Seguir o O MINHO

Alto Minho

Supressão de comboio regional entre Valença e Viana gera contestação

CP anunciou nova oferta na Linha do Minho

em

Foto: Chico Pereira / www.trainlogistic.com

Os novos horários da CP para a Linha do Minho, já com comboios elétricos, entram em funcionamento na segunda-feira, tendo como novidade o intercidades entre Valença e Lisboa. Mas, em contrapartida, foi suprimido o comboio regional n.3202, que sai de Valença às 06:23, o que está a gerar indignação entre os utilizadores, uma vez que este é usado por muitas pessoas para se deslocarem para o trabalho e para o Hospital em Viana do Castelo.

“Suprimem o Regional que sai as 06:23 de Valença para colocar um intercidades, deixando as populações entre as estações principais sem comboio para ir trabalhar, exemplo a freguesia de São Pedro da Torre. E dos 4,65 euros que se pagava de Valença a Viana no regional, o intercidades vai custar 12,15 euros! E no lugar de se chegar a Viana as 7:24 chega-se as 7:23”, denuncia um cidadão.

Um morador em São Pedro da Torre diz também a O MINHO que “várias pessoas” usam aquele Regional “não só no trajeto São Pedro – Carvalha, mas também para Viana”.

Em declarações a O MINHO, António Dias, presidente da Junta de São Pedro da Torre, assinala que já recebeu queixas da população e que já fez chegar à CP uma reclamação mostrando o “grande desagrado com esta alteração”.

“Denota mesmo que a CP não teve o melhor dos cuidados na análise da alteração destes horários. Porque se tivessem ouvido os seus colaboradores locais e regionais, isto não teria acontecido desta forma”, reforça o autarca, também candidato à Câmara de Valença pelo Movimento Nós Cidadãos, depois de se ter demitido da concelhia do PS, acusando a distrital de “impor” o candidato àquela autarquia.

António Dia salienta que além de São Pedro da Torre, que tem uma estação, o regional servia “servia um conjunto alargado de pessoas” de outras localidades.

“As pessoas servem-se do comboio para irem para os seus postos de trabalho e para chegarem atempadamente às consultas no hospital distrital de Viana do Castelo, não tendo este comboio regional vai ter dificuldade porque o seguinte é no final da manhã [11:40]”, salienta.

Falando de “discriminação negativa para as nossas gentes”, o autarca já pediu à CP “que fizesse uma melhor avaliação sobre a situação e que repusesse esse comboio, ainda que isso implicação um postecipar do intercidades”.

“O intercidades nesta situação não responde aos problemas das nossas gentes”, acrescenta, notando que quem o quiser utilizar para ir a Viana tem que o ir colher a Valença.

“A CP acaba aqui por empurrar as pessoas para transportes alternativos como sejam os autocarros. Sendo um serviço de empresa pública, perde qualidade e resposta aos seus utentes”, considera o candidato independente à Câmara, esperando que “o bom senso da CP prevaleça” e acolha as recomendações da autarquia.

Com os novos horários, o regional n.º 3200 que partida de Valença às 05:33 passa a sair às 05:55. No entanto, este não pára em localidades como Carvalha, Gondarém, Seixas e Sra. da Agonia.

O intercidades vai arrancar de Valença às 06:48 com chegada a Viana às 07:23.

“Redução de tempos de trajeto”

A CP anunciou hoje a nova oferta da Linha do Minho caracterizada por “uma redução de tempos de trajeto, por uma maior comodidade nas viagens e pela eliminação de transbordos, permitindo uma prestação de serviço mais eficiente, em toda a extensão da linha”.

Como “principais alterações”, a CP elenca o prolongamento dos atuais Intercidades, de Viana do Castelo a Valença; introdução de 2 novos Interregionais (1 por sentido) entre Coimbra B e Valença; eliminação do transbordo em Viana do Castelo, no troço Nine/Valença; reforço da oferta de comboios regionais entre Viana do Castelo e Valença ao fim de semana.

“O novo modelo de oferta procura dar resposta às necessidades de mobilidade da população, numa zona do país caraterizada por uma intensa atividade económica e por vários polos de ensino, secundário e superior”, conclui o comunicado da CP.

Populares