Seguir o O MINHO

Terras de Bouro

Terras de Bouro pode receber Rede ATM Express no Gerês

em

A SIBS – Sociedade Interbancária de Serviços mostra-se receptiva a “analisar a viabilidade” de instalar terminais da Rede ATM Express em Terras de Bouro, procurando suprimir as lacunas existentes devido à pouca oferta de caixas multibanco, nomeadamente na vila do Gerês e no Campo do Gerês.

Essa intenção foi transmitida pela administração da sociedade numa carta enviada à AEVH – Associação Empresarial do Vale do Homem, depois de este organismo lhe ter remetido uma missiva em que dava conta da sua apreensão face ao reduzido número de equipamentos da Rede Multibanco em alguns pontos estratégicos da região.

No documento, a AEVH lembrava que a zona tem “forte dinâmica nas áreas da hoteleira, restauração, comércio e oferta turística diversa, conta com milhares de camas para alojamento e recebe anualmente mais de três milhões de turistas nacionais e estrangeiros, face à diversidade da oferta, da qualidade dos espaços e do imenso potencial natural”.

Mostrava-se, por isso, “preocupada” tendo em conta “a reduzida, mesmo nula em algumas áreas, rede ATM (Multibanco) em alguns pontos estratégicos de visitação, facto que afecta muito os operadores turísticos, em primeira instância, e os próprios visitantes”.

Na resposta, hoje divulgada pela associação, a SIBS lembra que as caixas multibanco são propriedade dos próprios bancos, mas realça que lançou, no final de 2016, a Rede ATM Express, “vocacionada para o cliente estrangeiro (turistas e residentes), na sequência do desenvolvimento do turismo em Portugal”.

Esta rede “serve os utilizadores estrangeiros, turistas ou residentes, de forma rápida, conveniente e segura”, disponibilizando “a operação mais procurada pelos estrangeiros em ATM, isto é, levantamentos”.

Acrescenta que, “apesar de estar vocacionada para o cliente estrangeiro, a Rede ATM Express também pode ser usada por portugueses, com a mesma fiabilidade e confiança da Rede Multibanco”.

“A utilização da Rede pelos portugueses obedece às mesmas condições que hoje têm quando usam os seus cartões bancários no Multibanco. Os portugueses têm ao seu dispor na Rede ATM Express as operações de levantamento, consultas de saldo e de movimentos, pagamentos de serviços, pagamentos ao Estado e carregamento de telemóveis”, explica.

Nos próximos dias, a administração da SIBS deve reunir-se com a Associação Empresarial e com a Câmara Municipal de Terras de Bouro para dar sequência a este processo.

Em Terras de Bouro, existem atualmente sete equipamentos da Rede Multibanco para servir os cerca de sete mil habitantes, mas há zonas, como a Vila do Gerês e o Campo do Gerês, onde existe muita procura turística mas sem a oferta adequada em termos de ATM.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Terras de Bouro

Gado do Gerês sobe, hoje, a serra para passar o Verão

Tradição da Vezeira marcada para as 10:00

em

Foto: DR

É o costume secular em que o gado das vezeiras de Rio Caldo e Vilar da Veiga, no concelho de Terras de Bouro, se dirige para a serra. A XV subida da Vezeira tem passagem programada pelo centro da vila do Gerês pelas 10:00.

Para quem se quiser manter por lá, há uma prova gastronómica no Parque das Termas com animação de concertinas e a Charanga de Vilar da Veiga. Na parte da tarde, continua a programação com cantares tradicionais, concertinas e cantares ao desafio e às 16:00 acontece uma “chega de bois”.

A iniciativa conta com o apoio do Município de Terras de Bouro, da Junta de Freguesia de Rio Caldo e da Junta de Freguesia de Vilar da Veiga, Hoteleiros do Gerês, ADERE-PENEDA Gerês e Turismo Criativo de Portugal – creatour.pt

Continuar a ler

Barcelos

Municípios do Cávado com 1,6 milhões para reduzir preços dos transportes públicos

em

Foto: DR/Arquivo

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado tem 1,6 milhões de euros para investir no programa de redução tarifária nos transportes públicos, sendo 97,4% da verba assegurada pelo Fundo Ambiental e o restante pelos municípios.

