Seguir o O MINHO

Futebol

Sérgio Conceição volta a perder nos penáltis, como aconteceu quando treinava o SC Braga

Maldição contra o Sporting

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, não conseguiu contrariar a tendência, e à terceira tentativa voltou a perder uma taça frente ao Sporting nas grandes penalidades, a segunda no Estádio Nacional.

Depois de ter perdido uma anterior Taça de Portugal, quando ainda treinava o SC Braga, e uma Taça da Liga, já ao serviço do FC Porto, o treinador voltou hoje a ‘cair’ na marca dos 11 metros, e sempre frente ao mesmo rival, o Sporting.

No percurso do treinador dos ‘dragões’ estão também duas meias-finais, uma da Taça da Liga e outra da Taça de Portugal, perdidas no desempate por grandes penalidades, na última época e igualmente com os ‘leões’.

Em 2014/15, quando representava o SC Braga, Sérgio Conceição, perdeu na final da Taça de Portugal com o Sporting, num jogo que os bracarenses estiveram a vencer por 2-0, e os ‘leões’ igualaram já nos descontos, por Montero, aos 90+3.

No final dessa época, Conceição deixou o SC Braga e rumou ao Vitória SC, ainda antes treinar uma época os franceses do Nantes, até regressar em 2017/18 a Portugal para assumir o FC Porto, no qual voltou a estar nas grandes decisões.

E foi já pelos ‘dragões’ que os ‘clássicos’ foram uma realidade, não só no campeonato, mas também nas Taças, com a ‘sorte’ a colocar o FC Porto e Sporting frente a frente, uma vez numa final, já este ano na Taça da Liga, e as outras em meias-finais.

Na sua época de estreia nos portistas, em 2017/18, o técnico foi primeiro afastado nas meias-finais da Taça da Liga disputadas em Braga, ao empatar com o Sporting sem golos e perder nos penáltis (4-3), e depois nas ‘meias’ da Taça de Portugal, com a eliminatória, a duas mãos, a ser igualada no segundo jogo (1-0 no Dragão e em Alvalade, com 5-4 no desempate).

Derrotas que abriram o caminho para duas finais do Sporting, treinado por Jorge Jesus, com os ‘leões’ a conquistarem a Taça da Liga frente ao Vitória de Setúbal (1-1, 5-4 nos penáltis), e a perderem na final da Taça de Portugal com o Desportivo das Aves (2-1).

Já esta temporada, Sérgio Conceição teve a sua segunda final frente ao Sporting – e o quarto jogo com necessidade de desempate por penalidades – e, uma vez mais, voltou a ver a sua equipa a perder, numa inédita final da Taça da Liga, disputada em Braga.

Fernando Andrade tinha marcado para os ‘dragões’, mas, tal como na primeira final de Conceição, o Sporting ‘forçou’ os penáltis ao marcar já nos descontos, agora por Bas Dost (90+3).

Hoje, no Jamor, foi Sérgio Conceição que viu o FC Porto arrancar a igualdade a 2-2 nos descontos do prolongamento, num cabeceamento de Felipe (120+1 minutos), mas nos penáltis, já depois de terem sido marcados os cinco primeiros, com duas bolas na trave para cada lado, Fernando Andrade viu Renan defender, e Luiz Phellype fez o 5-4.

Anúncio

Futebol

Rui Fonte assinou até 2022: “Estou contente, não só eu, mas a minha família também”

Avançado regressa a Braga

em

Foto: Facebook de SC Braga

O SC Braga, da I Liga de futebol, oficializou hoje a contratação do avançado Rui Fonte, um regresso ao clube, por três temporadas.

Rui Fonte, de 29 anos, chega dos ingleses do Fulham, que, na época passada, emprestaram o jogador ao Lille, vice-campeão de França.

O avançado jogou duas épocas no SC Braga (2015/16 e 2016/17) e no início de 2017/18, tendo saído para o clube londrino ainda em agosto de 2017.

“É sempre especial, o regresso seria sempre um desejo, proporcionou-se antes do que imaginava e estou contente, não só eu, mas a minha família também, porque voltamos a um sítio onde nos sentimos muito bem”, afirmou o jogador ao sítio do clube.

O avançado prometeu dar o “máximo sempre em cada jogo a tentar representar da melhor maneira o clube” e tentar fazer “o máximo de golos possível” e assistências.

Continuar a ler

Futebol

Rui Faria entra com o pé direito no campeonato do Qatar

Treinador de Balugães no Médio Oriente

em

Foto: DR

O Al Duhail, treinado pelo barcelense Rui Faria, venceu hoje em casa do Qatar SC 2-1, com dois golos nos últimos minutos que consumaram a reviravolta no resultado, na primeira jornada do campeonato de futebol do Qatar.

A equipa da casa foi a primeira a marcar, aos 60 minutos, por Júnior Kabananga, mas a equipa de Rui Faria deu a volta ao resultado na ponta final da partida, aos 88 e 90+2 minutos, por Yousef Mskani e Ali Almoez, respetivamente.

Com esta vitória, o Al-Duhail é, provisoriamente, segundo classificado com três pontos, os mesmos do líder Al Saad, que venceu hoje o Al Wakra por 4-1.

Continuar a ler

Futebol

Vídeo mostra cântico de ódio de adeptos do Boavista com alusão à morte da mãe de Rochinha

Antes de jogo com o Vitória, no passado domingo, em Guimarães

em

Os adeptos do Boavista FC dirigiram cânticos de ódio ao futebolista Rochinha, antes o jogo da segunda jornada da I Liga portuguesa, entre o clube portuense e o Vitória, disputado no domingo, em Guimarães.

Num vídeo divulgado nas redes sociais, ouvem-se algumas destas pessoas a cantar uma música com letra imprópria dirigida ao jogador vitoriano, que, em janeiro, deixou os boavisteiros, situação que, de acordo com vários relatos, se manteve já dentro do estádio, durante a partida.

Atenção: Vídeo com linguagem imprópria

“A p*** da tua mãe, Rochinha. A p*** da tua mãe, Rochinha. Antes a tua do que a minha”, ouviu-se em vários momentos.

Recorde-se que, em fevereiro, o médio de 23 anos, natural de Espinho, perdeu a mãe, que morreu vítima de doença.

O caso levou a que o Sindicato de Jogadores de Futebol viesse, esta quarta-feira, condenar a situação.

“O Sindicato dos Jogadores teve conhecimento de que ao longo do último jogo entre o Vitória Sport Clube e o Boavista Futebol Clube, o jogador e associado Rochinha foi alvo de um conjunto de insultos por adeptos da equipa adversária, inaceitáveis em qualquer contexto, por mais tenso que seja o ambiente de um jogo de futebol ou vulgar que seja a utilização de determinadas expressões nas bancadas”, lê-se num comunicado publicado no site daquele sindicato.

“Os referidos insultos não foram dirigidos de forma indiscriminada, foram antes uma manifestação de ódio e ameaça, com o aproveitamento de um acontecimento recente da vida do jogador, o falecimento da sua mãe”.

O sindicato garante que irá fazer chegar os factos às entidades competentes.

“Por constituírem uma agressão verbal especialmente violenta, o Sindicato vem desde já condenar o sucedido, manifestando total solidariedade com o jogador Rochinha e estando a averiguar os vários registos existentes sobre estes acontecimentos, de modo a encaminhar às entidades competentes”, remata.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares