SNS24 atendeu mais do dobro de chamadas no 1.º trimestre face a 2020

Covid-19
Foto: DR / Arquivo

A Linha SNS24 atendeu nos primeiros três meses deste ano mais de 1,6 milhões de chamadas, mais do dobro do verificado em igual período de 2020, disse à agência Lusa o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

No primeiro trimestre de 2020, que inclui o mês de março, quando começou a pandemia em Portugal, foram atendidas cerca de 700 mil chamadas.

Segundo Luís Goes Pinheiro, o número de chamadas no primeiro trimestre de 2021 para a Linha SNS24 ultrapassa “largamente todo o ano de 2019” em que foram atendidas 1.485.000 chamadas.

Em janeiro deste ano, a Linha SNS recebeu quase 1.100.000 chamadas e em março atendeu cerca de 180 mil.

“Estamos como números cinco vezes abaixo daqueles que tínhamos em janeiro”, observou, salientando que a linha com a pandemia ganhou uma flexibilidade que não tinha “de se adaptar à procura, mantendo o nível de serviço tendencialmente sempre bom ou muito bom, apesar das flutuações bruscas de procura”.

Neste momento, a Linha SNS 24 está também a emitir requisições para os contactos de baixo risco, “uma mudança relativamente recente e que veio em resposta à nova estratégia no que respeita à testagem”.

Para Luís Goes Pinheiro, o SNS 24 – Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde “foi e continua a ser uma peça absolutamente crucial em toda a pandemia”.

“Não só porque permitiu encaminhar as pessoas, casos suspeitos ou casos suspeitos de contacto com pessoas com covid-19, como durante a maior parte do tempo emitiu requisições para testes à covid-19”, afirmou.

Ao longo da pandemia, emitiu 86.790 requisições para a realização de testes e cerca de 950 mil declarações provisórias de isolamento profilático.

Em 2020, atendeu mais de quatro milhões de chamadas, às quais se somam agora mais 1,6 milhões, adiantou o responsável, considerando que, com estes números, “fica bem demonstrado a importância do SNS 24 durante a pandemia”.

“Foi uma porta sempre aberta para todos aqueles que procuraram (…) um acesso ao Serviço Nacional de Saúde e designadamente, em períodos em que a mobilidade foi fortemente desincentivada, haver um canal telefónico acessível a partir de qualquer ponto, com profissionais de saúde qualificados que fazem a triagem às pessoas em função dos seus sintomas e as encaminham para os cuidados de saúde mais adequados”, salientou.

O presidente da SPMS considerou que este serviço tem sido “absolutamente crucial”, mas disse que o que se pretende é que “continue a ser usada e não se cinja à covid-19”.

“Tendo compreendido que o SNS 24 tem esta capacidade e têm estes profissionais altamente qualificados e disponíveis”, as pessoas devem lembrar-se de ligar para o SNS 24 (808 24 24 24) sempre que considerarem que carecem de cuidados de saúde antes de se deslocarem, por exemplo, a um serviço de urgência.

A pandemia de covid-19 provocou 16.848 mortes em Portugal dos 821.722 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Linha de Aconselhamento Psicológico atendeu 75 mil chamadas num ano

Próximo Artigo

GNR da Póvoa de Lanhoso desmantela esquema de burla por empréstimos através da 'net'

Artigos Relacionados
x