Seguir o O MINHO

Braga

Suspeitos de matar empresário de Braga vão continuar presos

em

O Supremo Tribunal de Justiça indeferiu esta quarta-feira o pedido de habeas corpus de cinco dos sete arguidos acusados pelo rapto e morte de um empresário de Braga e de o dissolver em ácido sulfúrico, em março de 2016.

Emanuel Paulino, conhecido por “Bruxo da Areosa”, Adolfo Bourbon, Luís Filipe Monteiro, Francisco Bourboun e Rafael Silva, que se encontram em prisão preventiva, pedir a libertação imediata, a qual foi rejeitada por aquele Tribunal, que considerou que os pedidos não tinham fundamento.

Na sequência do adiamento do início do julgamento, onde dois interrogatórios foram considerados nulos, aqueles cinco arguidos alegavam estar em prisão preventiva há mais tempo do que é permitido, na fase de instrução.

O Supremo Tribunal considerou que, ainda que os dois interrogatórios tenham sido considerados nulos, tal não faz deles inexistentes, pelo que a prisão preventiva ainda não terá excedido tais prazos.

Os arguidos estão acusados de associação criminosa, furto qualificado, sequestro, homicídio qualificado, falsificação de documentos, incêndio e profanação de cadáver.

Os crimes aconteceram em março de 2016, quando João Paulo de Araújo Fernandes, de 41 anos, foi raptado à frente da filha, com oito anos, em Braga, e morto por estrangulamento num armazém de Valongo, sendo o corpo dissolvido em ácido sulfúrico, noutro armazém, em Baguim do Monte.

A família do empresário de Braga raptado e assassinado, exige uma indemnização superior a um milhão e meio de euros, sendo que mais de uma milhão é o montante pedido pela filha, agora com nove anos, através da mãe. Fernando Martins Fernandes e Maria das Dores de Araújo Paredinha Fernandes, pais da vítima, pretendem ser ressarcidos com 600 mil euros, por danos morais e patrimoniais causados.

João Paulo de Araujo Fernandes, vítima mortal. DR

João Paulo de Araújo Fernandes, empresário da construção civil emigrado em França, foi abordado por dois homens encapuzados, à porta de casa, em Lamaçães, na noite de 11 de março de 2016, tendo sido agredido e forçado a entrar num automóvel, onde foi levado. A vítima estava acompanhada pela filha, então com oito anos, tendo esta pedido socorro numa farmácia ali localizada. Posteriormente, o corpo do empresário terá sido posteriormente dissolvido em 500 litros de ácido sulfúrico.

“Abordaram o empresário por volta das 20:30 horas, meteram-no no interior de um dos veículos automóveis e levaram-no para um armazém, em Valongo, onde o mataram por estrangulamento, acabando por dissolver o cadáver em quinhentos litros de ácido sulfúrico, já noutro armazém, sito em Baguim do Monte”, lê-se num comunicado da Procuradoria-Geral da República, de novembro de 2016.

Pedro Grancho Bourbon, advogado de Braga, está acusado de vários crimes. DR

Pedro e Manuel Grancho Bourbon, advogados e irmãos, Adolfo Bourbon, Emanuel Marques Paulino, Rafael Silva, segurança conhecido por Neil, Luís Filipe Monteiro, gerente comercial, e Hélder Moreira, mediador de seguros que já se mostrou “arrependido” e que desde então tem colaborado com a Polícia Judiciária, vão ser julgados pelos crimes de associação criminosa, furto qualificado, falsificação ou contrafação de documentos, sequestro, homicídio qualificado, profanação de cadáver e incêndio. Três daqueles arguidos vão ainda responder pelo crime de detenção de arma proibida.

De acordo com a acusação, aqueles sete arguidos “organizaram-se entre si, criando uma estrutura humana e logística, com o propósito de sequestrar um empresário de Braga, de o matar e de fazer desaparecer o seu cadáver”.

Emanuel Marques Paulino, conhecido por “Bruxo da Areosa”, seria um dos principais beneficiados com o crime, a par do advogado Pedro Grancho Bourbon. DR

Com isso, pretendiam “impedir de reverter um estratagema” mediante o qual uma parte do património dos pais da vítima, avaliada em cerca de dois milhões de euros, fora passado para a sociedade Monahome, controlada pelo advogado Pedro Grancho Bourbon e o “Bruxo da Areosa”, e que nenhum dos dois tencionava devolver à família.

Inicialmente, o plano seria esconder duas dezenas de imóveis do alcance dos credores dos pais do empresário, durante um “período de segurança” de cinco anos, alegadamente com a finalidade de evitar o pagamento de 300 mil euros a fornecedores e aos trabalhadores das empresas Fernando M Fernandes e a InMetro, propriedade daquela família.