Segundo dados hoje disponibilizados à Lusa pela CIM, a maior verba cabe ao município de Braga, que investirá mais de 782 mil euros naquele programa, dos quais 763 mil são provenientes do Fundo Ambiental.

A Câmara entra com 19 mil euros.

“Decidimos aplicar 80% da verba na redução de 16% de todos os passes, sendo a restante para o reforço da oferta de transportes”, disse à Lusa o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio.

Segue-se o município de Barcelos, com 423 mil euros, que vai implementar a gratuitidade de todos os transportes escolares, criar um passe social para reformados com redução tarifária em 50% e criar uma bolsa de passes mensais com viagens ilimitadas para uso do transporte público por famílias durante os meses de verão e na Semana da Mobilidade.

Alunos de Barcelos vão pagar zero pelo transporte escolar – “0.00, rien, niente”

O programa permitirá também a duplicação da atual oferta de transporte público do Barcelos Bus e o alargamento do serviço aos sábados à tarde, domingos e feriados.

Vila Verde receberá 172 mil euros, que investirá no complemento de 50% no transporte escolar secundário, na limitação a 50 euros do preço máximo dos passes e no desconto de 10% em títulos de viagens mensais de valor inferior a 50,50 euros.

Para Esposende, estão reservados 92 mil euros, a aplicar integralmente no complemento de 50% no transporte escolar secundário.

Amares e Terras de Bouro terão, respetivamente, 87 mil e 72 mil euros, que investirão em passes ilimitados para grupos específicos.

O programa de redução tarifária nos transportes públicos começa em 01 de abril em 16 Comunidades Intermunicipais (CIM), incluindo a do Cávado, tendo apenas cinco delas adiado o seu arranque para maio, de acordo com o Ministério do Ambiente.

O programa prevê que as 21 CIM recebam, através do Orçamento do Estado, um total de 23,2 milhões de euros para adotarem medidas de redução tarifária nos transportes públicos nos respetivos territórios.

O Governo incumbiu cada CIM de definir a nível local qual será o valor da redução no preço das viagens.

Esta iniciativa está inserida no Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART), que conta com 104 milhões de euros do Fundo Ambiental, através do Orçamento do Estado, e terá a comparticipação de 12 milhões de euros dos municípios, um valor acima do previsto.

A fórmula de cálculo dos valores a receber ou a comparticipar por cada Área Metropolitana ou CIM tem em conta o número de utilizadores dos transportes públicos, o tempo médio utilizado nas deslocações e “um fator de complexidade dos sistemas de transporte das áreas metropolitanas”.

Pelo menos 60% do total que cada uma destas entidades vai receber terá de ser aplicada em “ações de apoio à redução tarifária nos transportes públicos coletivos” e o restante utilizado “no aumento da oferta de serviço e na extensão da rede”.

O objetivo do Governo é conseguir mais 100 mil utilizadores dos transportes públicos, num total de mais 63 milhões de viagens anuais, reduzindo em 79 mil toneladas as emissões de CO2.

Continuar a ler

Terras de Bouro

Ciclovia de Terras de Bouro custa 425 mil euros e estará pronta em seis meses

Entre a Ponte de Gondoriz e o Açude de Moimenta

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Terras de Bouro assinou o contrato de execução de uma ecovia entre a Ponte de Gondoriz e o Açude de Moimenta, um investimento superior a 425 mil euros, anunciou hoje o município.

Em comunicado, o município acrescenta que o prazo de execução da empreitada é de 180 dias.

Aquele lanço integrará a futura ecovia do Homem e Cávado, que ligará Esposende a Terras de Bouro.

Assinatura entre o Município de Terras de Bouro e a empresa PEDRIVALÕES. Foto: CM Terras de Bouro

Esta ecovia será constituída por dois troços, tendo o primeiro a extensão de 55 quilómetros, assegurando a ligação entre a ecovia Litoral Norte, em Esposende, a Goães, no concelho de Amares.

O segundo terá a extensão de 20 quilómetros e assumir-se-á como a continuidade do primeiro, até Moimenta, no concelho de Terras de Bouro.

Quando estes dois eixos estiverem concretizados, ficarão ligadas por ciclovias o Parque Natural Litoral Norte, em Esposende, e as portas do Parque Nacional Peneda-Gerês.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares