria “sweat” com gola que substitui a máscara

Covid-19

em

Foto: Divulgação

Uma têxtil de Vila Nova de Famalicão vai lançar, no outono, uma “sweat” que tem integrada uma gola de proteção, alternativa à máscara facial, com elevados níveis de filtração e respirabilidade, anunciou hoje a gerente.


Em declarações à Lusa, Márcia Oliveira sublinhou que a ideia foi criar uma “sweat” simultaneamente eficaz, funcional e atrativa.

“É um produto pensado essencialmente para o regresso às aulas. Em vez de terem de andar sempre com a máscara, os alunos terão apenas de levar a ‘sweat’, ficando o problema resolvido de uma forma ‘fashion’ e prática”, referiu.

Disse ainda que o produto se destina também às atividades de grupo, como caminhadas.

A gola ajusta-se ao rosto e, na zona frontal, agrega uma membrana de nanofibra que, segundo Márcia Oliveira, confere um nível de filtração de 99,9 por cento de todos os microorganismos e partículas perigosos presentes no ar.

Todas as peças têm acabamento antimicrobial de última geração, com efeito neutralizador de vírus envelopados, como é o caso do Sars Cov-2.

Ambas as tecnologias já foram testadas pelo Textile Research Institute, de Espanha, e pelo Institut Pasteur de Lile, na França, respetivamente.

A “sweat” estará disponível no mercado a partir do final de setembro.

O mercado nacional é o alvo imediato, mas a empresa já está a “fazer alguns contactos” com vista à exportação, designadamente para Espanha e França.

Com sede em Fradelos, Famalicão, a MO Tex – Márcia Oliveira Têxteis foi fundada há cerca de meio ano.

Pouco depois, surge a pandemia de covid-19 e a consequente crise económica e social, que obrigou muitas empresas a reinventarem-se.

“Foi o que fizemos. Nascemos com uma confeção têxtil ‘normal’ e rapidamente virámos a agulha para produtos que não estavam, obviamente, no nosso horizonte mas que passaram a ser prioritários por causa da pandemia”, explicou Márcia Oliveira.

Além da “sweat”, a MO Tex decidiu também apostar em máscaras, golas que servem que máscaras e calças de fato de treino.

Anúncio

Ave

Famalicão: Criança testou positivo na sexta mas escola só fechou hoje. 50 crianças em casa

Covid-19

em

Foto: DR

Uma criança que frequenta uma das turmas do Jardim de Infância de Sapugal, em Fradelos, concelho de Famalicão, testou positivo ao novo coronavírus na passada sexta-feira, mas apenas hoje as autoridades de saúde decidiram fechar aquele espaço.

A informação foi confirmada a O MINHO pelo presidente da Junta de Fradelos, Adelino Silva Costa, dando conta do encerramento, esta quarta-feira, das duas salas que a freguesia dispõe, frequentadas por “cerca de 50 crianças”.

“A criança testou positivo mas só hoje é que encerraram o espaço”, assegurou o autarca, não sabendo, no entanto, o porquê da demora.

Adelino Costa acrescenta ainda que as turmas do 1.º ciclo, que funcionam no edifício ao lado, continuam a frequentar as aulas presenciais.

O agrupamento de escolas está a trabalhar em conjunto com a autoridade de saúde para proceder, caso necessário, a desinfeções e à testagem de outros alunos e funcionários, confirmou o autarca.

O MINHO tentou contactar a delegação de saúde do ACES Médio Ave, com a tutela do concelho de Famalicão, mas sem sucesso até ao momento.

Continuar a ler

Guimarães

Têxtil de Guimarães equipa quartos de hotéis de luxo em Ibiza e na Madeira

Empresas

em

Foto: Divulgação / Royal Savoy

Os quartos e as casas de banho do hotel La Torre del Canónigo, um dos mais luxuosos de Ibiza, em Espanha, foram equipados integralmente pela têxtil J.F. Almeida (JFA), com sede em Guimarães, disse a empresa a O MINHO.

A empresa, sediada num moderno espaço industrial na vila de Moreira de Cónegos, equipou os quartos únicos daquele hotel de 5 estrelas, localizado em pleno coração histórico de Ibiza.

“Para este projeto foi desenhada uma coleção personalizada de roupa de cama e banho de acordo com as necessidades e solicitações do cliente”, explicou fonte da empresa ao nosso jornal.

Foto: Divulgação / JFA

Foto: Divulgação / JFA

Alguns dos detalhes deste projeto passaram pela roupa de banho feita em “algodão de primeira qualidade” e pela decoração de camas com “tecidos de 600 fios”.

Ficou ainda a cargo da JFA a produção e conceção de peças de roupa em linho puro para o famoso restaurante KYUPIDDO, que é parte integrante daquela unidade hoteleira.

O hotel foi totalmente decorado pelo arquiteto e designer Lázaro-Rosa Violan.

Os serviços da JFA não se ficaram pelo hotel de luxo espanhol. Também em Portugal, mais concretamente na ilha da Madeira, o maior e mais luxuoso hotel foi equipado pela empresa vimaranense.

Foto: Divulgação / Royal Savoy

O Royal Savoy, procurado pelos turistas mais abastados de todo o mundo, foi integralmente equipado pela JFA.

“São 352 quartos, 14 pool Suites, duas suites presidenciais com piscina, um spa com 3.100 metros quadrados, seis piscinas, cinco restaurantes e três bares, o que equivale a mais de 100 mil artigos J.F. Almeida”, disse a mesma fonte a O MINHO.

“A Têxteis J.F. Almeida é uma empresa que apresenta produtos de qualidade bem como possui um nível de profissionalismo proativo e dinâmico”, assegura Natividade Sousa, Room Division Manager do hotel.

Fundada em 1979, a Têxteis J.F. Almeida, S.A. apresenta “coleções que atendem aos mais altos padrões de qualidade”.

“Detalhes requintados, excelentes acabamentos, a escolha dos melhores fios e tecidos, todos são essenciais para alcançar a excelência em tecidos industriais”, pode ler-se na descrição da empresa.

Continuar a ler

Ave

Sala de escola primária em Famalicão fecha após criança testar positivo à covid-19

Mais de 20 alunos em quarentena

em

A sala do quarto ano da EB1 de Gavião, em Famalicão, está encerrada após um aluno ter testado positivo para a covid-19, confirmou O MINHO junto do presidente da junta.

Depois de o caso ter sido confirmado, as autoridades de saúde colocaram toda a turma em quarentena.

Ao que O MINHO apurou, são mais de 20 crianças.

As restantes salas continuam a funcionar normalmente.

Continuar a ler

Populares