Seguir o O MINHO

Aqui Perto

TAP lança ponte aérea do Porto para Madrid e cancela London City

Em 2020

em

Foto: O MINHO / Arquivo

A TAP vai lançar uma nova ponte aérea para Madrid a partir do Porto (e também de Lisboa) em 2020, e cancelar a operação em London City, de acordo com um comunicado hoje divulgado.

A companhia aérea justificou a opção, no caso do Porto, com as perspetivas positivas para esta cidade e que permitem alterações nas rotas. “Entre 2017 e 2018, a TAP registou um aumento de 20% em número de passageiros, ultrapassando pela primeira vez a marca dos dois milhões. As perspetivas são igualmente positivas para este ano de 2019, considerando que, entre janeiro e julho, a TAP está já a crescer 11%”, lê-se no mesmo comunicado.

Estes “números de sucesso” permitem à TAP “implementar ajustes na rede do Porto, com o objetivo de redirecionar a capacidade para mercados onde a competitividade da companhia seja maior”.

Assim, a empresa irá redirecionar “a capacidade dos voos Porto-Barcelona e Porto-Lyon, suspendendo a operação nesses mercados, que conta com ampla oferta da concorrência, para construir a novíssima ponte aérea entre Porto e Madrid, que contará com seis frequências diárias, mais que o dobro da oferta atual”.

Estas mudanças irão ainda permitir o aumento das ligações entre o Porto e o Funchal “com mais um voo diário, a meio do dia, operado no novo Airbus A321neo Long Range e fazer a operação diária do Porto-Newark (EWR) e a quarta frequência semanal Porto-São Paulo”.

A ponte aérea do Porto para Lisboa irá ainda ganhar “mais uma frequência diária em relação ao verão de 2019”, de acordo com a TAP.

Na capital, “a capacidade dedicada a Estugarda, Colónia e Basileia, será redirecionada para outros mercados. Será criada uma nova ponte aérea ligando Lisboa a Madrid”, lê-se na mesma nota.

Além disso, a companhia aérea “lançará uma nova rota para Santiago de Compostela, e reforça outras ligações a Espanha, acrescentando voos diários entre Lisboa e as cidades de Barcelona (seis para sete diários), Bilbau, Valência e Málaga, todos de dois para três diários, e Sevilha (de três para quatro voos diários). Também Casablanca, a maior cidade de Marrocos, contará com mais uma frequência diária à saída de Lisboa, melhorando assim a conectividade com a rede intercontinental da TAP”, segundo o comunicado.

A companhia aérea planeia também reforçar os voos para Telavive, de um para dois diários, e passa “a voar para Moscovo com A321LR, permitindo corresponder às exigências de conforto dos passageiros que voam para aquele destino”, informou a empresa.

A TAP revelou ainda que irá suspender a operação no aeroporto de London City, “devido às incertezas de procura por parte dos clientes, associada ao ‘brexit’, e pelos resultados abaixo do esperado nesse mesmo mercado”.

As alterações para 2020 implicam o reforço da aposta nos EUA. “Duplicam as frequências diárias entre Lisboa-Nova Iorque (JFK), além do voo Lisboa-Newark (EWR) e do Porto-Newark (EWR), que passa a ser diário. Miami receberá dez voos por semana, em vez dos atuais sete. Também as novas rotas de Washington D.C. e Chicago passarão a contar com voos diários”, informou a companhia aérea.

No Brasil, a TAP irá usar o novo A321LR e contará com cinco voos semanais para Natal e Belém, em cada um dos destinos, face aos três atuais.

“Nos últimos dois anos, a TAP registou um crescimento assinalável do número de lugares oferecidos na sua rede. Em 2018, a companhia disponibilizou mais 12% de lugares e, em 2019, a capacidade oferecida já aumentou 9,3%. Em 2020, o enfoque será consolidar e crescer nas apostas que estão a ser mais bem-sucedidas”, explicou a TAP.

Anúncio

Aqui Perto

Justiça avalia se dono de stand em Vila do Conde forjou venda de carro que matou Angélico Vieira

Julgamento marcado para setembro

em

Foto: DR

O Tribunal de Matosinhos agendou para 10 de setembro um novo julgamento relacionado com o acidente fatal para o cantor Angélico Vieira, mais concretamente com a alegada falsificação do contrato de compra e venda do BMW 635 em seguia.

