Seguir o O MINHO

Desporto

Tamila Holub consegue mínimos para os Jogos Olímpicos

Nos 1.500 metros

em

Foto: Divulgação / Arquivo

A nadadora portuguesa Tamila Holub conseguiu hoje, em Barcelona, os mínimos nos 1.500 metros livres para os Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Durante o Circuito Mare Nostrum – Trofeu Internacional Ciutat de Barcelona, a atleta do Sporting de Braga terminou em 16.20,51 minutos, recorde pessoal que supera em quase 12 segundos os 16.32,04 exigidos como mínimos A pelo Comité Olímpico Internacional.

Tamila Holub competiu nos 800 livres dos Jogos Rio2016.

Com este resultado, a jovem junta-se no lote de apurados lusos a Alexis Santos (200 estilos), Gabriel Lopes (200 estilos), Ana Catarina Monteiro (200 mariposa) e Diana Durães (1.500 livres).

Anúncio

Liga Europa

Liga Europa: FC Porto vence Young Boys com ‘bis’ de Soares

1.ª jornada

em

Foto: Divulgação

O FC Porto iniciou hoje a participação na fase de grupos da Liga Europa de futebol com um triunfo caseiro sobre os suíços do Young Boys, por 2-1, em jogo da primeira jornada do grupo G.

O avançado brasileiro Tiquinho Soares, com um ‘bis’, aos oito e 29 minutos, marcou os dois golos dos ‘dragões’, vencedores da competição em 2011, sendo que, pelo meio, o camaronês Jean Pierre Nsame tinha empatado o encontro, aos 15, de grande penalidade.

A formação comandada por Sérgio Conceição divide a liderança do grupo G com os escoceses do Rangers, que venceram por 1-0 o Feyenoord, equipa holandesa em que alinha o defesa português Edgar Ié.

Na segunda jornada da Liga Europa, em 03 de outubro, o FC Porto vai defrontar o Feyenoord, em Roterdão.

Continuar a ler

Liga Europa

Liga Europa: Braga vence em Inglaterra

Primeira jornada

em

Foto: Divulgação / SC Braga

O SC Braga venceu hoje o Wolverhamtpon, por 1-0, impondo-se em Inglaterra na primeira jornada da Liga Europa de futebol perante o favorito do Grupo K.

Um golo de Ricardo Horta, aos 71 minutos, valeu o triunfo à equipa minhota, que vinha de duas derrotas seguidas no campeonato português, com Benfica (4-0) e Vitória de Setúbal (1-0), e sai do estádio Molineux com um importante triunfo.

Finalista da Liga Europa em 2011, então derrotado pelo FC Porto, o Sporting de Braga soma três pontos, tantos quantos o Slovan Bratislava, que bateu em casa os turcos do Besiktas, por 4-2, e comanda o grupo. O Wolverhamtpon, orientado pelo português Nuno Espírito Santo, parte sem pontos para a segunda jornada.

No dia 03 de outubro, o conjunto minhoto recebe o Slovan Brastislava e os ingleses visitam o Besiktas.

Continuar a ler

Liga Europa

“Foi nítido que o Vitória poderia ter ganhado o jogo”

Liga Europa

em

Foto: DR / Arquivo

Declarações após o jogo Standard de Liège-Vitória SC (2-0), da primeira jornada do Grupo F da Liga Europa de futebol, disputado hoje em Liège, na Bélgica:

Michel Preud’homme (treinador do Standard de Liège): “Sabíamos que ia ser difícil [vencer]. O Vitória demonstrou ser uma equipa de grande qualidade e organização, tendo alguns jogadores com técnica. Faltou-nos procurar mais o golo, mas, a nível tático, fizemos o nosso trabalho com concentração.

Respeitámos o Vitória. Não íamos atacar de qualquer forma. Foi uma vitória importante num jogo difícil. A missão foi cumprida”.

Ivo Vieira (treinador do Vitória SC): “Não estou satisfeito como resultado. Não fomos eficientes no último terço para fazer golos e sofremos dois. Acabámos por perder. O resultado não vai ao encontro do que procurávamos, mas temos de continuar a crescer nestas competições, tanto atletas, como treinador.

Temos de valorizar a postura da equipa e o comportamento dos jogadores. Quiseram discutir o jogo. Em muitos momentos, controlámos. Não é um lance [autogolo de Florent] que vai ditar o comportamento da equipa. Quando as coisas não nos correm de feição, tendemos a apontar responsabilidades e a fugir às nossas. O responsável [pela derrota] sou eu. Tentámos apresentar a concentração, a dedicação e a alegria com que trabalhamos durante a semana e isso viu-se.

Foi nítido que o Vitória poderia ter ganhado o jogo. Sem considerar muito relevante a posse de bola, tivemos mais controlo atacante, mas faltou-nos ver um pouco mais a baliza. Não há frustração. [Os atletas] vieram jogar com personalidade, contra um adversário com historial mais vasto nestas competições. Temos de repetir mais vezes as presenças a este nível”.

Continuar a ler

Populares