Seguir o O MINHO

Braga

Sob a mira dos ‘snipers’, Rei de Espanha e Marcelo caminharam em segurança por Braga

XV Encontro COTEC Europa

em

Foto: O MINHO

Marcelo Rebelo de Sousa, o Rei de Espanha, Filipe VI, e o Presidente de Itália, Sergio Mattarella, percorreram sempre a pé, no centro da cidade de Braga, esta quarta-feira, todo o percurso do Theatro Circo ao Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho, a fim de almoçar, após o XV Encontro COTEC Europa, que decorreu na capital do Minho.

O esquema de segurança, que foi adotado pelo Comando Distrital de Braga da Polícia de Segurança Pública, teve o reforço de várias valências da sua Unidade Especial de Polícia (UEP), sediada em Lisboa, incluindo ‘snipers’, que foram tomando posições estratégicas já no interior do Theatro Circo, bem como em pontos chaves na Avenida da Liberdade, além do edifício da Reitoria da Universidade do Minho e outros locais onde não eram visíveis.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Graças às sinergias entre a PSP de Braga e a Unidade Especial de Polícia, foi possível uma exemplar estratégia de segurança dinâmica em que eram visíveis muito menos agentes do que aqueles realmente estavam no terreno, parte dos quais de prevenção, outros à civil, não dando a imagem de uma cidade fortemente policiada. A forma discreta de atuação foi a “arma secreta” que contribuiu para o êxito da iniciativa, onde não houve qualquer percalço, nem um único incidente, ou sequer um mal entendido.

Foto: O MINHO

O Comando Distrital de Braga da PSP, que ultimamente tem vindo a modernizar-se, com equipamentos e meios informatizados de atuação, desde uma Loja Policial do Cidadão, a par do novo Centro de Comando e Controlo Operacional (na senda da antiga Central de Rádio), bem como com o reforço de mais operacionais, assegurou assim uma tarefa com grande responsabilidade e delicadeza, em que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu dois outros chefes de Estado, de Espanha e de Itália, ambos “sensíveis”, num período com conflito mundial aberto e centrado na invasão a Rússia sobre a Ucrânia.

Unidade Especial de Polícia faz 14 anos

A UEP da PSP está vocacionada para as operações de manutenção e restabelecimento da ordem pública, resolução e gestão de incidentes críticos, intervenção tática em situações de violência concertada e de elevada perigosidade, complexidade e risco, segurança de instalações sensíveis e de grandes eventos, segurança pessoal dos membros dos órgãos de soberania e de altas entidades, como sucedeu em Braga.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Além disso, também está vocacionada para inativação de explosivos e segurança em subsolo e aprontamento e projeção de forças para missões internacionais, integrado ao todo cinco subunidades operacionais, como o Corpo de Intervenção, Grupo de Operações Especiais, Corpo de Segurança Pessoal, Centro de Inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo e Grupo Operacional Cinotécnico.

Está aquartelada na Quinta das Águas Livres, na localidade de Belas, do concelho de Sintra, nos arredores de Lisboa, onde esta quinta-feira decorrerão as cerimónias 14.º aniversário, com a presença do novo ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, cabeça de lista do PS por Braga.

Populares