Têxtil de Barcelos cresce 15%, regressa a Paris e aponta Nova Iorque para 2025

Flor da Moda
Foto: DR

A Flor da Moda, confeção sediada em Barcelos, está de regresso às feiras profissionais após 15 anos de ausência, anunciando também um aumento de 15% nas vendas nos primeiros quatro meses deste ano em relação a 2023.

A empresa, fundada em 1981 na freguesia de Pereira, está desde quinta-feira em mostra na Premièra Vision de Paris, e agora, também, a preparar a estreia na Première Vision de Nova Iorque, marcada para o próximo ano.

Nuno Sousa, administrador da empresa, em entrevista ao portal Portugal Têxtil, considera que a Flor da Moda sente a responsabilidade de oferecer aos clientes, a nível mundial, o que de melhor se faz em Portugal.

No ‘site’ da empresa, consultado este domingo por O MINHO, é referido que a Flor da Moda Confeções, SA foi constituída a 12 de Maio de 1981, iniciando nesse dia atividade como “uma pequena unidade familiar de confeção, vocacionada essencialmente para a produção de vestuário feminino”.

“O grau de especialização que a empresa tentou incutir na produção de vestuário e a forte aposta na implementação de meios tecnológicos ao serviço dos trabalhadores, foram cruciais para a Flor da Moda se tornar uma referência no setor”, é dito no ‘site’.

Em Paris, o CEO aponta ao Portugal Têxtil um crescimento nas vendas, com os clientes habituais a aumentarem as encomendas entre 5% e 20%.

Atualmente, a Flor da Moda tem 57 clientes espalhados por todo o mundo.

“Ao termos sido aceites no conceito Première Vision, temos Paris, e temos acesso a Nova Iorque, que é também um dos objetivos”, explica Nuno Sousa, apontando a estreia na “cidade que nunca dorme” para 2025.

A feira de Nova Iorque é considerada a maior da América do Norte na indústria da moda.

Com 400 colaboradores diretos e subcontratados, a Flor da Moda investe entre 500 mil e 1 milhão de euros anualmente em novas máquinas e melhorias no sistema de produção.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Empresas de Braga com mais 168 tomadas e 132 estacionamentos para veículos elétricos

Próximo Artigo

"Cavalos sapadores" previnem incêndios no centro do país

Artigos Relacionados
x