Seis anos e meio de prisão por assalto a pessoas na rua e a gasolineira em Braga

Crimes remontam a 2011
Foto: O MINHO (Arquivo)

Eram dois, mas um deles já morreu. Assaltaram, em 2011, dois jovens em plena Praça do Comércio, em Braga, ameaçando-os com uma seringa e uma navalha. Roubando-lhe dois euros e 40 cêntimos. Depois roubaram 670 euros na bomba de gasolina Pronto, em Nogueira. O assaltante ainda vivo e que já estava preso em Paços de Ferreira, foi agora condenado a seis anos e seis meses de prisão, em cúmulo jurídico.

No primeiro processo ficou provado que Marco Braga da Costa, de 35 anos, em parceria com um homem de nome Paulo, falecido em 2016, seguiram, em pleno dia, dois transeuntes, com a intenção de os roubar, desde a Central de Camionagem até à Praça do Comércio. Aí, atacaram-nos tendo Paulo encostado uma seringa à barriga de um deles, enquanto que Marco empunhava a navalha. Um deles deu-lhe o que tinha, 2,40 euros, e quando se aprestavam para tentar roubar o outro, foram surpreendidos por pessoas que vinham a passar, o que os levou a fugir.

Pouco depois, um agente da Polícia Municipal apanhou o Paulo e identificou-o.

No outro caso de que foi feito o cúmulo, o duo entrou na gasolineira, quando eram 23:00 horas, e empurraram o funcionário, encostando-lhe uma faca ao pescoço. Este viu-se obrigado a entregar os 600 euros que estavam na caixa registadora, tendo os ladrões levado ainda outros 70 euros, pertença do empregado, bem como um telemóvel e uma lanterna.

Na valoração da pena, o coletivo de juízes teve em conta que já tinha seis condenações por crimes de furto e de roubo.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

EDP rejeita responsabilidades na queda de poste que matou homem em Barcelos

Próximo Artigo

Bloco quer estacionamento gratuito no Hospital de Braga

Artigos Relacionados
x