Seguir o O MINHO

Ave

Sem emissões poluentes, sem ruído. Polícia de Guimarães já tem carro 100% elétrico

em

Primeiro veículo elétrico da Polícia Municipal de Guimarães, apresentado a 13/02/2017. Foto: CM Guimarães

A autarquia de Guimarães anunciou hoje ter reforçado a frota da Polícia Municipal com um veículo 100% elétrico, totalmente isento de emissões poluentes e que não produz qualquer ruído enquanto se desloca.

Volkswagen e-Golf (2015)

“Trata-se de um Volkswagen e-Golf dotado de todos os equipamentos necessários ao cumprimento da sua função”, revela o município que luta por ser Capital Verde Europeia, em 2020.

Posto de Carregamento Rápido na Alameda Dr. Alfredo Pimenta, em Guimarães, inaugurado a 27 de janeiro, de 2017. Foto: CM Guimarães

“De acordo com o ciclo NEDC (New European Driving Cycle), a bateria garante uma autonomia até 190 quilómetros, podendo ser carregada através do sistema de recuperação de energia na travagem ou num ponto de carregamento convencional (total em 8 horas) ou rápido (80% em 30 minutos), podendo fazê-lo em Guimarães na Alameda Dr. Alfredo Pimenta no posto de carregamento rápido, recentemente ali disponibilizado pelo Município“, acrescenta.

“Além do procedimento em curso para a aquisição de outras viaturas puramente elétricas, a Câmara Municipal irá candidatar ao Fundo Ambiental o apoio disponibilizado para a substituição de veículos de serviços urbanos ambientais por outros com tração 100 por centro elétrica”, finaliza a autarquia liderada pelo socialista Domingos Bragança.

Anúncio

Ave

Empresa de Famalicão doa um milhão de luvas aos hospitais

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

A empresa famalicense Raclac, especialista no fabrico de produtos de produção individual, anunciou hoje a doação de um milhão de luvas aos hospitais onde existam centros de internamento para doentes Covid-19 positivos.

Através da sua página na rede social Facebook, a empresa sediada em Cruz, anunciou a entrega, não especificando data ou os moldes em que o pretende fazer.

Continuar a ler

Guimarães

Covid-19: Unidade de rastreio instalada em Guimarães

Atendimento a utentes críticos a partir deste sábado.

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A estrutura da unidade de rastreio à Covid-19 no Multiusos de Guimarães está a ser montada esta sexta-feira e a abertura decorre este sábado, 28 de março, numa articulação definida entre a Câmara de Guimarães, a ARS-Norte e UNILABS, foi hoje anunciado.

Numa primeira fase serão realizados 100 rastreios por dia e destinam-se apenas aos utentes críticos indicados pela ARS. Nos próximos dias será disponibilizada uma linha de contacto pela UNILABS aberta à comunidade a fim de efetuar agendamento para novos testes.

Em comunicado, Domingos Bragança, presidente da Câmara, reafirma a “prioridade de rastreio a todos os utentes de lares de Idosos e cuidadores”, no sentido de “minimizar a propagação do vírus e contribuir para o bom funcionamento das instituições nas respostas sociais à população idosa”, assumindo a câmara “se necessário” os custos financeiros deste rastreio.

Na mesma nota, o autarca enfatiza as medidas que a câmara tem tomado para “informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação”.

Continuar a ler

Ave

Regulamento para redução de tarifas nos transportes da CIM Ave em consulta pública

Comunidade Intermunicipal do Ave

em

Foto: Arquivo

O projeto do regulamento para a implementação de reduções nas tarifas dos transportes públicos da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave encontra-se a partir desta sexta-feira em consulta pública, por 30 dias, segundo publicação em Diário da República.

O “Regulamento das Regras Gerais para a Implementação do Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART) da CIM do Ave”, foi aprovado pelo Conselho Intermunicipal daquela associação, a 27 de fevereiro, e prevê reduções nas tarifas dos transportes coletivos entre os seus municípios que podem chegar aos 50%, com o objetivo de “apoiar a população, promovendo a universalidade e acessibilidade” dos transportes públicos.

O regulamento prevê reduções nos preços dos bilhetes e passes nos municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Póvoa de Lanhoso, Vizela e Mondim de Basto, sendo que Guimarães, Vieira do Minho e  Famalicão não delegaram na CIM a gestão dos seus transportes públicos, pelo que não são abrangidos.

No dia 13, a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave anunciou que vai implementar descontos de 30% no passe social e no cartão “pré-pago” dos serviços públicos de transporte de passageiros a partir de 01 de abril.

Em comunicado, a CIM referiu que os descontos serão implementados ao abrigo do PART.

“Com esta medida, pretende-se apoiar a população, promovendo a universalidade e acessibilidade dos serviços públicos de transporte de passageiros e fomentando a coesão económica e social”, lê-se no projeto do regulamento.

Os descontos nos passes sub-23, estudante, sénior e bilhetes simples em Mondim de Basto serão de 50% do valor atual, sendo que o passe social e nos cartões pré-pagos serão de 30% (podendo atingir os 50% em Cabeceiras de Basto, Mondim de Basto e Vizela) e de 100% no passe circuito urbano no município de Fafe.

A CIM do Ave lembra que “os Operadores encontram-se vinculados à obrigação de serviço público de natureza tarifária, durante o período de vigência do presente Regulamento e, no máximo, pelo prazo aplicável à autorização, concessão e/ou contratualização ao abrigo da qual atuem”.

No entanto, o documento prevê a possibilidade de “compensações” a atribuir aos operadores afetados.

A CIM do Ave é uma associação de municípios de direito público com fins múltiplos, criada em 14 de abril de 2009, que tem por finalidade promover a gestão de projetos intermunicipais e compreende um total de oito municípios, 236 freguesias.

É constituída pelos municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela.

Continuar a ler

Populares