Seguir o O MINHO

Ave

“Sentimos que Celorico está a crescer cada vez mais na área industrial”

em

Joaquim Mota e Silva em visita a unidade de produção do grupo Cárite, de Felgueiras, no Parque Empresarial de Crespos, em Celorico de Basto. (09/03/2017) DR

O presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, visitou quinta-feira a mais recente unidade de calçado instalada no Parque Empresarial de Crespos. A unidade integra o grupo Carité, com sede em Felgueiras, que se apresenta como sendo um dos maiores grupos de exportação para marcas de luxo, e que naquele concelho conta já com duas unidades a laborar no Parque Empresarial de Carvalho.

Nova unidade do grupo Cárite, de Felgueiras, no Parque Industrial de Crespos, em Celorico de Basto. (09/03/2017) DR

“Sentimos, de facto, que Celorico de Basto está a crescer cada vez mais na área industrial atraindo cada vez mais unidades fabris aos parques empresariais do concelho. Um crescimento que tem sido fundamental para o desenvolvimento da região colmatando de forma sustentada o desemprego, sendo já necessária mão-de-obra vinda de fora” disse o autarca, citado em comunicado da autarquia, onde é sublinhado que esta unidade de calçado, agora instalada no Parque empresarial de Crespos, é o reflexo da atitude proactiva do município e das partes envolvidas.

“O facto de termos um centro de formação do calçado instalado em Celorico de Basto é também fundamental para atrair mão-de-obra não qualificada que poderá, terminada a formação, ingressar nesta e em outras unidades instaladas no concelho. Estes mecanismos de parceria têm sido muito profícuos no desenvolvimento da nossa indústria local”, realça.

Neste momento, esta unidade fabril dispõe a laborar a linha de costura, posteriormente será instalada a linha de corte e a linha de pré-costura.

Isaura Costa, encarregada da linha de costura, a trabalhar na “arte do calçado” desde os 16 anos, disse que “o mais interessante desta arte é ver os funcionários a evoluir na arte. A minha vida sempre foi a trabalhar no calçado”.

Populares