Setor automóvel decisivo para neutralidade carbónica

Foto: Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, presidiu hoje em Tramagal, Abrantes, ao início da produção do novo eCanter – veículo 100% elétrico da Mitsubishi Fuso -, num setor que declarou “decisivo” para o objetivo de atingir a neutralidade carbónica em 2050.

“Quero felicitar a Fuso Canter por estes dois momentos muito importantes, por um lado a produção de 250 mil viaturas e, por outro lado, assinalarem este momento com a produção de uma nova viatura, 100% elétrica, e em que a fábrica do Tramagal vai ser o local de produção para toda a Europa do eCanter 100% elétrico”, afirmou António Costa, tendo feito notar a necessidade de responder aos desafios das alterações climáticas e da transição energética.

O primeiro-ministro lembrou que “70%, das emissões de carbono” resultam da mobilidade, sendo que o “setor da indústria automóvel é da maior importância e é decisivo” para que, tal como acontece agora no Tramagal, distrito de Santarém, o país se adapte “aos novos desafios (…)”.

“Para atingirmos a neutralidade carbónica em 2050 não basta esperarmos que o tempo passe, é preciso tomarmos hoje as decisões e fazer hoje o que é necessário para que as nossas sociedades sejam neutrais em carbono em 2050”, afirmou Costa, tendo sublinhado que hoje, em Tramagal, é dado “um passo da maior importância para esse objetivo”, ao começar-se “a produzir o primeiro eCanter 100% elétrico”.

O novo eCanter terá apenas dois centros de produção a nível mundial, a fábrica do Tramagal e a de Kawasaki, no Japão, tendo o governante marcado presença no momento em que a fábrica da Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE) assinalou a meta de produção de 250 mil veículos Canter, modelo fabricado desde 1980 naquela unidade fabril, dia que marcou também o início da produção da nova geração da Fuso eCanter.

“São dois momentos históricos, muito importantes, e que mostram bem todo o potencial desta unidade fabril”, relevou António Costa, tendo destacado a “longa tradição de colaboração na área industrial entre Portugal e a Alemanha e a industrial automóvel japonesa”.

O programa do evento contemplou uma visita à fábrica e à unidade de produção do eCanter, e contou com a presença e intervenções de Karl Deppen, CEO da Mitsubishi Fuso Truck and Bus Corporation (MFTBC), de Arne Barden, CEO da Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE), do primeiro-ministro António Costa, e do secretário de Estado da Economia, Pedro Cilínio.

A fábrica de Tramagal emprega, atualmente, 530 trabalhadores, de sete nações diferentes, assumindo-se como a maior empregadora da região.

A partir de Portugal, os veículos produzidos viajam até 32 países europeus, assim como para Marrocos, sendo a Mitsubishi FUSO Truck Europe o terceiro maior fabricante de veículos automóveis a nível nacional.

A Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE) emprega hoje 530 trabalhadores e fechou o ano de 2022 com uma produção que ultrapassou as 10.000 unidades dos modelos Canter e eCanter, e uma faturação de 270 milhões de euros.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Costa acusa Cavaco de estar a alimentar “frenesim” da direita para crise política artificial

Próximo Artigo

Judiciária inicia buscas relacionadas com Madeleine McCann na barragem do Arade

Artigos Relacionados
x