Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Suspeita de tráfico de armas motivou buscas da PJ em navio russo atracado em Viana

Alexander Tvardovskiy

em

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

O navio russo atracado em Viana do Castelo foi alvo de buscas da Polícia Judiciária devido a suspeitas de tráfico de armas e explosivos. A operação foi ontem desencadeada após alerta das autoridades internacionais.

Inspetores da Polícia Judiciária (PJ) com a ajuda de cães farejadores da PSP passaram o navio a “pente fino” mas não encontraram nada de anormal, adianta o Jornal de Notícias (JN).

Como O MINHO noticiou, a PJ fez ontem buscas num navio mercante de pavilhão russo atracado no porto de mar de Viana do Castel – o Alexander Tvardovskiy.

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

O navio atracou no porto comercial de Viana do Castelo para descarregar material na segunda-feira.

Segundo o ‘site’ ‘Marine Traffic’, especializado em acompanhamento de rotas de navios, o cargueiro, construído em 1996 (tem 25 anos) e que navega sob a bandeira da Rússia, zarpara de Gibraltar (na costa sul de Espanha) no sábado.
Desde então que estaria a ser vigiado.

Fonte policial confirmou que o navio chegou na segunda-feira ao porto de Viana do Castelo para descarregar “escórias de cinzas”, acrescentando que o cargueiro também esteve, anteriormente, atracado num porto na Turquia.

A operação contou com a participação do Grupo Cinotécnico da Unidade Especial de Polícia da PSP.

O Alexander Tvardovskiy já esteve envolvido em dois incidentes, o primeiro dos quais em 2102 quando embateu em duas embarcações, em Inglaterra, ao manobrar com uma avaria no leme, dá conta o JN.

Em 2019, quando navegava com pavilhão das Ilhas Cook, seria retido num porto escocês, depois de terem sido detetadas várias deficiências de segurança e por falta de pagamentos dos salários aos tripulantes.

Populares