Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Solar em Ponte de Lima é uma das maiores doações feitas à Fundação Champalimaud e já tem destino

em

Foto: Divulgação

A Casa de Pormachão, emblemático solar minhoto localizado na freguesia de Arcozelo, em Ponte de Lima, foi doada à Fundação Champalimaud e será utilizada como centro internacional de encontros e retiros científicos. A notícia, avançada pelo semanário “Expresso”, revela ainda que, uma das novidades previstas, já a partir de janeiro, é a realização de “encontros improváveis, que juntarão cientistas e intelectuais de diferentes áreas, como medicina e arte, ou biologia e música”.


O solar, que foi construído no século XV e que, em 1775, sofreu “melhoramentos significativos”, nomeadamente com a construção de uma capela barroca, era propriedade de Frederico Luís de Albuquerque Vilhena Villar, que faleceu recentemente, e é uma das mais valiosas doações feitas àquela fundação, criada por António Champalimaud.

Em 2016, foi assinado um auto de entrega do Arquivo da Casa de Pormachão ao Arquivo Municipal de Ponte de Lima, que ficou com a custódia de um total de 13.939 documentos, datados dos séculos XVII e XVIII, constituídos por correspondência recebida e escrituras de arrendamento.

O solar encontrava-se na mão da mesma família – Malheiro Reimão – desde a sua fundação, tendo sido António Gonçalves Reimão o primeiro Senhor da Casa, segundo revela a autarquia limiana, numa nota divulgada no seu sítio na Internet, por altura da assinatura daquela auto de entrega, em regime de depósito.

A Casa de Pormachão encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público desde 2002.

 

Anúncio

Alto Minho

Fotografia: Carro abandonado na EN 202 já é parte da paisagem em Ponte de Lima

Uma viatura automóvel abandonada à face da EN 202, em Ponte de Lima, já é parte integrante da paisagem verde da freguesia de Brandara. Imperceptível a quem passa na estrada, é possível ver ainda parte do carro descoberta para quem entra na Rua das Barrosas. Segundo a lei, é competência da autarquia a remoção da viatura seguindo o artigo 165 do código da estrada (presunção de abandono). Fotografia: Armando Carriça / O MINHO

em

Uma viatura automóvel abandonada à face da EN 202, em Ponte de Lima, já é parte integrante da paisagem verde da freguesia de Brandara. Imperceptível a quem passa na estrada, é possível ver ainda parte do carro descoberta para quem entra na Rua das Barrosas. Segundo a lei, é competência da autarquia a remoção da viatura seguindo o artigo 165 do código da estrada (presunção de abandono). Fotografia: Armando Carriça / O MINHO

Continuar a ler

Alto Minho

Mulher ferida após capotamento na A27, em Ponte de Lima

Acidente

em

Foto: Arquivo / O MINHO

Uma mulher, cuja idade não foi possível apurar, sofreu ferimentos na sequência de um despiste, seguido de capotamento, na A27, em Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A vítima, condutora da viatura ligeira, seguia no sentido Refoios de Lima-Viana do Castelo quando, por motivos ainda por apurar, entrou em despiste perto do nó de Arcozelo, acabando por capotar a viatura.

Para o local foram mobilizados os Bombeiros de Ponte de Lima com uma viatura de desencarceramento e uma ambulância.

“À nossa chegada, a vítima já tinha saído da viatura pelos próprios meios, não havendo necessidade de desencarcerar”, disse a mesma fonte.

A mulher foi transportada para o Hospital de Viana do Castelo com ferimentos considerados “ligeiros”.

O alerta foi dado cerca das 10:35 horas.

O destacamento de trânsito da GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Alto Minho

Fotografia: Fernando Pimenta, a maior esperança olímpica, andou a apanhar batatas

Fernando Pimenta, a maior esperança nacional para os próximos Jogos Olímpicos, regressou aos tempos de infância e dedicou-se à apanha da batata em Ponte de Lima. “De volta onde fui muito feliz, onde tirei e aprendi muitas lições de vida com os meus avós. Cada vez mais dou valor a esses momentos”, escreveu o campeão mundial nas redes sociais: Foto: Instagram

em

Foto: Instagram de Fernando Pimenta

Fernando Pimenta, a maior esperança nacional para os próximos Jogos Olímpicos, regressou aos tempos de infância e dedicou-se à apanha da batata em Ponte de Lima. “De volta onde fui muito feliz, onde tirei e aprendi muitas lições de vida com os meus avós. Cada vez mais dou valor a esses momentos”, escreveu o campeão mundial nas redes sociais: Foto: Instagram

Continuar a ler

Populares