O Ministério Público de Aveiro decidiu que a morte de Angélico Vieira – ocorrida após acidente num troço da A1 em Estarreja, Aveiro, em junho de 2011 – ficaria sem qualquer responsabilização criminal, mas sucederam-se processos correlacionados com o caso, como este de Matosinhos, em que o dono de um stand da Póvoa de Varzim e a ex-mulher são suspeitos, nomeadamente, de forjarem o contrato de compra e venda do carro após o acidente.

Segundo o Ministério Público, os arguidos “quiseram afastar qualquer responsabilidade que pudesse recair sobre a sociedade pelo empréstimo do veículo sem seguro”.

Quiseram, ainda segundo a acusação, burlar a mãe do cantor, Filomena Angélico, ficando com outros carros que eram de facto do cantor, além do remanescente da venda de outra viatura de Angélico Vieira.

Em causa estão, por isso, os crimes de abuso de confiança qualificada e falsificação de documentos agravada, traduzidos na falsificação do contrato de compra e venda do BMW 635.

Apesar de arquivar o processo-crime principal relativo ao acidente, em novembro de 2016, o Ministério Público de Aveiro encontrou motivos para enviar ao congénere de Póvoa de Varzim/Vila do Conde uma certidão de declarações indiciadoras de que falsificaram a assinatura de Angélico Vieira num documento de venda do BMW 635D guiado pelo ator e cantor aquando do fatal acidente.

As suspeitas de falsificação foram lançadas pela própria mãe do antigo vocalista da banda D’Zrt em declarações no âmbito do processo para apuramento de eventuais responsabilidades criminais associadas ao acidente da madrugada de 25 de junho deste ano.

Filomena Angélico foi citada como tendo dito que as assinaturas apostas nos documentos referentes à aquisição do BMW 635D “não são do seu filho”.

O cantor e ator Angélico Vieira morreu no Hospital de Santo António, no Porto, dias após o acidente que ocorreu na A1, em Estarreja, em junho de 2011, provocando também a morte do passageiro Hélio Filipe e ferimentos nas ocupantes Armanda Leite e Hugo Pinto.

As autoridades concluíram que a viatura se despistou na sequência do rebentamento de um pneu, na altura em que o veículo seguia a uma velocidade entre 206,81 e 237,30 quilómetros horários e realçam que Angélico, assim como o outro passageiro da frente, seguiam com cinto de segurança.

Continuar a ler

Aqui Perto

Mondim de Basto: Assaltam edifício da Câmara e roubam dinheiro do cofre

GNR investiga

em

Foto: Divulgação / CM Mondim de Basto

A GNR está a investigar o assalto que ocorreu hoje na Câmara de Mondim de Basto, onde foi levada uma indeterminada quantia de dinheiro do cofre, disse fonte desta força policial.

O alerta foi dado durante a madrugada, pelos serviços de vigilância, e durante a manhã uma equipa do Núcleo de Investigação Criminal da GNR esteve no local a recolher indícios.

O presidente da autarquia, Humberto Cerqueira, disse que havia pouco dinheiro no cofre e lamentou os constrangimentos no normal funcionamento dos serviços durante a manhã.

O montante de apuro dos larápios não foi especificado.

Continuar a ler

Aqui Perto

Novo sismo na Galiza registado em Portugal

Na zona de Ourense

em

Foto: DR / Arquivo

Um novo sismo de magnitude 3,1 na escala de Richter abalou a região de Ourense, na Galiza, e foi registado na madrugada deste sábado nas estações da Rede Sísmica do Continente, em Portugal.

Não há a indicação de danos pessoais ou materiais. No entanto, o abalo foi sentido em diversas cidades da região, segundo os jornais da Galiza.

Segundo o IPMA, o sismo, com epicentro localizado a cerca de 14 quilómetros a Sudoeste de Ourense, e aproximadamente 40 quilómetros da fronteira com o Minho, foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente pelas 05:08.

Recorde-se que um outro sismo com a mesma magnitude foi registado naquela localidade em julho.

“Até à elaboração deste comunicado não foi recebida nenhuma informação confirmando que este sismo tenha sido sentido”, disse o instituto, em comunicado.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares