Seguir o O MINHO

Braga

Taxify chega a Braga

Plataforma com sede na Estónia.

em

Foto: DR

A plataforma Taxify já chegou a Braga. O anúncio foi feita esta quarta-feira, mas o concorrente da Uber já opera há algumas semanas na cidade, conforme O MINHO verificou. A empresa da Estónia também já está no Porto e em Lisboa.

“Com esta expansão, pretendemos que a Taxify facilite o transporte em Braga e, também, entre as várias cidades do norte do país. Percebemos que a região norte tem ainda imenso potencial por explorar”, disse David Ferreira da Silva, diretor-geral da plataforma em Portugal.

O serviço está a crescer a nível global na ordem dos 20% a cada mês. A nível global, já atingiu os 15 milhões de utilizadores. O número de viagens na plataforma está a crescer 20% por mês e 500.000 motoristas já usam a plataforma como emprego a tempo inteiro ou segundo emprego, segundo informa a empresa.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Braga

Mesquita Machado e António Salvador arguidos no caso do túnel, Ricardo Rio ilibado

Prolongamento do Túnel da Avenida da Liberdade.

em

Foto: Direitos Reservados / Arquivo

Ricardo Rio não é arguido no processo nem será acusado. Foi ilibado de qualquer suspeita. Já o mesmo pode não suceder com o ex-presidente da Câmara de Braga, Mesquita Machado, e com o dono da Britalar, António Salvador, que foram constituídos arguidos no processo da obra de prolongamento do túnel da Avenida da Liberdade.

Mesquita Machado foi anteontem interrogado na Polícia Judiciária de Braga que estará prestes a finalizar a investigação. Na terça-feira, tinha sido constituído arguido, no mesmo local, António Salvador.

Ao que O MINHO soube, a PJ vai enviar o inquérito para o Ministério Público de Braga, com uma proposta de incriminação dos dois arguidos, mas caberá ao magistrado a decisão de os acusar ou não.

A empreitada foi lançada por Mesquita Machado em 2008, e o vencedor, a Britalar, apresentou um orçamento de 2,9 milhões de euros, inferior em cinco milhões às propostas de dois outros consórcios.

A acentuada diferença causou, na ocasião, estranheza nos meios empresariais já que o consórcio “Domingos da Silva Teixeira, SA”/Alexandre Barbosa Borges, SA”, apresentou o preço de 7,809 milhões de euros, enquanto que a firma “Arlindo Correia e Filhos, SA”/”Europa Ar-Lindo, SA”, fazia a obra por 7,901 milhões.

Na ocasião, e em reunião de Câmara, o autor da queixa, Hugo Pires acusou o Executivo de Rio de andar sistematicamente a “denegrir” a anterior gestão do PS e lembrou o caso do túnel, como exemplo atual de alegada “gestão danosa”, dado que o pagamento das obras a mais poderia ter sido menor no Tribunal.

Em resposta, e no mesmo local, Ricardo Rio disse que a queixa “é uma hipocrisia do PS” que esperava visse a ser “cabalmente esclarecida”.

“O acordo visou defender o interesse da Câmara, assumindo as suas responsabilidades, e foi sustentado nos pareceres técnicos que tinham sido emitidos ainda no mandato anterior. Aguardo o desenlace do processo de investigação que seguramente o vai confirmar”, declarou.

Continuar a ler

Atletismo

São Silvestre da Póvoa de Lanhoso com inscrições abertas

Prova inclui corrida e caminhada.

em

As inscrições para a segunda edição da corrida São Silvestre 100% Solidária de Póvoa de Lanhoso, agendada para o próximo dia 06 de janeiro de 2019, já se encontram abertas.

A prova, organizada pelo município e pelo Clube de Adoção e Proteção de Animais (CAPA) integrará uma corrida de 10 quilómetros e uma caminhada de cinco quilómetros, com início previsto para as 10:00 horas.

“Trata-se de um evento que, para além de pretender promover a prática desportiva, é totalmente solidário, já que os lucros arrecadados serão revertidos na totalidade para o CAPA e um euro de cada inscrição será repartido por duas instituições de carácter social e humanitário da Póvoa de Lanhoso: Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso e Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, com sede nas terras de Lanhoso”, refere a autarquia numa nota enviada a O MINHO.

Após o enorme sucesso que foi a edição inaugural, com quase 500 participantes, em 2019 a São Silvestre regressa ao bonito cenário da vila da Póvoa de Lanhoso, de onde é possível contemplar o esplendoroso Castelo e paisagens lindíssimas assim como conhecer a história e as pessoas deste concelho.

As inscrições podem ser feitas em www.prozis.com/sspovoalanhoso2019.

Continuar a ler

Braga

DST constrói centro de recolha de lixo em Paris

Empresa de Braga continua a dar cartas em França.

em

Foto: Divulgação

O dstgroup, com sede em Braga, continua a dar cartas no mercado francês, nomeadamente na capital, onde está a executar um importante centro de recolha de lixo. A empresa dte – Instalações Especiais – é a responsável pela construção deste novo equipamento, o segundo implantado em Paris, previsto no programa do Eco-quartier de Clichy- Batignolles, e avaliado em 750 mil euros.

DST procura trabalhadores e subempreiteiros na zona do Porto

De grande capacidade e inteiramente automatizada, a nova infraestrutura estará equipada para reciclar lixo de mais de 900 mil habitantes, respondendo assim aos desafios impostos pela lei de transição energética e à extensão das consignas de recolha de embalagens de plástico. As soluções implementadas são as mais eficientes energeticamente, garantindo o conforto dos utilizadores, a higiene e qualidade do interior, quer na área industrial, quer na área de escritórios. A dte – Instalações Especiais – tem a seu cargo os trabalhos de AVAC e de hidráulica.

O edifício será construído com uma cobertura verde, constituída por vegetação que permitirá, por um lado, o correto funcionamento do mesmo e, por outro, tirar vantagens a nível arquitetónico, estético e ambiental. O projeto vai integrar equipamento de ponta, com 13 máquinas de triagem ótica e de separadores balísticos, com um procedimento Recyfilms para tratar do novo fluxo de plásticos. A aproximação de caminhos de ferro agilizará todo o processo, permitindo evacuar metade da carga de materiais recicláveis produzidos pelo frete ferroviário.

José Teixeira, presidente do grupo DST. Foto: DR

“Para nós é sempre importante estar em projetos que estejam na vanguarda da sustentabilidade”, destaca José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do dst group. “Contribuir com o nosso conhecimento e poder colocar as melhores soluções de inovação ao serviço deste tipo de estrutura, nomeadamente em mercados internacionais, é para nós motivo de grande satisfação e orgulho. Estamos a crescer no mercado francês e a consolidar a nossa posição na capital, onde temos concretizado obras de grande envergadura e com impacto positivo na sociedade civil daquela cidade”, enfatiza José Teixeira.

Continuar a ler

Populares