Anúncio

Braga

Sapadores de Braga resgatam três trotinetas no rio Este

Foram deixadas numa rua próxima

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os Bombeiros Sapadores de Braga foram chamados, ao início da tarde deste sábado, para retirar três trotinetas do rio Este, por baixo da rua Bernardo Sequeira.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

As trotinetas, da empresa Circ, já estariam há algum tempo debaixo da ponte, até serem avistadas durante este sábado.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Como não conseguiram contactar a empresa, os bombeiros deixaram as trotinetas numa rua próxima.

Braga: Trotinetas vieram para ficar e vão chegar ao interior da UMinho

A PSP tomou conta da ocorrência

Continuar a ler

Braga

Homem de 42 anos em estado grave após queda em obra no Gerês

Enquanto trabalhava

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Um homem, de 42 anos, ficou ferido na sequência de uma queda em altura de uma obra, a meio da tarde deste sábado, na vila do Gerês, freguesia de Vilar da Veiga, concelho de Terras de Bouro, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

De acordo com o Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga, a vítima apresentava ferimentos graves, tendo sido acionado um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica para helitransportar o homem para o Hospital de Braga.

No local estiveram os Bombeiros de Terras de Bouro para prestar primeiro auxílio à vítima, que terá caído por acidente, quando efetuava trabalhos de construção.

O alerta foi dado pelas 15.38. A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Dream Music Fest traz Calum Scott, Gavin James e Carolina Deslandes a Braga

Altice Forum Braga

em

Foto: Divulgação

Uma “chuva de estrelas” vai fazer brilhar a noite de Braga, no próximo dia 14 de dezembro. Neste dia realiza-se a 1.ª edição do Dream Music Fest, que vai juntar três grandes nomes da música nacional e internacional. Calum Scott e Gavin James vão atuar no Pavilhão do Altice Forum Braga e a eles junta-se a voz doce e inconfundível de Carolina Deslandes.

Com este espetáculo, o Altice Forum Braga assume-se cada vez mais como um dos maiores palcos portugueses para a realização de grandes concertos e espetáculos, com dimensão internacional. Os interessados em adquirir os bilhetes para este espetáculo poderão fazê-lo nas bilheteiras do Altice Forum Braga ou através da Ticketline.

Ainda no campo dos espetáculos, a agenda fica também marcada, já este fim de semana, pela realização do “You Love Dance – Braga Dance Festival”. Trata-se de um festival internacional que tem como objetivo descobrir, divulgar e apoiar jovens talentos na área da Dança e que irá ter lugar no Grande Auditório do Altice Forum Braga nos dias 7 e 8 de dezembro. Vocacionado para jovens bailarinos entre os 6 e os 23 anos de idade, o You Love Dance quer assumir-se como uma plataforma ativa no desenvolvimento artístico e pedagógico dos jovens bailarinos. Mais informações disponíveis aqui.

Destaque também para um evento diferente: A Augusta’19 – Convenção Internacional do Jogo. Trata-se de uma iniciativa que terá lugar no Centro de Congressos do Altice Forum Braga, entre os dias 13 e 15 de dezembro, e que é promovida Associação Cidade Curiosa e pela Câmara Municipal de Braga.

Neste evento estarão disponíveis centenas de Jogos, Formações, Workshops, Debates, Roll-play, Torneios, Demos, Protótipos, Stream’s e, sobretudo, muito convívio e diversão. O objetivo é mostrar o Jogo em toda a sua plenitude e vertentes: Lúdica, educativa, cultural, social, inclusiva, empreendedora e criativa. De participação gratuita, os interessados poderão obter mais informações sobre esta convenção aqui.

Os fãs de Stand Up Comedy não devem faltar ao espetáculo de Beatriz Gosta “Quem acredita vai”. Marcado para dia 13 de dezembro, no Grande Auditório do Altice Forum Braga, este espetáculo tem como personagem principal a Beatriz Gosta, uma personagem de ficção, que desde 2015 dá vida a um vídeo blog quinzenal e que chega agora ao palco em formato de Stand Up. Trata-se de uma mulher de 36 anos, aventureira e dona do seu nariz, que conta histórias sem filtro, tabus moralistas ou falsos pudores e que vai dando dicas úteis para causar sensação nesta vida mundana. Os interessados em assistir a este espetáculo poderão adquirir os seus bilhetes nas bilheteiras do Altice Forum Braga ou através da TicketLine.

Continuar a ler

Populares