Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga sofre duro golpe ao cair do pano e empata nos Açores

I Liga

em

O Santa Clara e o SC Braga empataram hoje a um golo, nos Açores, a contar para a I Liga de futebol, num jogo marcado pelo equilíbrio e no qual o resultado foi decidido nos descontos.

Depois do Braga chegar ao golo aos 71 minutos por Paulo Oliveira, foi Lincoln quem deu o empate para os açorianos aos 90+5 minutos, através de livre direto.

O jogo foi equilibrado na primeira parte: o Sporting de Braga a assumiu o domínio da posse de bola, mas as melhores oportunidades de golo pertenceram ao Santa Clara.

Logo aos quatro minutos, a equipa da casa, que entrou melhor no jogo, teve a melhor oportunidade de golo do primeiro tempo. Luiz Phellype na cara do golo não conseguiu inaugurar o marcador, após uma boa jogada coletiva do ataque insular.

Depois do bom arranque dos açorianos e com o passar dos minutos, o Braga equilibrou o encontro, assumiu o domínio de bola e instalou-se no meio-campo contrário.

Todavia, a equipa de Carlos Carvalhal teve sempre dificuldades em penetrar na muralha defensiva do Santa Clara. O lance de maior perigo dos ‘arsenalistas’ foi conseguido através de um remate de meio da rua de André Horta, aos 18 minutos, que colocou Marco à prova.

O Santa Clara, por outro lado, voltou a levar perigo à baliza contrária aos 28 minutos. Após um cruzamento milimétrico de Morita, Rui Costa, de frente para baliza, atirou por cima.

Para o segundo tempo, Carvalhal trocou Galeno por Moura e o Braga apareceu com outra disposição na partida.

Logo aos 48 minutos, Mário González teve o golo nos pés, mas não conseguiu acertar bem na bola, falhando a melhor oportunidade de golo do encontro até então.

Na fase inicial da segunda parte, o jogo aumentou de ritmo e o perigo passou a rondar ambas as balizas.

Contudo, com o passar do tempo, o encontro ‘acalmou’ e voltou, tal como no primeiro tempo, a ser disputado sob um ritmo baixo.

Aos 68 minutos, o Braga esteve perto do golo, mas Ricardo Horta teve pontaria a mais e acertou em cheio na barra.

Aos 70 minutos, num contra-ataque vertiginoso, o Braga, aproveitando a desorganização dos açorianos que estavam no ataque, voltou a estar perto do golo por intermédio de Iuri Medeiros. Valeu uma defesa crucial de Marco para canto.

Após o canto, contudo, o guardião do Santa Clara não conseguiu evitar o golo. Paulo Oliveira, aos 71 minutos, aproveitou a apatia dos centrais insulares para cabecear para o fundo das redes.

Nos últimos 20 minutos, o Santa Clara não desistiu de procurar o golo e teve várias iniciativas perigosas junto da baliza contrária. Aos 85 minutos, Bouldini esteve perto do golo, mas atirou por cima da baliza de Matheus.

Com os açorianos a falharem no capítulo da finalização, foi Lincoln quem assegurou um ponto ao Santa Clara, através de um livre direto. Aos 90+5, o brasileiro cobrou de forma genial um livre que só acabou no fundo das redes.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Santa Clara – SC Braga, 0-1.

Ao intervalo: 0-0

Marcadores: 

0-1, Paulo Oliveira, 71 minutos

1-1, Lincoln, 90+5 minutos

Equipas:

– Santa Clara: Marco, Mansur, Villanueva, Tassano, Pierre Sagna (Júlio Romão, 64), Anderson Carvalho (Ricardinho, 81), Morita, Lincoln, Allano (Bouldini, 81), Rui Costa (Jean Patric, 60) e Luiz Phellype (Cryzan, 60)

(Suplentes: Ricardo Fernandes, João Afonso, Bouldini, Paulo Henrique, Romão, Nené, Cryzan, Jean Patric e Ricardinho).

Treinador: Daniel Ramos

– Sporting de Braga: Matheus, Diogo Leite, Paulo Oliveira, Sequeira (Tormena, 83), Al Musrati, André Horta (Chiquinho, 57), Fabiano, Galeno (Moura, 46), Iuri Medeiros (Castro, 73), Ricardo Horta e Mario González (Vitinha, 57).

(Suplentes: Tiago Sá, Yan Couto, Tormena, Lucas Piazon, Chiquinho, Lucas Mineiro, Moura, Castro e Vitinha).

Treinador: Carlos Carvalhal

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Diogo Leite (37), Mansur (42), Villanueva (45+5), Anderson Carvalho (62)

Assistência: 1033 espetadores.

(em atualização)

Populares