Seguir o O MINHO

Região

Seis das dez freguesias mais populosas do Minho estão em Braga

Freguesias de Fafe, Viana do Castelo, Barcelos e Famalicão completam a lista

em

Vista aérea sobre São Vitor. Foto JF S. Vitor

Sem grandes surpresas, as freguesias da periferia da cidade de Braga são as que, no Minho, registaram uma maior variação no aumento da população residente nos últimos dez anos, de acordo com o relatório dos Censos2021, divulgado esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

Os dois pulmões urbanos da comunidade minhota também mantêm o seu estatuto, continuando a ocupar os dois primeiros lugares da lista em termos de número de habitantes. E as restantes oito freguesias do top10 são as mesmas que já figuravam em 2011, com uma ou outra troca no lugar da tabela.

São Vítor, em Braga, mantém-se como a maior freguesia do Minho em termos demográficos, com o número de 29.642 habitantes em 2011 a crescer 10,7% em 2021, para 32.822 habitantes. Apesar da ‘grandeza’ interna, a autarquia fica longe das mais populosas do país (é a 58.ª da tabela), e até do Norte (15.ª).

Vista aérea sobre São Vitor. Foto JF S. Vitor

A segunda freguesia com maior número de habitantes no Minho é a União de Viana do Castelo (Santa Maria Maior, Monserrate e Meadela), agora com 25.206 habitantes, menos 171 do que em 2011. É uma das três freguesias desta lista que registou uma variação negativa nos últimos dez anos (-0,7%.

UF Viana do Castelo. Foto: DR

Em terceiro da lista mantém-se a União de Freguesias de Famalicão e Calendário, com 20.937 habitantes, mais 3,9% em relação aos 20.145 registados em 2011. No quarto lugar vem a primeira e única freguesia em território interior do Minho – Fafe -, com 15.460 habitantes, mantendo assim o quarto lugar que já registava em 2011, apesar de ter perdido 1,5% da população nos últimos dez anos.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Do quinto ao nono lugar são quatro freguesias do concelho de Braga, com a União de Maximinos, Sé e Cividade a crescer 3,5%, de 14.572 para 15.086, mantendo assim o quinto lugar da tabela, apesar de ameaçada pela União de Nogueira, Fraião e Lamaçães, que registou um vigoroso aumento de 15,2%, passando de 13.054 habitantes para 15.036, e de nono lugar para sexto na tabela das dez freguesias com mais habitantes no Minho.

Fraião. Foto: DR

Em sétimo surge a União de S. José de S. Lázaro e S. João Souto, com 14.788 habitantes, mais 3,4% do que os 14.301 registados em 2011. Em oitavo está São Vicente, com 13.962 habitantes (+5,5%), seguindo-se a União de Real Dume e Semelhe, com 13.694 habitantes, registando a maior subida na tabela: um aumento de 17% em relação aos 11.700 habitantes registados em 2011, e que valem a saída do décimo lugar – que é agora ocupado por Arcozelo, no concelho de Barcelos, com 12.828 habitantes, uma variação de 0,1% em relação aos 12.840 registados em 2011.

Fonte: INE

Populares